Flash Gordon Conquers the Universe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Flash Gordon Conquers the Universe
A Conquista do Universo[1]  (PT)
Flash Gordon Conquista o Universo[1] / Flash Gordon Conquistando o Mundo[2]  (BR)
 Estados Unidos
1940 • P&B • 12 capítulos, 220 min 
Direção Ford Beebe
Ray Taylor
Produção Henry MacRae
Roteiro George H. Plympton
Basil Dickey
Barry Shipman
Alex Raymond (personagem)
Elenco Buster Crabbe
Charles B. Middleton
Carol Hughes
Gênero Ficção científica
Idioma inglês
Direção de arte Harold H. MacArthur
Efeitos especiais Ed Keyes
Cinematografia Jerome Ash
William Sickner
Edição Alvin Todd
Louis Sackin
Joseph Gluck
Estúdio Universal Pictures
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 9 de abril de 1940
Estados Unidos Década de 1950 (relançamento sob outro título: Space Soldiers Conquer the Universe)
Portugal 21 de março de 1941
Filipinas 29 de janeiro de 1952
Suécia 2 de abril de 1973 (première TV)[1]
Cronologia
Último
Último
The Green Hornet (1940)
Winners of the West (1940)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)
Buster Crabbe, intérprete de Flash Gordon nos três seriados da Universal Pictures.

Flash Gordon Conquers the Universe é um seriado estadunidense de 1940, gênero ficção científica, dirigido por Ford Beebe e Ray Taylor, em 12 capítulos, estrelado por Buster Crabbe, Carol Hughes e Charles B. Middleton. Foi produzido e distribuído pela Universal Pictures, e veiculou nos cinemas estadunidenses a partir de 9 de abril de 1940.

Baseado nas histórias em quadrinhos sobre Flash Gordon, foi o terceiro dos três seriados feitos sobre o personagem entre 1936 e 1940. Foi uma sequência de Flash Gordon de 1936 e Flash Gordon's Trip to Mars de 1938. Foram mantidos dois dos atores principais dos seriados anteriores, Buster Crabbe como Flash Gordon, e Charles B. Middleton como Ming o Impiedoso, porém os outros atores foram mudados.

Na década de 1950, foi retransmitido pela televisão estadunidense sob o título Space Soldiers Conquer the Universe.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Uma epidemia mortal devasta a terra, conhecida como a “Morte Púrpura”, deixando muitas vítimas. Ming o Impiedoso é suspeito de estar por trás da praga e se descobre que suas naves espaciais têm deixado cair a “Poeira da Morte” na atmosfera da terra. Flash Gordon, juntamente com Dr. Alexis Zarkov e Dale Arden, é enviado para o Planeta Mongo, para encontrar uma possível cura para a epidemia.

Eles encontram o antídoto, denominado polarite, no Reino de Frigia. Flash e Zarkov distribuem o antídoto através do mesmo caminho onde foi distribuída a Poeira da Morte. Ming envia um exército de robôs-bombas, e consegue capturar Zarkov por um curto período de tempo antes de Flash liberá-lo. O trio continua a batalha contra Ming e seus aliados.

Capitão Torch é o vilão principal do seriado, e é responsável por parar os terráqueos. Ming é preso em uma torre, e um foguete carregado com polarite atômica é enviado contra ele. Príncipe Barin toma seu lugar de direito como governante de Mongo. As últimas palavras de Ming são: "I am the universe!". Zarkov anuncia, então, que Flash Gordon conquistou o universo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Shirley Deane e Charles Middleton em cena de veiculação do seriado.

Muitos detalhes da trama vieram do seriado anterior, Flash Gordon's Trip to Mars.

A “Câmara dos Experimentos da Poeira da Morte” foi usada anteriormente no seriado Buck Rogers. Um artifício usado pela Universal para poupar dinheiro foi tomar algumas emocionantes cenas de alpinismo e o resgate de cenas do filme alemão White Hell of Pitz Palu, de 1930)[3] e a música também. Também foram utilizadas cenas do musical Just Imagine (1930) [5] .

Jean Rogers que interpretara Dale Arden nos dois seriados anteriores, foi contratada pela 20th Century Fox, sendo substituída pela estrela recém-contratada pela Universal, Carol Hughes.[6]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Na década de 1950, os três seriados sobre Flash Gordon foram transmitidos pela televisão estadunidense. Para evitar confusão com a série de televisão sobre Flash Gordon veiculada na mesma época, os seriados receberam novos títulos, respectivamente Space Soldiers, Space Soldiers' Trip to Mars e Space Soldiers Conquer the Universe.[7] Em meados da década de 70, foram mostrados por estações de PBS, trazendo Flash Gordon para uma nova geração, dois anos antes de Star Wars e Close Encounters of the Third Kind, reavivando o interesse pela ficção científica.

Uma versão reeditada para televisão denominada Flash Gordon - Space Soldiers Conquer the Universe, foi realizada em VHS e DVD do seriado.

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

De acordo com Harmon e Glut, Flash Gordon Conquers the Universe " foi o mais pitoresco da trilogia, mas rendeu muito charme convincente pela sua sofisticação cinematográfica".[3]

Capítulos[editar | editar código-fonte]

  1. The Purple Death
  2. Freezing Torture
  3. Walking Bombs
  4. The Destroying Ray
  5. The Palace of Horror
  6. Flaming Death
  7. The Land of the Dead
  8. The Fiery Abyss
  9. The Pool of Peril
  10. The Death Mist
  11. Stark Treachery
  12. Doom of the Dictator

Fonte:[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c Flash Gordon Conquers the Universe no IMDB
  2. MATTOS, A. C. Gomes de. Heróis dos Quadrinhos nos Seriados Americanos. In: Histórias de Cinema. Acessado em 16-12-2012.
  3. a b c Harmon, Jim; Donald F. Glut. The Great Movie Serials: Their Sound and Fury. [S.l.]: Routledge, 1973. 44 pp. ISBN 978-0-7130-0097-9
  4. Tom Chatterton no IMDB
  5. Jus Imagine no IMDB
  6. Fitzgerald, Michael A View from the Cliff: Anne Gwynne Interview Serial Report
  7. Reid, John Howard. Science-fiction & Fantasy Cinema: Classic Films of Horror, Sci-fi & the Supernatural. [S.l.]: Lulu.com, 2007. 71–72 pp. ISBN 1430301139
  8. Cline, William C.. In the Nick of Time. [S.l.]: McFarland & Company, Inc., 1984. 226 pp. ISBN 0-7864-0471-X

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flash Gordon Conquers the Universe on line[editar | editar código-fonte]