Impacto do cristianismo na civilização

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde junho de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Cristãos famosos de grande destaque em diversas áreas.

O papel do cristianismo na civilização ocidental tem sido estreitamente interligado com a formação da história e da sociedade ocidentais. Através de sua longa história, a igreja tem sido uma fonte importante de serviços sociais como educação, várias universidades do mundo foram fundadas pela Igreja,[1] Alguns historiadores da ciência como JL Heilbron,[2] AC Crombie, David Lindberg,[3] Edward Grant, Thomas Goldstein,[4] e Ted Davis, têm argumentado que a Igreja teve uma influência positiva e significativa no desenvolvimento da ciência,[5] [6] e que sacerdotes-cientistas, muitos dos quais jesuítas, estão entre os luminares na astronomia, genética, geomagnetismo, meteorologia, sismologia e física solar, tornando-se alguns dos "pais" dessas ciências.[7]

A Igreja incentivou os cuidados médicos e serviços de bem-estar e teve influência em termos económicos;[8] : a inspiração para a cultura e filosofia, e elemento influente na política e religião. Engenharia e matemática avançaram e isto refletiu-se através da evolução da arquitetura na Idade Média. De várias maneiras, tem procurado a afetar atitudes ocidentais para o vício e a virtude em diversos campos. É, durante muitos séculos, propagadora dos ensinamentos de Jesus dentro do mundo ocidental e continua a ser uma fonte de continuidade entre a cultura ocidental moderna à cultura ocidental clássica.

A Bíblia e teologia cristã também influenciaram fortemente filósofos ocidentais e ativistas políticos.[9] [10] Os ensinamentos de Jesus, como a Parábola do Bom Samaritano, estão entre as fontes importantes para as noções modernas de direitos humanos e medidas do bem-estar habitualmente fornecidas pelos governos do Ocidente.[11] de comprimento realizadas ensinamentos cristãos sobre a sexualidade humana e o casamento também têm sido influentes na vida familiar

O cristianismo desempenhou um importante papel na extinção de práticas como o sacrifício humano, a escravidão,[12] o infanticídio e a poligamia.[13] O cristianismo em geral, afetou o estatuto das mulheres, condenando o infanticídio (bebês do sexo feminino tinham maior probabilidade de serem mortos), o divórcio, incesto, infidelidade, poligamia, controle de natalidade, aborto e a defendendo o casamento.[14] Embora o ensino oficial da Igreja [15] considera que homens e mulheres são complementares.

Influência do cristianismo não se restringe sobre a civilização ocidental, os cristãos também têm desempenhado um papel de destaque nos recursos de desenvolvimento e pioneiro da civilização islâmica.[15]

A influência cultural da Igreja tem sido muito grande. Festas como a Páscoa e o Natal são marcados universalmente como feriados; o calendário gregoriano (do Papa Gregório XIII) foi adotado internacionalmente como o calendário civil; e o próprio tempo é medido pelo Ocidente a partir da data prevista de nascimento do fundador da Igreja, Jesus de Nazaré: a AD Um Ano (Anno Domini). Na lista das 100 Pessoas Mais Influentes na história humana, 65 por cento figuras cristãs de diversas áreas.[16]

Em vermelho, países de maioria cristã.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Christianity and eduction
  2. J.L. Heilbron. London Review of Books. Página visitada em 2006-09-15.
  3. Lindberg, David C.; Numbers, Ronald L.. When Science and Christianity Meet. [S.l.]: University of Chicago Press, October-2003. ISBN 978-0-226-48214-9
  4. Goldstein, Thomas. Dawn of Modern Science: From the Ancient Greeks to the Renaissance. [S.l.]: Da Capo Press, April-1995. ISBN 978-0-306-80637-7
  5. Christianity and science
  6. Are Christians "Anti-Science?"
  7. Wright, Jonathan. The Jesuits. [S.l.: s.n.], 2004. p. 189.
  8. Weber, Max "The Protestant Ethic and The Spirit of Capitalism" (Penguin Books, 2002) translated by Peter Baehr and Gordon C. Wells
  9. chruch and law [ligação inativa]
  10. BiBle and Law
  11. Good Samaritan. (n.d.). Merriam-Webster's Dictionary of Law. Retrieved January 09, 2010, from Dictionary.com website: http://dictionary.reference.com/browse/Good Samaritan
  12. Chadwick, Owen p. 242.
  13. Hastings, p. 309.
  14. Stark, p. 104.
  15. Rémi Brague, Assyrians contributions to the Islamic civilization
  16. Religious Affiliation of History's 100 Most Influential People Archived janeiro 1, 2012 at WebCite