Günther Lütjens

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Günther Lütjens
Kapitä zue See Günther Lütjens em 1934.
Nome completo Johann Günther Lütjens
Nascimento 25 de maio de 1889
Wiesbaden, Hesse-Nassau,
Império Alemão Império Alemão
Morte 27 de maio de 1941 (52 anos)
Oceano Atlântico
País Império Alemão Império Alemão
Alemanha República de Weimar
Alemanha Nazi Alemanha Nazista
Força War Ensign of Germany 1903-1918.svg Kaiserliche Marine
Flag of Weimar Republic (jack).svg Reichsmarine
War Ensign of Germany 1938-1945.svg Kriegsmarine
Anos em serviço 1907–1901
Hierarquia Almirante
Comandos Cruzador Karlsruhe (1934-1935)
Cruzador Almirante Hipper (1940)
Couraçado Gneisenau (Navio capitânia) e Couraçado Scharnhorst (1940-1941)
Bismarck (Navio capitânia) e Prinz Eugen (1941)
Batalhas/Guerras Guerras:

Campanhas:

Operações:

Batalhas:

Condecorações Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro

Johann Günther Lütjens (Wiesbaden, 25 de maio de 1889Atlântico Norte, 27 de maio de 1941) foi um almirante alemão cuja carreira militar durou mais de trinta anos. Ele recebeu a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro durante a Segunda Guerra Mundial, uma condecoração que reconhecia extrema bravura ou liderança militar, por suas ações na Operação Weserübung, a invasão alemã da Dinamarca e Noruega.[1]

Lütjens juntou-se a Kaiserliche Marine em 1907 e, após treinamento básico, serviu abordo de vários barcos torpedeiros durante a Primeira Guerra Mundial, inicialmente como oficial de vigília e posteriormente como comandante e chefe de uma flotilha lutando contra os franceses e britânicos.[2]

Em maio de 1941, Lütjens estava comandando uma força tarefa composta pelo couraçado Bismarck e o cruzador pesado Prinz Eugen durante a Operação Rheinübung. As embarcações deveriam sair da Polônia e atacar navios mercantes britânicos no Atlântico Norte. O primeiro grande confronto dos navios foi a Batalha do Estreito da Dinamarca, que terminou com o naufrágio do HMS Hood e a separação do Prinz Eugen. Uma semana depois, Lütjens e a maior parte da tripulação do Bismarck foram mortos em sua última batalha. Anos depois, a Bundeswehr da Alemanha nomeou um contratorpedeiro em sua homenagem.[3] [4]

Referências

  1. Facts about Günther Lütjens. True Knowledge. Página visitada em 30 de novembro de 2011.
  2. Range, Clemens (1974). Die Ritterkreuzträger der Kriegsmarine (em alemão). Stuttgart, Alemanha: Motorbuch Verlag. ISBN 3-87943-355-0.
  3. Ballard, Robert (2007). Robert Ballard's Bismarck: Germany's greatest battleship surrenders her secrets. Chartwell Books. ISBN 978-0-7858-2205-9.
  4. Dönitz, Karl. Ten Years and Twenty Days. Da Capo Press: New York. ISBN 0-306-80764-5.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Günther Lütjens
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.