Dong Hyun Kim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dong Hyun Kim
Data de nascimento 17 de novembro de 1981 (32 anos)
Local de nascimento Coreia do Sul Seul
Outros nomes Stun Gun
Nacionalidade Coreia do Sul Sul-coreano
Altura 1,85 m
Peso 77 kg
Divisão Meio Médio
Envergadura 1,93 m
Modalidade Judô e Kickboxing
Luta por Busan, Coreia do Sul
Equipe Busan Team M.A.D.
Graduação      Faixa Preta 4º grau em Judô
Anos ativo 2004-presente
Cartel no MMA
Total 23
Vitórias 19
Por nocaute 8
Por finalização 1
Por decisão 10
Derrotas 2
Por nocaute 2
Empates 1
Sem resultado 1
Outras informações
Dong Hyun Kim no Sherdog

Dong Hyun Kim (em coreano: 김동현; Seul, 17 de novembro de 1981) é um lutador de artes marciais mistas sul-coreano, atualmente compete no Peso Meio Médio do Ultimate Fighting Championship.

Começo e Educação[editar | editar código-fonte]

Na Coréia do Sul, Kim começou a praticar Judô na Universidade de Yong-In, o que começou sua carreira no MMA. Kim começou a treinar na Wajyutsu Keisyukai, uma renomeada academia japonesa frequentada por inúmeros lutadores tops japoneses. Como um dos maiores membros de sua academia, Kim se tornou parceiro de treinos regular e sparring do Peso Médio Yushin Okami.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Filme[editar | editar código-fonte]

Em 16 de Junho de 2013 ele interpretou o 'Hulk' no Running Man episódio 150 (domingo à noite no SBS). Nesse episódio ele interpretou o personagem que se transformava em Hulk em Running Man Avengers. Kim também foi destaque junto com o lutador do UFC Chu Sung Hoon (conhecido internacionalmente como Yoshihiro Akiyama) no vídeo da música de drama do boy band coreano MYNAME para sua música "Baby I'm Sorry".

Começo da carreira[editar | editar código-fonte]

Kim ganhou reconhecimento após assinar com a organização japonesa DEEP, ganhando uma sucessão de vitórias antes de nocautear o Campeão Meio Médio do DEEP Hidehiko Hasegawa em uma luta não válida pelo título em 2007. Kim e Hasegawa depois protagonizaram um empate polêmico em uma luta pelo título no DEEP 32nd Impact, deixando o título com o então atual campeão Hasegawa. Kim deixou o DEEP para assinar um contrato com o Pride Fighting Championships, mas o UFC comprou-o e acabou com o PRIDE antes que Kim lutasse pela organização. As performances dele chamaram a atenção dos olheiros do World Extreme Cagefighting (WEC), que ofereceu a ele um contrato. Porém, porque o WEC não é televisionado na Coréia, a administração de Kim recusaram e conseguiram um contrato com o Ultimate Fighting Championship (UFC), que é transmitido nas TV à cabo coreana.

O apelido original de Kim é "Stun Gun", então um monte de fãs coreanos começaram a chamá-lo de "Maemi", que significa cigarra em coreano. O apelido foi dado à Kim por causa do seu estilo de luta já que ele gosta de colocar seus oponentes para o chão, lutar com eles lá e nunca deixá-los escapar como uma cigarra na árvore.

Ultimate Fighting Championship[editar | editar código-fonte]

Kim fez sua estréia no UFC no UFC 84 contra Jason Tan, ele metodicamente quebrou o emocional de seu oponente e venceu por nocaute técnico no terceiro round. Com sua performance, Kim se tornou o primeiro coreano a vencer no octagon. A aparição de Kim chamou uma atenção considerável na Coréia. Uma semana antes do evento, em um horário nobre, um especial de uma hora sobre Kim foi ao ar na TV coreana. Embora Kim não ter lutado no pay-per-view do UFC, foi transmitido ao vivo na TV coreana, e foi então repetida mais uma vez.

Ele fez sua segunda aparição no octagon no UFC 88, conseguindo uma decisão dividida sobre o participante do The Ultimate Fighter 7 Matt Brown. Durante a luta, o condicionamento de Kim estava muito ruim devido à um jet lag, e problemas com o visto o impediram de trazer um treinador. No primeiro round, Kim ameaçou Brown com um mata leão em pé e pegou as costas de Brown em inúmeras ocasiões mas ficou exausto no segundo. No terceiro, Kim usou seu ground-and-pound efetivo e abriu um corte em Brown com uma cotovelada. Os três jurados marcaram a luta como 29–28, dois a favor de Kim. A decisão foi contestada pelo público no local com vaias perceptíveis.

