Gamma Pegasi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
γ Pegasi
Dados observacionais (J2000)
Constelação Pegasus
Asc. reta 00h 13m 14,2s[1]
Declinação 15° 11′ 00,9″[1]
Magnitude aparente 2,84[2]
Características
Tipo espectral B2 IV[3]
Cor (U-B) –0,85[2]
Cor (B-V) –0,23[2]
Variabilidade Beta Cephei[4]
Astrometria
Velocidade radial 4,1 ± 0,9 km/s[1]
Mov. próprio (AR) 1,98 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -9,28 mas/a[1]
Paralaxe 8,33 ± 0,53 mas[1]
Distância 390 ± 20 anos-luz
120 ± 8 pc
Detalhes
Massa 8,9 ± 0,1[3] M
Raio 4,80 ± 0,39[5] R
Gravidade superficial 3,98 ± 0,06 (log g)[5]
Luminosidade 5 840[6] L
Temperatura 21 179 ± 237[5] K
Metalicidade [Fe/H] –0,34[7]
Rotação 0 km/s[8]
Idade 18,7 ± 3,2 milhões[3] de anos
Outras denominações
Algeneb, Algenib, 88 Peg, HD 886, FK5 7, HIP 1067, HR 39, SAO 91781.[1]
Gamma Pegasi
Pegasus constellation map.png

Gamma Pegasi (γ Peg / γ Pegasi) é a quarta estrela mais brilhante da constelação de Pegasus, com uma magnitude aparente de 2,84.[2] É conhecida tradicionalmente pelo nome árabe Algenib, que significa "o lado". Esse nome também é usado para Alpha Persei. Gamma Pegasi é a estrela menos brilhante do Grande Quadrado do Pégaso, um proeminente asterismo retangular.[9] Com base em sua paralaxe anual, está a aproximadamente 390 anos-luz (120 parsecs) da Terra, com uma margem de erro de 20 anos-luz.[1]

Gamma Pegasi é uma estrela grande com quase nove vezes a massa do Sol[3] e cinco vezes o raio solar.[5] Sua classificação estelar de B2 IV[3] indica que é uma estrela subgigante que está terminando de consumir todo o hidrogênio em seu núcleo e está no processo de abandonar a sequência principal. Não possui uma velocidade de rotação mensurável, o que indica que está girando muito lentamente ou que está com um dos polos virado para a Terra.[8] Tem uma luminosidade total 5 840 vezes maior que a do Sol,[6] que está sendo irradiada de sua atmosfera externa a uma temperatura efetiva de mais de 21 000 K.[5] Com essa temperatura, tem o brilho azul-branco típico de estrelas de classe B.[10]

Em 1911, o astrônomo americano Keivin Burns descobriu que a velocidade radial de Gamma Pegasi varia um pouco. Isso foi confirmado em 1953 pelo astrônomo americano D. Harold McNamara, que identificou-a como uma variável Beta Cephei.[4] Tem um período de pulsação de 0,15175 dias (3,642 horas), mas também mostra o comportamento de uma estrela B pulsante lenta com três outras frequências de pulsação.[4] Seu brilho varia por 0,07 magnitudes ao longo de cada ciclo de pulsação.[9] Gamma Pegasi tem também uma estrela companheira espectroscópica, que tem um período orbital de apenas 6,83 dias e está localizada a cerca de 0,15 UA da estrela principal.[9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h SIMBAD query result - gam Peg. SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  2. a b c d Crawford, D. L.; Barnes, J. V.; Golson, J. C. (1971), "Four-color, H-beta, and UBV photometry for bright B-type stars in the northern hemisphere", The Astronomical Journal 76: 1058, doi:10.1086/111220, Bibcode1971AJ.....76.1058C 
  3. a b c d e Tetzlaff, N.; Neuhäuser, R.; Hohle, M. M. (janeiro de 2011), "A catalogue of young runaway Hipparcos stars within 3 kpc from the Sun", Monthly Notices of the Royal Astronomical Society 410 (1): 190–200, doi:10.1111/j.1365-2966.2010.17434.x, Bibcode2011MNRAS.410..190T 
  4. a b c Walczak, P.; Daszyńska-Daszkiewicz, J. (dezembro de 2010), "Complex asteroseismology of the hybrid B-type pulsator γ Pegasi: A test of stellar opacities", Astronomische Nachrichten 331 (9/10): 1057–1060, doi:10.1002/asna.201011456, Bibcode2010AN....331.1057W 
  5. a b c d e Fitzpatrick, E. L.; Massa, D. (março de 2005), "Determining the Physical Properties of the B Stars. II. Calibration of Synthetic Photometry", The Astronomical Journal 129 (3): 1642–1662, doi:10.1086/427855, Bibcode2005AJ....129.1642F 
  6. a b Hohle, M. M.; Neuhäuser, R.; Schutz, B. F. (abril de 2010), "Masses and luminosities of O- and B-type stars and red supergiants", Astronomische Nachrichten 331 (4): 349, doi:10.1002/asna.200911355, Bibcode2010AN....331..349H 
  7. Gies, Douglas R.; Lambert, David L. (10 de março de 1992), "Carbon, nitrogen, and oxygen abundances in early B-type stars", Astrophysical Journal, Part 1 387: 673–700, doi:10.1086/171116, Bibcode1992ApJ...387..673G 
  8. a b Abt, Helmut A.; Levato, Hugo; Grosso, Monica (julho de 2002), "Rotational Velocities of B Stars", The Astrophysical Journal 573 (1): 359–365, doi:10.1086/340590, Bibcode2002ApJ...573..359A . O valor zero é para v sin i, então v (velocidade) e/ou i (inclinação) deve ser pequeno.
  9. a b c Kaler, James B. ALGENIB (Gamma Pegasi). Stars. Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  10. "The Colour of Stars", Australia Telescope, Outreach and Education (Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation), 21 de dezembro de 2004, http://outreach.atnf.csiro.au/education/senior/astrophysics/photometry_colour.html, visitado em 26 de setembro de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.