Crise na sucessão do Movimento dos Santos dos Últimos Dias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Série temática sobre os
Santos dos Últimos Dias
Salt Lake Temple spires.jpg
História
Primeira Visão
Crise na sucessão
Escrituras-padrão
Livro de Mórmon
Doutrina e Convênios
Pérola de Grande Valor
Bíblia
Importantes líderes
Joseph Smith Jr. · Oliver Cowdery
Sidney Rigdon · Brigham Young
Thomas S. Monson
Publicações Periódicas (em português)
A Liahona
Doutrinas
Regras de fé
Estrutura
Primeira Presidência
Quórum dos Doze Apóstolos
Quórum dos Setenta
Conflitos
Guerra Mórmon · Guerra de Utah
Legião Nauvoo · Batalhão Mórmon
Ramificações
A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Comunidade de Cristo
Bickertonitas · Strangitas
Igreja de Cristo (Lote do Templo)


A crise na sucessão do movimento dos Santos dos últimos dias, é o nome que se dá à série de eventos e disputas que ocorreram após a morte do profeta vidente e revelador Joseph Smith Jr em 1844, uma crise desnecessária e ignorada pelos membros fiéis da igreja que sabiam quem deveria ser o sucessor.

Com a morte de Smith, o próximo presidente e profeta deveria ser o apóstolo sênior,ou seja que teria mais tempo como apostolo, que no caso era Brigham Young mas muitos homens queriam o cargo de presidente alegando outros tipos de sucessão descumprindo a vontade de Deus, e então foram expulsos da Igreja e por isso muitos deles revoltados formaram outras igrejas com seus seguidores; surgindo a partir daí dissidências e criações de diferentes organizações religiosas, embora mantendo a crença comum no livro de Mórmon, mas cerca de 90% dos mórmons seguiram Brigham Young e aceitaram como seu novo líder, de acordo com a vontade de Deus, passando este a ser considerado o segundo profeta de entre os membros da A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. A igreja lançou um original e sistemático programa missionário, através do qual envia anualmente milhares de jovens entre 19 e 26 anos para um trabalho de proselitismo de dois anos ininterruptos, de forma a ser hoje a igreja cristã que mais cresce atualmente em todo o mundo (dados de 2002) com 16.469.012 membros.

Um outro grupo, cerca de 5%, apoiou Joseph Smith III, filho de Joseph Smith Jr., como seu sucessor, pois acreditavam que deveria ser pela ordem da família, assim como reis nas monarquias. Este segundo grupo ficou conhecido como A Igreja Reorganizada de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, sendo seu nome alterado para Comunidade de Cristo no início da década de 2000, hoje conta com 200.000 membros.

Sucessores e denominações resultantes[editar | editar código-fonte]

Sucessor Posição na igreja Ano Denominações Movimento dos Santos dos Últimos Dias Número de membros
Brigham Young Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos 1844–1877 A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias 16.469.012
Sidney Rigdon Membro Sênior sobrevivente da Primeira Presidência 1844–1862 Igreja de Jesus Cristo (Bickertonita) 15.000
James Strang Élder 1844–1856 Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Strangita) <1000
Granville Hedrick Sem registro de ordenação, provavelmente um Élder 1850-1881 Igreja de Cristo (Lote do Templo) 12.000
Igreja de Cristo com a mensagem de Elias desconhecido
Alpheus Cutler Membro da Presidência do Sumo Conselho e Conselho dos setenta 1853 e 1864 Igreja de Jesus Cristo (Cutlerita) < 100
Joseph Smith III (1860) Descendente direto 1860–1914 Comunidade de Cristo <200.000
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.