Kim retornou ao octagon em Las Vegas, Nevada em 31 de Janeiro de 2009 onde ele enfrentou o também praticante de judô Karo Parisyan no UFC 94. Com Frank Mir em seu corner que serviu como treinador de boxe antes da luta. Kim originalmente perdeu para Parisyan por decisão dividida. Fãs presentes no local vaiaram a decisão, e os ex-campeões do UFC Matt Hughes, Randy Couture e o presidente do UFC Dana White] comentaram que acharam que Kim venceu a luta. Depois, no entanto, Parisyan testou positivo para substâncias proibidas: Hydrocodone, Hydromorphone e Oxymorphone. A Comissão Atlética do Estado de Nevada declarou a luta Sem Resultado, e Parisyan foi suspenso por nove meses.

Kim derrotou TJ Grant no UFC 100, venceu por decisão unânime, ameaçando com uma guilhotina no meio do segundo round. Ele fera esperado para enfrentar Dan Hardy em 14 de Novembro de 2009 no UFC 105, mas foi forçado a se retirar da luta com uma lesão desconhecida enquanto fazia sparring com Kazuhiro Nakamura e foi substituído por Mike Swick.

Kim era esperado para enfrentar Chris Lytle em 21 de Fevereiro de 2010 no UFC 110. Porém, Kim foi forçado a se retirar do card após sofrer outra lesão. Brian Foster foi seu substituto.

Kim em seguida enfrentou o vencedor do The Ultimate Fighter 7, Amir Sadollah em 29 de Maio de 2010 no UFC 114 e ganhou por decisão unânime, dominando Sadollah usando seu Judo e seu Wrestling.

Kim era esperado para enfrentar o invicto John Hathaway no UFC 120, porém ele foi substituído por Mike Pyle devido à lesões sofridas nos treinos.

Kim derrotou o vencedor do The Ultimate Fighter 5, Nate Diaz em 1 de Janeiro de 2011 no UFC 125 por decisão unânime. Kim usou seu judo para controlar o 1° e 2° round. Diaz montou e foi muito mais ofensivo no 3° round, mas isso não foi suficiente e Kim venceu por decisão unânime. Após a luta Kim pediu pelo Campeão Meio Médio do UFC, Georges St. Pierre, que ele considera um herói e modelo mara si mesmo como lutador de MMA. Depois em 10 de Janeiro de 2011, Kim um contrato de expansão de quatro lutas com o UFC.

Kim perdeu para Carlos Condit em 2 de Julho de 2011 no UFC 132 por nocaute no primeiro round. Essa foi sua primeira derrota em sua carreira profissional.

Kim enfrentou Sean Pierson em 30 de Dezembro de 2011 no UFC 141. Kim usou sua trocação superior para controlar Pierson durante a luta e venceu por decisão unânime, mesmo acertando um chute frontal no rosto no segundo round que abalou Pierson.

Kim perdeu para Demian Maia por nocaute técnico em 7 de Julho de 2012 no UFC 148. A luta foi interrompida aos 47 segundos pelo árbitro Mario Yamasaki, após Maia derrubar Kim e finalizar com socos na posição da montada. O comentarista do UFC Joe Rogan disse que Kim havia quebrado a costela, mas depois foi revelado que ele sofreu um espasmo muscular.

Kim enfrentou Paulo Thiago em 10 de Novembro de 2012 no UFC on Fuel TV: Franklin vs. Le. Ele dominou o faixa preta de Jiu Jitsu Brasileiro no chão pelos três rounds, terminando a luta com uma exibição de ground and pound selvagem lembrando Kazushi Sakuraba. Ele venceu por decisão unânime.

Kim enfrentou Siyar Bahadurzada em 2 de Março de 2013 no UFC on Fuel TV: Silva vs. Stann. Ele dominou Bahadurzada no jogo de chão com suas habilidades de grappling superior e ganhou por decisão unânime.

Kim enfrentou Erick Silva em 9 de Outubro de 2013 no UFC Fight Night: Maia vs. Shields.No segundo round Kim solta toda a sua força em um overhand que leva Erick Silva a nocaute.

Kim enfrentou John Hathaway em 1 de Março de 2014 no UFC Fight Night: Kim vs. Hathaway. Kim venceu por nocaute no terceiro round com uma excelente cotovelada rodada.

