Eliot Ness

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde março de 2010). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Retrato do agente Eliot Ness (1903-1957).

Eliot Ness (19 de Abril de 1903 - 16 de Maio de 1957) foi um agente do Tesouro Americano conhecido como um detetive insano . Casado com Betty Ness, teve um filho chamado Robert Eliot Ness. Em 1926, Eliot Ness era líder de uma equipe de agentes federais apelidada de "Os Intocáveis", notabilizada pela participação na prisão do gângster Al Capone, que morreria em 1947, e em diversos casos de investigação de crimes durante a Lei Seca. Em 16 de Maio de 1957, Eliot Ness morreu de um ataque cardíaco, com uma dívida de 9.000 dólares, resultado de um investimento numa empresa que inventara uma fórmula, que não deu certo, para evitar falsificação de cheques.

Eliot Ness escreveria um livro de memórias chamado "The Untouchables" que depois seria adaptado para a televisão, tornando-se uma famosa série policial. Eliot Ness foi interpretado pelo ator Robert Stack. O programa foi exibido de 1959 a 1963.

Em 1987, Brian De Palma dirigiu uma bem-sucedida adaptação para o cinema da série: Os Intocáveis (The Untouchables), com Kevin Costner no papel de Eliot Ness e Robert De Niro no papel de Al Capone. Com a trilha sonora de Ennio Morricone. Eliot também foi homenageado em um episódio da série Supernatural(Sobrenatural), em que Dean Winchester (Jensen Ackles) volta ao tempo e se encontra com Eliot para caçar.