Detetives do Prédio Azul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Detetives do Prédio Azul
Logotipo do programa
Informação geral
Formato Série
Gênero Comédia, aventura
Duração 13 minutos[1]
Estado Em exibição
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) André Pellenz[2]
Produtor(es)
Co-executivos
Globosat
Câmera Câmara única
Roteirista(s) Flavia Lins e Silva
Elenco Caio Manhente
Letícia Pedro
Cauê Campos
Tamara Taxman
Ronaldo Reis
Elisa Pinheiro
Rodrigo Candelot
Georgiana Góes[3]
Tema de abertura "Mistery Theme (Instrumental)"
Tema de
encerramento
"Bruxa Leocádia" - D.P.A.
Empresa(s) de produção Conspiração Filmes
Exibição
Emissora de
televisão original
Gloob
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Formato de áudio Dolby Digital 5.1
Transmissão original 15 de junho de 2012– presente
N.º de temporadas 6
N.º de episódios 144 (lista de episódios)

Detetives do Prédio Azul (abreviado como D.P.A.) é uma série live-action brasileira exibida pelo canal de televisão por assinatura Gloob. É roteirizada por Flávia Lins e Silva e dirigida por André Pellenz, em produção com a Conspiração Filmes.[4] A atração é exibida pelo canal desde sua estreia, sendo sua primeira produção original.[5] A série atualmente se encontra em sua sexta temporada, com 26 episódios. O trio protagonista fez um teste com cerca de 80 crianças para participar do elenco do programa.[6] A série foi renovada para uma segunda temporada que estreou no dia 12 de outubro de 2012, uma terceira temporada que estreou em junho de 2013.[7] A 4ª temporada foi ao ar em 2 de setembro de 2013, três meses após a terceira. Em 13 de novembro de 2013, o Gloob renovou a série para uma 5ª temporada e, em 19 de março de 2014, para uma sexta temporada.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Tom (Caio Manhente), Mila (Letícia Pedro) e Capim (Cauê Campos) são amigos inseparáveis que moram em um prédio suburbano e desvendam vários mistérios. No clubinho secreto que fica em uma parte do prédio não conhecida pelos adultos, eles vestem seus casacos especiais e se tornam os Detetives do Prédio Azul! [2]

Elenco e personagens[editar | editar código-fonte]

Principais[editar | editar código-fonte]

  • Antônio, ou "Tom" (Caio Manhente): É o D.P.A. do casaco verde. O mais esperto de todos, é ele quem cria as regras do clubinho e as invenções que ajudam nas investigações. Sua mãe Rafaela, por causa de sua educação hindú e alternativa, o proíbe de comer chocolate e outros doces. Tom não gosta de histórias assustadoras e pode ser o mais medroso do grupo, mas é capaz de vencer o medo pelos amigos.
  • Camila "Mila" Cristina (Letícia Pedro): Dona do casaco vermelho, é a mais forte dos três, mas também a mais gulosa, o que a coloca em algumas encrencas. Sonha em ser uma bruxa um dia, para fazer magia assim como Leocádia.
  • Cícero Capim, ou "Capim" (Cauê Campos): Com o casaco amarelo, é o mais valente e brincalhão do trio. Acha muitas pistas, mas sempre tira conclusões precipitadas. Adora histórias de terror e quer ser um escritor quando crescer.
  • Leocádia Leal (Tamara Taxman)[8] : Bruxa e síndica do prédio azul, é a principal antagonista da série e inferniza a todos os moradores, além de explorar o pobre Severino o quanto pode. Leocádia pode parecer má e rígida, mas é apenas egoísta e solitária. Está sempre fazendo feitiços para se dar bem ou para disputar com as crianças. Parece detestá-los, mas mesmo ela mostra preocupação e zela pelos meninos, especialmente quando Z.Z. passa a viver no porão do prédio. Seus interesses amorosos recorrentes são o delegado Borges e o avô de Mila.

Secundários[editar | editar código-fonte]

  • Severino (Ronaldo Reis): É o pai de Capim e porteiro do prédio. Homem de fé, ele é muito simpático e querido, nunca levantando a voz com ninguém. Apesar disso, se desespera fácil e Dona Leocadia o tira do sério com suas irritantes ordens. Tão ou mais guloso que Mila, seu apetite já o fez cair em vários problemas. No mais, Severino é um homem simples, mas mesmo ele tem suas surpresas! Já chegou a dar aulas de kung fu para as crianças e revelou que Gilberto Gil é padrinho de Capim.
  • Carlos Eduardo (Rodrigo Candelot): O estressado pai de Mila é um farmacêutico que só pensa em trabalho e economia, o que faz os demais moradores o acharem um pão-duro. Mas, por conta disso, é muito bom em matemática. Parece não dar muita atenção à sua filha, mas a adora e, sempre que pode, ajuda as crianças. Tem uma queda por Rafaela, apesar de já ter dado em cima de Bel.
  • Rafaela (Elisa Pinheiro): É a mãe de Tom. Ela parece uma hippie e adora inventar moda, meditar, fazer yoga, além de quase nunca ficar estressada, não importa a situação [9] . É vegetariana e não deixa seu filho comer qualquer coisa que contenha carne ou açúcar. Sabe que Carlos Eduardo gosta dela e mostra sentir o mesmo, mas quando ele põe o bolso antes do coração, mesmo Rafaela perde a paciência!

Recorrentes[editar | editar código-fonte]

  • Beatriz, ou "Bia" (Georgiana Góes)[10] : É a madrinha de Tom, vive em uma fazenda e fala com sotaque caipira. Além disso, nunca foi à uma praia. Quando Rafaela viajou para a Índia no final da primeira temporada, Bia veio cuidar de Tom. Na terceira, é substituída por Bel.
  • Isabel, ou "Bel" (Priscila Assum): A prima gaúcha de Tom, vem para cuidar dele enquanto Rafaela está na Índia. Por estar fazendo doutorado, é viciada em estudar e quase nunca sai de casa. Por conta disso, os moradores acham que ela não tem vida social. Mesmo assim, arruma tempo para participar de atividades com as crianças e desviar dos avanços de Carlos Eduardo.
  • Carlos Jorge, ou "CJ" (Jaime Leibovitch): É o avô de Mila. Veio cuidar dela na quarta temporada, já que Carlos Eduardo foi à Brasília procurar emprego. É um explorador que já conheceu o mundo todo e guarda muitos segredos. Age como um interesse amoroso secundário para Leocádia, apesar de não suspeitar (ou não demonstrar saber) que ela seja uma bruxa. É insinuado que ele é um dos únicos adultos a saber sobre magia. Retorna em um episódio da quinta temporada.
  • Gigi: É a empregada nordestina de Carlos Eduardo, que cuida de Mila enquanto ele está fora. Gigi é muito prestativa, mas pode ser bastante intrometida e tagarela.
  • Delegado Borges: Um policial sério que Leocádia conhece e a visita de vez em quando no prédio azul. Borges serve como interesse amoroso recorrente para Leocádia, apesar de não levar os sentimentos dela muito a sério. Geralmente vai ao prédio para comer ou para alguma investigação que termina sendo resolvida pelos detetives.
  • Alberta "Vovó Berta" Leal (Suely Franco)[11] : É a avó de Leocádia. Z.Z. a aprisionou num quadro e Leocádia nunca conseguiu tirá-la de lá. Ela sabe muito sobre feitiços e às vezes é bem arrogante, especialmente quando lembra que a neta é uma bruxa fracassada. Surge na quinta temporada em "O Quadro".
  • Meninos do prédio amarelo: Os rivais dos detetives que moram no prédio vizinho, estão sempre em conflito com Capim e seus amigos. Apareceram em apenas um episódio, mas já foram mencionados algumas vezes pelas crianças.
  • Zoraida Zorga, ou "Z.Z." (Bia Sion)[12] : É uma bruxa muito perigosa que sempre tenta eliminar Leocádia e destruir o quadro de Berta para se tornar a feiticeira mais poderosa. Causa muita dor de cabeça para a síndica e os detetives, sendo a principal antagonista das temporadas 5 e 6.
  • Madame Esmeralda (Luisa Thiré): "Amiga" de Leocádia, é uma vidente espanhola que, no máximo, sabe "portunhol". Apesar de ter aparecido no prédio para tirar proveito da síndica em pelo menos duas oportunidades, ainda tem preocupação por Leocádia e a avisa do duelo final contra Z.Z.. [13]

Episódios[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]