Embraer Phenom 100

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de EMBRAER Phenom 100)
Ir para: navegação, pesquisa

Embraer Phenom 100
New Zealand PW-51.svg
Embraer Phenom 100
Descrição
Tipo Avião executivo
Fabricante Brasil Embraer
Primeiro voo 26 de julho de 2007 (7 anos)
Capacidade de
passageiros
4 ou (6 a 7) passageiros
Custo unitário USD 3,9 milhões[1]
Dimensões
Comprimento 12,80 metros
Envergadura 12,30 metros
Altura 4,40 metros
Pesos
Peso máx. decolagem 4.750 kg
Propulsão
Motorização Pratt & Whitney Canada PW617F-E
Potência 1.695 lbf
Performance
Velocidade máxima 722 km/h
Altitude máxima 12.500 metros
Alcance (MTOW) 2.182 km

O Phenom 100 é um avião executivo, da categoria Very Light Jet (VLJ), fabricado pela Embraer.

Design[editar | editar código-fonte]

Embraer Phenom 100 PP-VIP, no Aeroporto de Bacacheri.

Possui capacidade para quatro passageiros na configuração normal, mas pode levar até seis ou sete passageiros com um único tripulante, assento opcional e toalete com cinto de segurança. Possui um alcance máximo de voo de 1.178 milhas náuticas com quatro ocupantes e reservas para voos IFR. A primeira aeronave foi entregue em dezembro de 2008[2] e em 2011 seu preço era de US$ 3,9 milhões.[1] A frota encontra-se em operação em 25 países.[nota 1]

Motorização[editar | editar código-fonte]

A aeronave utiliza dois Pratt & Whitney Canada PW617-F turbofan instalados na parte traseira da fuselagem, com uma potência de 1.695 lb a uma temperatura ISA+10. Os motores utilizam o sistema Full Authority Digital Engine Control (FADEC). Um outro sistema, de reserva automática de performance (APR) aumenta a potência do motor para 1.777 lb no caso de uma falha de motor na decolagem.[4]

Programação e Cronograma[editar | editar código-fonte]

  • Abril de 2005: diretoria da então EMBRAER aprova a entrada da empresa nas categorias de "Very Light" e "Light Jet".
  • 3 de maio de 2005: a então EMBRAER lança as categorias "Very Light Jet" e "Light Jet" para complementar seu portfólio de jatos executivos.
  • 6 de outubro de 2005: a BMW Group Designworks USA foi selecionada para desenhar os interiores da cabine de passageiros da aeronave.
  • 8 de novembro de 2005: a então EMBRAER seleciona a Garmin para prover a suíte de sistemas integrados de aviônicos para seus novos jatos leves.
  • 9 de novembro de 2005: a então EMBRAER revelou os nomes de seus novos jatos leves – o Phenom 100 e o Phenom 300 na convenção anual da NBAA junto com um Mock-up em tamanho real das aeronaves.
  • 7 de junho de 2006: primeiro corte de metal para o programa do Phenom 100.
  • 29 de junho de 2006: primeira operação do motor do Phenom 100, PW617F, executado nas dependências da Pratt & Whitney Canada.
  • 16 de junho de 2007: o primeiro Phenom 100 saiu pela primeira vez da sede da construtora, em São José dos Campos, Brasil.
  • 26 de julho de 2007: primeiro voo do Phenom 100.
  • 9 de dezembro de 2008: a Agência Nacional de Aviação Civil certifica a aeronave.
  • 12 de dezembro de 2008: certificação da FAA.
  • 24 de dezembro de 2008: primeira entrega do Phenom 100 para um cliente privado.
  • 24 de abril de 2009: certificação pela EASA.
  • 16 de agosto de 2009: autoridade Australiana de Aviação Civil (CASA) certifica a aeronave.

Operadores[editar | editar código-fonte]

A aeronave é operada por operadores privados, empresas, operadores charter e empresas de administração de aeronaves:

Paquistão
 Portugal
 Reino Unido
 Estados Unidos

Entregas de aeronaves[editar | editar código-fonte]

A então EMBRAER estava planejando oficialmente 15 Phenom 100 em 2008 e de 120 a 150 aeronaves em 2009, porém terminou entregando apenas 2 aeronaves em 2008 e teve de mudar seus planos de entrega em 2009 para 110 aeronaves. Em abril de 2014 a Embraer entregou o 300º Phenom 100.[3]

Ano 2008 2009 2010
Número de Entregas 2[7] 97[8] 67[9]

Incidentes e acidentes[editar | editar código-fonte]

Em 8 de dezembro de 2014, um Phenom 100 prefixo N100EQ caiu em uma região habitada do subúrbio de Gaithersburg (Maryland, EUA) quando se aproximava da pista de pouso e decolagem do aeroporto Montgomery County Airpark. Seis pessoas morreram no acidente: três que estavam no avião e três em terra.[10] [11]

Notas

  1. Dados de abril de 2014.[3]

Referências

  1. a b Marina Gazzoni (15 de agosto de 2011). Concorrência aumenta em feira de aviação executiva no Brasil iG. Visitado em 2 de abril de 2014.
  2. Embraer certifica o Phenom 100, Flying Magazine, 136, 3, 17
  3. a b Embraer Aviação Executiva entrega 300º Phenom 100 Exame (1º de abril de 2014). Visitado em 2 de abril de 2014.
  4. Business & Commercial Aviation - Outubro de 2008
  5. (31 de Março de 2009) "EMBRAER faz a primeira entrega ao Paquistão". Flight International: 8.
  6. Gold Aviation
  7. [1]
  8. [2]
  9. [3]
  10. (8 de dezembro de 2014) "Queda de avião pequeno em casa nos Estados Unidos deixa mortos". G1. São Paulo: Globo. Visitado em 10 de dezembro de 2014.
  11. NTSB Investigates Gaithersburg, MD Plane Crash (em inglês) National Transportation Safety Board (NTSB) (8 de dezembro de 2014). Visitado em 10 de dezembro de 2014.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]