Ikiru

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ikiru
Viver (PT/BR)
Ikiru poster.jpg
 Japão
1952 • p&b • 143 min 
Direção Akira Kurosawa
Roteiro Shinobu Hashimoto
Akira Kurosawa
Hideo Oguni
Elenco Takashi Shimura
Shinichi Himori
Haruo Tanaka
Género drama
Idioma japonês
Página no IMDb (em inglês)

Ikiru (生きる) (br / pt: Viver) é um filme japonês de 1952, do gênero drama, escrito e dirigido por Akira Kurosawa.

É considerado por muitos como a maior obra do mestre Akira Kurosawa[carece de fontes?]. O filme é um olhar multifacetado da vida e suas perspectivas, num complexo retrato de um homem incompreendido e cheio de conflitos.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme apresenta a visão da compaixão, mostrando a beleza da vida de um homem a partir da explosão de sua morte. Kanji Watanabe, um idoso burocrata com câncer no estômago, é forçado a buscar o significado de sua existência nos seus dias finais.

Narrado em duas partes, Ikiru mostra os questionamentos de Watanabe no presente, através de uma série de retrospectivas de sua vida.

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Recebeu o Lobo de Ouro no Festival de Cinema de Bucareste, em 1953. Recebeu o Prêmio Especial do Senado de Berlim no Festival de Berlim em 1954.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.