Igreja de Cristo (Lote do Templo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Série temática sobre os
Santos dos Últimos Dias
Salt Lake Temple spires.jpg
História
Primeira Visão
Crise na sucessão
Escrituras-padrão
Livro de Mórmon
Doutrina e Convênios
Pérola de Grande Valor
Bíblia
Importantes líderes
Joseph Smith Jr. · Oliver Cowdery
Sidney Rigdon · Brigham Young
Thomas S. Monson
Publicações Periódicas (em português)
A Liahona
Doutrinas
Regras de fé
Estrutura
Primeira Presidência
Quórum dos Doze Apóstolos
Quórum dos Setenta
Conflitos
Guerra Mórmon · Guerra de Utah
Legião Nauvoo · Batalhão Mórmon
Ramificações
A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Comunidade de Cristo
Bickertonitas · Strangitas
Igreja de Cristo (Lote do Templo)


Sede da Igreja de Cristo do Lote do Templo
Joseph Smith, fundador do Movimento dos Santos dos Últimos Dias

A Igreja de Cristo (Lote do Templo) é uma denominação do movimento dos Santos dos Últimos Dias, iniciado com Joseph Smith cuja sede fica em Independence , Missouri no que é conhecido como o Lote do Templo. Os membros da igreja têm sido conhecidos informalmente como "Hedrickites", depois que Granville Hedrick foi ordenado como o primeiro líder da igreja em julho de 1863. Ao contrário da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e da Comunidade de Cristo , a igreja do Lote do Templo rejeita o cargo de profeta ou presidente , a igreja é liderada pelo Quórum dos Doze Apóstolos, em seu lugar. Ela também rejeita as doutrinas do batismo para os mortos e Casamento Eterno promulgada pela igreja mórmon em Utah, bem como a Doutrina e Convênios e Pérola de Grande Valor . A igreja do Lote do Templo não tem nenhum contato com as demais igrejas da restauração, além de breves diálogos. Sua reivindicação mais notável para a fama hoje descansa em sua propriedade exclusiva do Lote do Templo, que ele ocupou por quase 150 anos. Sua participação atual (2013) em membros é de 7310, com membros em 11 ou 12 países.[1]

A Igreja do Lote do Templo afirma que o maior grupo, que se denomina de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias se afastou da verdade da Restauração, e que são os verdadeiros possuidores das chaves do sacerdócio dadas a Joseph Smith, e alegam ainda que a prova de serem a verdadeira igreja restaurada é o fato de possuírem o terreno aonde deveria ser construído o primeiro templo da restauração, mas que por conta da crise de sucessão nunca chegou a ser construído, deriva dai o seu nome Lote do Templo.

História da igreja[editar | editar código-fonte]

Origens[editar | editar código-fonte]

Primeira Capela construída no Lote do Templo

A história da Igreja de Cristo do Lote do Templo começa com a visão de Joseph Smith e a visão que ele teve de Deus Pai e Jesus Cristo, que falaram para ele que todas as demais igrejas estavam erradas e que iriam restaurar através dele a verdadeira igreja. No início o movimento era unificado, mas após o assassinato do fundador do movimento, Joseph Smith, Jr. em 27 de junho de 1844, vários líderes disputavam o controle e estabeleceu-se organizações rivais.

Por volta de 1860, os cinco primeiros ramos mórmons viram-se sem qualquer vínculo com qualquer grupo maior, seja com o grupo de Brigham Young, seja com o grupo de Joseph Smith III. Situado em Bloomington , Illinois ; Crow Creek, Illinois ; Half Moon Prairie , Illinois ; Eagle Creek, Illinois , e Vermillion , Indiana , esses ramos se uniram sob a liderança de Granville Hedrick . maio 1863 Em 18 julho de 1863 Hedrick foi ordenado como "Presidente, Profeta, Vidente e Revelador ".

No início em 1863, Hedrick manteve o nome de "A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias" para a sua organização, o que reflete a sua insistência de que era uma continuação da igreja de Joseph Smith. Isso foi logo encurtado para "Igreja de Cristo", mas como esse nome também já era usado por outro ramo do movimento ele acrescentou o epíteto Lote do Templo, devido ao fato de possuírem o terreno aonde seria construído o primeiro templo da Restauração.

O Lote do Templo[editar | editar código-fonte]

A igreja ocupa atualmente uma propriedade em Independence , Missouri conhecido como o lote do Templo, considerado pelos Santos dos Últimos Dias de todos os ramos o local designado por Smith para o templo da Nova Jerusalém, que seria construido para preparar a segunda volta de Cristo. Os Hedrickites( nome popular dos seguidores desse ramo) voltaram a Independence em 1867 para comprar os lotes para este templo em nome da "Igreja de Cristo" e estão sediados lá desde então.

