Dicotiledónea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaMagnoliopsida (Dicotiledôneas)
Flor de magnólia

Flor de magnólia
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordens
Ver texto.

As Magnoliopsidas ou dicotiledôneas formam uma classe pertencente à divisão Magnoliophyta, ou plantas com flor, cujo embrião (semente) contém dois ou mais cotilédones. Outras características incluem raiz axial e folhas com nervação reticulada. As partes florais podem ser pentâmeras (mais frequentemente), às vezes tetrâmeras e, raramente, trímeras ou monômeras.

As plantas com flor que não são dicotiledóneas são monocotiledóneas.

Acreditava-se que as monocotiledôneas teriam se desenvolvido (evoluído) a partir das dicotiledôneas, entretanto estas formam um grupo parafilético, ou seja, incluem algumas formas que são mais relacionadas geneticamente com as monocotiledóneas do que com alguns grupos das próprias dicotiledôneas. A maior parte, contudo, forma um grupo monofilético, chamado de eudicotiledóneas ou tricolpados. Essas podem ser distinguidas de todas as outras plantas com flor pela estrutura do seu pólen. Os grupos basais das angiospermas e as monocotiledóneas têm pólen monosulcado ou formas derivadas destas, enquanto que as eudicotiledóneas têm pólen tricolpado e formas derivadas.

Tradicionalmente, as dicotiledóneas foram consideradas como uma classe, designada originalmente de Dicotyledoneae, mas foram posteriormente renomeadas para Magnoliopsida, usando como tipo o gênero Magnolia. A classificação das dicotiledóneas tem sofrido uma revisão profunda à medida que se vão conhecendo as relações filogenéticas entre elas.

Atualmente, não se aceita o nome "Dicotiledôneas", pois, como já dito anteriormente, as plantas aí anteriormente colocadas formam um grupo parafilético e a tendência atual é se aceitar apenas táxons que representem grupos monofiléticos (veja por exemplo, Dias et al. 2005, Taxon 54: 1039-1040).

Segue-se a lista das ordens de que é composta, segundo os novos sistemas de classificação e segundo o antigo sistema de Cronquist.

Novo sistema - APG Sistema de Cronquist

Grupo basal de dicotiledóneas
(paleodicotiledóneas)

Grupo basal de Dicotiledóneas
magnoliídeas (Magnoliidae)

Grupo basal de eudicotiledóneas

Grupo basal de rosídeas

Eurosídeas I

Eurosídeas II

Grupo basal de asterídeas

Euasterídeas I

Euasterídeas II

Magnoliidae

Hamamelidae

Caryophyllidae

Dilleniidae

Rosidae

Asteridae

Como diferenciar uma dicotiledónia de uma monocotiledónia[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão algumas características que podem ser usadas para diferenciar os dois grupos mais evoluídos de angiospermas:[1]

Característica Dicotiledónia Monocotiledónia
Número de Cotilédonos 2 1
Sistema Radicular Pivotante Fasciculado
Nervação Foliar Reticulado Paralela
Grão de Pólen Com três poros Com um poro
Número de Pétalas em relação ao de sépalas Multiplos de 4 ou 5 (usualmente) Múltiplos de 3 (usualmente)
Crescimento secundário Presente Ausente

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Raven, P.H.; Evert, R.F.; Eichhorn, S.E.; Biologia Vegetal - Quinta Edição; 2007; Editora Guanabara Koogan S. A., Rio de Janeiro
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Dicotiledónea
Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.