Diogo Colombo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diogo Colombo

Diogo Colombo (Porto Santo ou Lisboa, 1480Puebla de Montalbán, 1526) – em castelhano, Diego Colón – era o filho primogénito de Cristóvão Colombo e Filipa Moniz. Tal como seu pai, foi navegador, almirante, vice-rei e governador das Índias de Castela (que correspondiam às chamadas América Latina e América do Norte). Casou com D. Maria de Toledo, sobrinha do duque de Alba.

A data do nascimento de Diogo não é de todo determinável, estimando-se que tenha ocorrido por volta do ano de 1479 ou 1480. Já quanto à naturalidade Porto Santo, no arquipélago da Madeira, e Lisboa são os locais mais prováveis. A capital portuguesa é mesmo o local indicado por Diego Mendez no testemunho que dá no processo de habilitação ao hábito da Ordem de Santiago do filho homónimo do segundo Almirante das Índias de Castela.[1]

Após o falecimento de Filipa, Diogo foi com o pai para Castela onde terá chegado em fins de 1484 ou inícios de 1485 tendo aí crescido e se formado beneficiando-se do estatuto alcançado por seu pai mesmo antes do descobrimento do Novo Mundo em 1492.

Referências

  1. D. Diogo Colombo. (em espanhol). Habilitação para a Ordem de Santiago de D. Diogo Colombo [II] (Transcrição paleográfica).
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.