Na década de 1930, a igreja do Lote do Templo escavou o sítio em uma tentativa de construir um templo, mas seus esforços foram paralisados por causa da Grande Depressão e disputas internas, e a escavação foi preenchida em 1946. O lote passou por um re-paisagismo, e é hoje ocupado apenas pela sede da igreja e algumas árvores em seu canto nordeste.

Doutrinas[editar | editar código-fonte]

Liderança da Igreja[editar | editar código-fonte]

Embora aceitem Joseph Smith como sendo um profeta, eles não aceitam necessariamente tudo que ele ensinou como sendo verdade. Atualmente a Igreja do Lote do Templo não aceita o cargo de profeta presidente, ao invés disso ela é governada pelo quórum dos 12 apóstolos, com todos os membros desse quórum sendo considerados iguais em precedência e autoridade. Os membros dessa igreja acreditam que Smith errou ao assumir o cargo de presidente, pois consideram que tal cargo não está na Bíblia e nem no Livro de Mórmon, as duas escrituras aceitas pela igreja. Embora Granville Hedrick tenha ordenado para ser presidente de sua igreja em 1863, mais tarde ele repudiou esta ordenação, ele referiu-se a Smith como um "profeta caído".

Autoridade sacerdotal[editar | editar código-fonte]

A Igreja de Cristo do Lote do Templo aceitam a autoridade sacerdotal a partir da visão de Joseph Smith e da ordenação em 5 de maio de 1829, quando um mensageiro veio até Joseph Smith e Oliver Cowdery, ordenando-os ao "Sacerdócio de Arão". O mensageiro é identificado com João Batista, que disse ter vindo em nome dos Apóstolos Pedro, Tiago e João. Após essa suposta ordenação Smith batizou Cowdery, e este batizou Smith. Smith diz ainda que mais tarde Jesus lhe ordenou no "Sacerdócio de Melquisedeque.

A Igreja Verdadeira[editar | editar código-fonte]

A Igreja de Cristo do Lote do Templo alega ser a única igreja verdadeira no mundo moderno, e que todas as demais igrejas são "uma abominação aos olhos do Senhor". Conforme publicado no site oficial da igreja "Não há nenhuma outra autoridade para representar o Reino de Deus na Terra nos tempos modernos, nem se tivesse havido nas igrejas de 1.260 anos antes de 1830".[2]

Escrituras[editar | editar código-fonte]

A Igreja de Cristo do Lote do Templo adota apenas o Livro de Mórmon e a Bíblia King James como escrituras sagradas, rejeitando Doutrinas e Convênios, Pérola de Grande Valor e a versão Inspirada da Bíblia versão de Joseph Smith. Aceitam o Livro dos Mandamentos como um compêndio de revelações de Joseph Smith, mas não lhe atribui o mesmo valor que a Bíblia e o Livro de Mórmon[3] . A Igreja do Lote do Templo publica sua própria versão do Livro de Mórmon, diferente nas separações dos versículos comparada com a versão usada pela igreja SUD.

Outras Diferenças[editar | editar código-fonte]

A Igreja do lote do Templo não aceita o batismo pelos mortos, nem tampouco o casamento eterno e a progressão eterna, bem como a doutrina Adão-Deus. Somente aceitam doutrinas que estejam claramente referendadas pela Bíblia e pelo Livro de Mórmon.

Templos[editar | editar código-fonte]

A Igreja do Lote do Templo acredita que um templo será construído no terreno que foi originalmente separado para este fim, mas que será o próprio Jesus que irá construí-lo ao regressar e lá será o centro de sua pregação e a sede da Nova Jerusalém[4] . Os templos construídos pelas demais igrejas da restauração não são aceitos como legítimos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • R. Jean Addams, “The Church of Christ (Temple Lot), Its Emergence, Struggles, and Early Schisms,” in Scattering of the Saints: Schism within Mormonism, ed. Newell Bringhurst and John Hamer (Independence, Missouri: John Whitmer Books: 2007).
  • R. Jean Addams, “The Church of Christ (Temple Lot) and the Reorganized Church of Latter Day Saints: 130 Years of Crossroads and Controversies,” Journal of Mormon History 36, no. 2 (2010): 29-53.
  • John Hamer, “The Temple Lot: Visions and Realities,” By Common Consent blog, January 19, 2009, http://bycommonconsent.com/2009/01/19/the-temple-lot/, retrieved April 26, 2010


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências