Detetives do Prédio Azul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Detetives do Prédio Azul
Logotipo do programa
Informação geral
Formato Série
Gênero Comédia e Aventura
Duração 13 Minutos[1]
Criador(es) Flavia Lins e Silva
co-produção: Globosat
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) André Pellenz[2]
Produtor(es) Conspiração Filmes
Elenco Caio Manhente
Letícia Pedro
Cauê Campos
Tamara Taxman
Ronaldo Reis
Elisa Pinheiro
Rodrigo Candelot
Georgiana Góes[3]
Tema de abertura Mistery Theme (Instrumental)
Tema de
encerramento
Bruxa Leocádia - D.P.A.
Exibição
Emissora de
televisão original
Gloob
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 15 de junho de 2012 - Presente
N.º de temporadas 6
N.º de episódios 144 (lista de episódios)

Detetives do Prédio Azul (abreviado como D.P.A.) é uma série live-action brasileira exibida pelo canal de televisão por assinatura Gloob em produção com a Conspiração Filmes.[4] A atração é exibida pelo canal desde sua estreia, sendo sua primeira produção original.[5] A série atualmente se encontra em sua terceira temporada, com 26 episódios. O trio protagonista fez um teste com cerca de 80 crianças para participar do elenco do programa.[6] A série foi renovada para uma segunda temporada que estreou no dia 12 de outubro de 2012, uma terceira temporada que estreou em junho de 2013.[7] . A 4ª temporada foi ao ar em 2 de Setembro de 2013, três meses após a terceira. Em 13 de Novembro de 2013, o Gloob renovou a série para uma 5ª temporada e, em 19 de Março de 2014, para uma sexta temporada.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Tom (Caio Manhente), Mila (Letícia Pedro) e Capim (Cauê Campos) são amigos inseparáveis que moram em um prédio suburbano e desvendam vários mistérios. No clubinho secreto, que fica em uma parte do prédio não conhecida pelos adultos, eles vestem seus casacos especiais e se tornam os Detetives do Prédio Azul! [2]

Elenco e Personagens[editar | editar código-fonte]

Caio Manhente, que interpreta Tom, já participou das telenovelas Viver a Vida e Cordel Encantado, além do filme Uma Professora Maluquinha, de 2010. Capim, interpretado por Cauê Campos, já atuou na primeira fase da novela Avenida Brasil e em Lado a Lado, Letícia Pedro, a Mila, fazia algumas participações em programas humorísticos da Rede Globo e havia feito somente trabalhos como modelo[3] , além de ter participado da 2ª temporada da novela Rebelde, vivendo Rosa Maria[8] . Atualmente, a menina tem participado do elenco da novela Vitória, da Rede Record.

Principais[editar | editar código-fonte]

  • Antônio, ou "Tom": É o D.P.A. do casaco verde. Ele é o mais esperto de todos e é quem cria as regras do clubinho e as invenções que ajudam nas investigações. Sua mãe Rafaela, por causa de sua educação hindú e alternativa, o proíbe de comer chocolate e outros doces. Tom não gosta de histórias assustadoras e pode ser o mais medroso do grupo, mas é capaz de vencer o medo pelos amigos.
  • Camila "Mila" Cristina: Dona do casaco vermelho, é a mais forte dos três, mas também a mais gulosa, o que a coloca em algumas encrencas. Sonha em ser uma bruxa um dia, para fazer magia assim como Leocádia.
  • Cícero Capim, ou "Capim": Com o casaco amarelo, é o mais valente e brincalhão do trio. Acha muitas pistas, mas sempre tira conclusões precipitadas. Adora histórias de terror e quer ser um escritor quando crescer.

Secundários[editar | editar código-fonte]

  • Severino (Ronaldo Reis): É o pai de Capim e porteiro do prédio. Homem de fé, ele é muito simpático e querido, nunca levantando a voz com ninguém. Apesar disso, se desespera fácil e Dona Leocadia o tira do sério com suas irritantes ordens. Severino é um homem simples, mas mesmo ele tem suas surpresas! Já chegou a dar aulas de kung fu para as crianças e revelou que Gilberto Gil é padrinho de Capim.
  • Carlos Eduardo (Rodrigo Candelot): O estressado pai de Mila é um farmacêutico que só pensa em trabalho e economia, o que faz os demais moradores o acharem um pão-duro. Mas, por conta disso, é muito bom em matemática. Parece não dar muita atenção à sua filha, mas a adora e, sempre que pode, ajuda as crianças. Tem uma queda por Rafaela, apesar de já ter dado em cima de Bel.
  • Rafaela (Elisa Pinheiro): É a mãe de Tom. Ela parece uma hippie e adora inventar moda, meditar, fazer yoga, além de quase nunca ficar estressada, não importa a situação [9] . É vegetariana e não deixa seu filho comer qualquer coisa que contenha carne ou açúcar. Sabe que Carlos Eduardo gosta dela e mostra sentir o mesmo, mas quando ele põe o bolso antes do coração, mesmo Rafaela perde a paciência!