Kim era esperado para enfrentar o cubano Hector Lombard em 23 de Agosto de 2014 no UFC Fight Night: Bisping vs. Le. Porém, uma lesão tirou Lombard do evento e Kim agora enfrentará Tyron Woodley.[1]

Cartel de MMA[editar | editar código-fonte]

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Estados Unidos Tyron Woodley UFC Fight Night: Bisping vs. Le 23/08/2014 Macau Cotai
Vitória 19-2-1 (1) Inglaterra John Hathaway Nocaute (cotovelada rodada) UFC Fight Night: Kim vs. Hathaway 01/04/2014 3 1:02 Macau Cotai Performance da Noite.
Vitória 18-2-1 (1) Brasil Erick Silva Nocaute (soco) UFC Fight Night: Maia vs. Shields 09/10/2013 2 3:01 Brasil Barueri, São Paulo Nocaute da Noite
Vitória 17-2-1 (1) Afeganistão Siyar Bahadurzada Decisão (unânime) UFC on Fuel TV: Silva vs. Stann 03/03/2013 3 5:00 Japão Saitama
Vitória 16-2-1 (1) Brasil Paulo Thiago Decisão (unânime) UFC on Fuel TV: Franklin vs. Le 10/11/2012 3 5:00 Macau Cotai
Derrota 15-2-1 (1) Brasil Demian Maia Nocaute Técnico (lesão no ombro) UFC 148: Silva vs. Sonnen II 07/07/2012 1 0:47 Estados Unidos Las Vegas, Nevada
Vitória 15–1–1 (1) Canadá Sean Pierson Decisão (unânime) UFC 141: Lesnar vs. Overeem 30/12/2011 3 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada
Derrota 14–1–1 (1) Estados Unidos Carlos Condit Nocaute (joelhada voadora e socos) UFC 132: Cruz vs. Faber 02/07/2011 1 2:58 Estados Unidos Las Vegas, Nevada
Vitória 14–0–1 (1) Estados Unidos Nate Diaz Decisão (unânime) UFC 125: Resolution 01/01/2011 3 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada
Vitória 13–0–1 (1) Estados Unidos Amir Sadollah Decisão (unânime) UFC 114: Rampage vs. Evans 29/05/2010 3 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada
Vitória 12–0–1 (1) Canadá TJ Grant Decisão (unânime) UFC 100: Making History 11/07/2009 3 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada
NC 11–0–1 (1) Arménia Karo Parisyan Sem Resultado UFC 94: St-Pierre vs. Penn 2 31/01/2009 3 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Originalmente derrota por decisão; Parisyan foi pego no antidoping.
Vitória 11–0–1 Estados Unidos Matt Brown Decisão (dividida) UFC 88: Breakthrough 06/09/2008 3 5:00 Estados Unidos Atlanta, Georgia
Vitória 10–0–1 Inglaterra Jason Tan Nocaute Técnico (cotovelada) UFC 84: Ill Will 24/05/2008 3 0:25 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Estréia no UFC
Empate 9–0–1 Japão Hidehiko Hasegawa Empate DEEP – 32 Impact 10/10/2007 3 5:00 Japão Tóquio Pelo Cinturão Meio Médio do Deep
Vitória 9–0 Japão Hidehiko Hasegawa Nocaute (slam e socos) DEEP – 31 Impact 05/08/2007 3 4:57 Japão Tóquio
Vitória 8–0 Japão Yukiharu Maejima Nocaute (soco) DEEP – CMA Festival 2 23/07/2007 1 0:11 Japão Tóquio
Vitória 7–0 Japão Hidenobu Koike Nocaute (soco) DEEP – 28 Impact 16/02/2007 2 4:33 Japão Tóquio
Vitória 6–0 Japão Jun Ando Nocaute (soco) DEEP – 27 Impact 20/12/2006 2 0:44 Japão Tóquio
Vitória 5–0 Japão Kousei Kubota Nocaute (joelhada) DEEP – 26 Impact 10/10/2006 1 2:46 Japão Tóquio
Vitória 4–0 Japão Tomoyoshi Iwamiya Decisão (unânime) DEEP – 25th Impact 04/08/2006 2 5:00 Japão Tóquio
Vitória 3–0 Japão Mitsunori Tanimura Finalização (mata leão) DEEP – CMA Festival 24/05/2006 1 4:28 Japão Tóquio Retorno combinado
Vitória 2–0 Coreia do Sul Hyung Kwang Kim Decisão (unânime) Spirit MC 5 – 2004 GP Unlimited 11/09/2004 3 5:00 Coreia do Sul Seul Aposentou-se após o Spirit MC 5
Vitória 1–0 Coreia do Sul Young Ahm Noh Decisão (unânime) Spirit MC 3 – I Will Be Back!!! 10/04/2004 3 5:00 Coreia do Sul Seul
  1. Lombard se machuca, e Woodley enfrenta Dong Hyun Kim em Macau. combate.com (24 de Junho de 2014).