Encefalite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Encefalite
Encefalite mostrada no lado direito do cérebro]]
Classificação e recursos externos
CID-10 A83-A86, B94.1, G05
CID-9 323
DiseasesDB 22543
MedlinePlus 001415
eMedicine emerg/163
MeSH D004660
Star of life caution.svg Aviso médico

Encefalites são infeções agudas do cérebro, comumente causadas por um vírus, como o vírus da gripe, ou bactéria ou podem ser uma complicação de outras doenças infecciosas, como a raiva ou sífilis. Acontecem em certas infestações parasitas e protozoárias, como toxoplasmose, malária, ou meningoencefalite amébica primária. São mais frequentes em pessoas com o sistema imune comprometido. Uma lesão cerebral grave acontece quando o cérebro edemaciado é esmagado contra o crânio, por falta de espaço, o que pode conduzir à morte. A sua forma focal e crônica, denomina-se Síndrome de Rasmussen.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Como tipos de encefalite, temos:

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

Os sintomas variam dependendo da causa, mas pacientes com encefalite sofrem com:

Com menos freqüência, pode acontecer:

  • Pescoço rígido;
  • Rigidez dos membros;
  • Lentidão nos movimentos;
  • Alucinação;
  • Má coordenação motora.

Isso depende de qual parte específica do cérebro está envolvida. Os sintomas das encefalites são causados pelos mecanismos de defesa do cérebro que são ativados para livrá-lo da infecção.

Outros sintomas podem envolver:

  • Afetação meníngea, com meningismo ou rigidez na nuca e cefaléia.
  • Alterações de consciência, com letargia, que pode progredir ao estupor e coma.
  • Alterações de linguagem e afasia.
  • Alterações visuais, auditivas e sensoriais.
  • Diabetes insípido ou secreção inadequada de ADH, nos casos em que o hipotálamo e a hipófise são afetados.

Causas[editar | editar código-fonte]

Encefalites podem ser causadas por uma variedade de conflitos. Um deles é a raiva. Elas também podem ser causadas por HIV e resultar em demência pelo HIV. As causas principais de encefalites no mundo inteiro são vírus, diferentes dependendo da localidade, como no caso da encefalite japonesa, Nilo Ocidental, Chandipura, encefalite de St. Louis, encefalite eqüinea, encefalite de La Crosse, etc.

Encefalite letárgica[editar | editar código-fonte]

A encefalite letárgica é uma forma atípica de encefalite que causou uma epidemia de 1917 a 1928. Desde então, houve só um número pequeno de casos isolados, entretanto nos últimos anos alguns pacientes mostraram sintomas bem parecidos. Pensa-se agora que a causa é agente bacteriano ou uma resposta autoimune.

Encefalite do sistema límbico[editar | editar código-fonte]

Em um número pequeno de casos, os agentes responsáveis pela encefalite atacam primeiro o sistema límbico (coleção de estruturas na base do cérebro responsáveis por funções autonômicas básicas).

Outros tipos de encefalites[editar | editar código-fonte]

A encefalite causada por arbovírus é uma infecção grave do cérebro, causada por um dos diversos vírus deste grupo.

Existem vários tipos de encefalites virais transmitidas por picadas de insetos. O vírus responsável por cada uma dessas afeções transmite-se através de um tipo concreto de mosquito que se encontra em zonas geográficas específicas. As doenças são zoonoses endêmicas da região, mas ocorrem surtos periódicos, sempre que aumenta a população de animais infectados. As infecções em humanos são acidentais e não incrementam a transmissão do vírus.

A encefalite eqüina ocidental ocorre em pessoas de todas as idades, mas afeta, particularmente, as crianças com menos de 1 ano. A encefalite eqüina oriental afeta, sobretudo, as crianças pequenas e as pessoas com mais de 55 anos, e provoca a morte com mais freqüência do que a variedade ocidental. Ambos os tipos tendem a ser graves nas crianças com menos de 1 ano, causando uma lesão nervosa ou cerebral permanente.

O risco de morte é maior nas pessoas de idade avançada. Existem diversos vírus no grupo de vírus da Califórnia, como o vírus da Califórnia, o vírus La Crosse e o de Jamestown Canyon. Todos os vírus deste grupo afetam principalmente as crianças.

Diagnóstico[editar | editar código-fonte]

Pacientes adultos com encefalites apresentam febre, dor de cabeça, convulsão, e, às vezes, ataques epilépticos. Crianças e jovens podem apresentar irritabilidade, anorexia e febre.

Exames neurológicos normalmente revelam um paciente sonolento ou confuso. Pescoço duro, devido à irritação das meninges que cobrem o cérebro, indicando que o paciente tem meningite ou meningeoncefalite. O exame do fluido cerebrospinal normalmente obtido por um procedimento de Punção lombar revela quantidades elevadas de proteína e células brancas com glicose normal. No entanto, em uma porcentagem significante de pacientes, o fluido cerebrospinal pode ser normal. Abscesso cerebral é mais comum em pacientes com meningite do que com encefalite. Hemorragia também é incomum. Ressonância magnética oferece melhor resolução. Em pacientes com encefalite por herpes simples, o eletrencefalógrafo pode mostrar ondas afiadas em um ou ambos os lóbulos temporais. O procedimento de Punção lombar só é executado depois que a possibilidade de o cérebro inchar for excluída por uma CT.

O diagnóstico é feito, freqüentemente, com a descoberta de anticorpos no fluido cerebrospinal contra um agente viral específico, ou através da Reação em cadeia da polimerase que amplia o RNA ou DNA do vírus responsável.

Epidemiologia[editar | editar código-fonte]

A incidência de encefalite no ocidente é de 7,4 casos por 100.000 habitantes a cada ano. Em países tropicais a incidência é um pouco menor, de 6,34 por 100.000 habitantes por ano.[1] Em 1990 foi responsávelo por 144.000 mortes e em 2010 foi responsável por 120.000 mortes, uma queda de quase 20% na mortalidade.[2]

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Star of life caution.svg
Advertência: A Wikipédia não é consultório médico nem farmácia.
Se necessita de ajuda, consulte um profissional de saúde.
As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

Normalmente, encefalites são doenças virais, o que significa que não são usados antibióticos para tratá-las. A única vacina disponível para prevenção é para a encefalite japonesa.

Com a exceção da encefalite por herpes, o esteio de tratamento é alívio do sintoma. As pessoas com encefalites são mantidas hidratadas com fluidos IV, enquanto é monitorado o cérebro. Anticonvulsivos podem ser dados para controle de ataques epilépticos. Esteróides não foram estabelecidos como sendo efetivos. Encefalite de herpes podem causar morte rápida se não diagnosticada e tratada prontamente. O tratamento indicado é Aciclovir (Zovirax) dado por IV durante 2-3 semanas. Atualmente, o uso de Ribavirin (Rebetol, Virazole), no tratamento de crianças com encefalite de La Crosse, está sendo estudado.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Erro de citação: existem marcas <ref>, mas falta adicionar a predefinição {{referências}} no final da página