Recorrentes[editar | editar código-fonte]

Na segunda temporada[editar | editar código-fonte]

  • Beatriz, ou "Bia"(Georgiana Góes)[10] : É a madrinha de Tom, vive em uma fazenda e fala com sotaque caipira. Além disso, nunca foi à uma praia. Quando Rafaela viajou para a Índia no final da primeira temporada, Bia veio cuidar de Tom. Na terceira, é substituída por Bel.

Na terceira temporada[editar | editar código-fonte]

  • Isabel, ou "Bel" (Priscila Assum): A prima gaúcha de Tom, vem para cuidar dele enquanto Rafaela está na Índia. Por estar fazendo doutorado, é viciada em estudar e quase nunca sai de casa. Por conta disso, os moradores acham que ela não tem vida social. Mesmo assim, arruma tempo para participar de atividades com as crianças e desviar dos avanços de Carlos Eduardo.

Na quarta temporada[editar | editar código-fonte]

  • Carlos Jorge, ou "CJ" (Jaime Leibovitch): É o avô de Mila. Veio cuidar dela na quarta temporada, já que Carlos Eduardo foi à Brasília procurar emprego. É um explorador que já conheceu o mundo todo e guarda muitos segredos. Age como um interesse amoroso secundário para Leocádia, apesar de não suspeitar (ou não demonstrar saber) que ela seja uma bruxa. É insinuado que ele é um dos únicos adultos a saber sobre magia. Retorna em um episódio da quinta temporada.

Na quinta temporada

  • Gigi: É a empregada nordestina de Carlos Eduardo, que cuida de Mila enquanto ele está fora. Gigi é muito prestativa, mas pode ser bastante intrometida e tagarela.
  • Delegado Borges: Um policial sério que Leocádia conhece e a visita de vez em quando no prédio azul. Borges serve como interesse amoroso recorrente para Leocádia, apesar de não levar os sentimentos dela muito a sério. Geralmente vai ao prédio para comer ou para alguma investigação que termina sendo resolvida pelos detetives.

Antagonistas[editar | editar código-fonte]

Principais[editar | editar código-fonte]

  • Leocádia Leal (Tamara Taxman)[11] : Bruxa e síndica do prédio azul, é a principal antagonista da série e inferniza a todos os moradores, além de explorar o pobre Severino o quanto pode. Leocádia pode parecer má e rígida, mas é apenas egoísta e solitária. Está sempre fazendo feitiços para se dar bem ou para disputar com as crianças. Parece detestá-los, mas mesmo ela mostra preocupação e zela pelas crianças, especialmente quando Z.Z. passa a viver no porão do prédio. Seus interesses amorosos recorrentes são o delegado Borges e o avô de Mila.

Recorrentes[editar | editar código-fonte]

  • Alberta "Vovó Berta" Leal (Suely Franco)[12] : É a avó de Leocádia. Z.Z. a aprisionou num quadro e Leocádia nunca conseguiu tirá-la de lá. Ela sabe muito sobre feitiços e às vezes é bem arrogante, especialmente quando lembra que a neta é uma bruxa fracassada. Surge na quinta temporada em "O Quadro".
  • Meninos do prédio amarelo: Os rivais dos detetives que moram no prédio vizinho, estão sempre em conflito com Capim e seus amigos. Apareceram em apenas um episódio, mas já foram mencionados algumas vezes pelas crianças.
  • Zoraida Zorga, ou "Z.Z." (Bia Sion)[13] : É uma bruxa muito perigosa que sempre tenta eliminar Leocádia e destruir o quadro de Berta para se tornar a feiticeira mais poderosa. Causa muita dor de cabeça para a síndica e os detetives, sendo a principal antagonista das temporadas 5 e 6.

Episódios[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]