Ibirarema

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Ibirarema
Bandeira de Ibirarema
Brasão de Ibirarema
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 30 de novembro
Fundação 1 de dezembro de 1948
Gentílico ibiraremense
Prefeito(a) Thiago Brigano[1] (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Ibirarema
Localização de Ibirarema em São Paulo
Ibirarema está localizado em: Brasil
Ibirarema
Localização de Ibirarema no Brasil
22° 49' 04" S 50° 04' 22" O22° 49' 04" S 50° 04' 22" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Assis IBGE/2008 [2]
Microrregião Assis IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Ao norte, Campos Novos Paulista; Ao Sul, Paraná; A Leste, Salto Grande e Ribeirão do Sul; A Oeste, Palmital e Platina
Distância até a capital 407 km
Características geográficas
Área 228,453 km² [3]
População 6 725 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade 29,44 hab./km²
Altitude 483 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,775 alto PNUD/2000 [5]
PIB R$ 88 133,960 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 12 418,48 IBGE/2008[6]
Página oficial

Ibirarema é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22º49'03" sul e a uma longitude 50º04'21" oeste, estando a uma altitude de 483 metros. Sua população é de 7.235 habitantes.

Possui uma área de 228,5 km².

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Ibirarema, segundo Silveira Bueno, é vocábulo indígena que significa "madeira fétida": pau-d'alho. Do tupi ybyrá: madeira ou árvore; e rema (por nema): fedido, fedorento.

História[editar | editar código-fonte]

O município, teve início numa pequena povoação denominada Pau D'Alho, que se estendia ao longo da margem direita de um pequeno rio com esse nome, ao meio de exuberantes e fertilíssimas terras onde havia abundância de pau d' alho que talvez emprestasse o nome ao rio que as banhava e à povoação que surgia.

Em 1913 quando as primeiras explorações para a futura passagem da Estrada de Ferro Sorocabana, que acompanhando o Rio Paranapanema rumava para o estado do Mato Grosso, naturalmente teve que passar pelas terras que circundavam a pequena povoação de Pau D' Alho, os moradores da região, eles João Correa e Nadario Marana transferiram-se junto à picada da futura ferrovia, abandonando o povoado e formando um outro com o nome de Ibirarema.

Em 12 de fevereiro de 1914, foi inaugurado a Estrada de Ferro Sorocabana e o novo povoado começou a progredir extraordinariamente, até que em 1922, pela Lei nº 1.889, de 11 de dezembro de 1922, foi elevado a distrito de Pau D'Álho (atual Ibirarema), e como tal instalado no dia 3 de maio de 1923, no Município e Comarca de Salto Grande. Foi elevado a Município com o nome de Ibirarema pelo Decreto-Lei nº 14.334, de 30 de novembro de 1944 e instalado a 1º de janeiro de 1945 e incorporado à Comarca de Palmital. Como Município ficou constituído dos Distritos de Paz de Ibirarema e Nuretama (atual Campos Novos). Em 1948, Nuretama foi desanexado pela Lei nº 233, de 24 de dezembro. Consta atualmente de um único Distrito de Paz, o da sede do Município.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População total: 5.701

  • Urbana: 5.093
  • Rural: 608
  • Homens: 2.882
  • Mulheres: 2.819

Densidade demográfica (hab./km²): 24,95

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 16,72

Expectativa de vida (anos): 70,77

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 1,95

Taxa de alfabetização: 89,36%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,775

  • IDH-M Renda: 0,711
  • IDH-M Longevidade: 0,763
  • IDH-M Educação: 0,852

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Thiago Briganó - Eleito Portal G1. Página visitada em 13 de janeiro de 2012.
  2. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]