Yoidore tenshi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
酔いどれ天使
Yoidore tenshi
Portugal Sem título em Portugal (PT)
Brasil O Anjo Embriagado (BR)
Yoidore tenshi poster.jpg
 Japão
1948 • p&b • 98 min/Japão - Montagem do Diretor: 150 min min 
Direção Akira Kurosawa
Roteiro Akira Kurosawa
Keinosuke Uegusa
Elenco Takashi Shimura
Toshirô Mifune
Reisaburo Yamamoto
Género drama
suspense
Idioma japonês
Música Fumio Hayasaka
Página no IMDb (em inglês)

Yoidore tenshi (酔いどれ天使, Yoidore tenshi?) (br: O anjo embriagado) é um filme japonês de 1948 escrito e dirigido por Akira Kurosawa.

O filme é estrelado por Takashi Shimura como um doutor alcoólatra no Japão pós-guerra, que trata um jovem de pouco tempo brigão chamado Matsunaga (Toshirō Mifune, em seu primeiro papel trabalhando com Kurosawa) depois de uma batalha armada com um sindicato rival. O doutor dá ao jovem gangster o diagnóstico de tuberculose, e o convence a começar um tratamento. Os dois aproveitam uma constrangedora amizade até que o patrão inicial do gangster é libertado da prisão e sai em busca dos antigos membros da gang para reunir seu grupo novamente. O jovem doente então pára de seguir o aconselhamento do doutor, tem um deslize devolta aos antigos hábitos e ameaça matá-lo, enquanto sua vida está também sob ameaça por seu estilo de vida criminal.

Kurosawa considera este como sendo o primeiro filme que pode dirigir sem a interferência do governo. O filme exibiu às platéias japoneses o desagradável submundo da sociedade japonesa pela primeira vez. Também foi incomum para a época porque o protagonista era um anti-herói. A experiência de Toshirō Mifune no exército japonês era tão recente que ele procurou o papel de um homem emagrecido pela tuberculose. Embora Mifune continuaria a tornar-se a mais popular estrela de Kurosawa, e um dos icônicos homens do cinema do Japão, foi Takashi Shimura que deu a Kurosawa um amplo alcance de performances dramáticas em filmes como Ikiru, Rashomon e Shichinin no samurai.

Em Yoidore tenshi, o médico é interpretado de forma antipática para balancear a afeição natural das platéias por doutores contra suas naturais desconfianças relativas a gangsters do sub-mundo. Para que o filme funcione, a audiência deve simpatizar com o gangster capturado em uma luta entre seu estilo de vida negativo e sua própria saúde física, que era algo novo e, no geral, diferente para os cidadãos japoneses durante o período de guerras. Kurosawa consegue fundir a ação característica de um filme de gangsters com a luta individual para se libertar de seu estilo de vida destrutivo.

Conforme havia sido forçado a fazer em ocasiões anteriores, Matsunaga deve escapar — desta vez de uma luta quando sua doença progressiva o supera. Em sua tentativa de fuga, tanto ele quanto seu adversário são cobertos em cor branca conforme eles lutam no chão da entrada de um apartamento. Matsunaga se liberta mas recebe um ferimento fatal assim que ele arrebenta a porta de entrada, o que simboliza seu escape do seu estilo de vida criminal. Kurosawa usa tanto as técnicas dramáticas de Mifune com novos ângulos de câmeras e pontos musicais para esclarecer o fim da luta de Matsunaga. O desfecho do filme revela o doutor recusando-se a permitir ficar de luto pela morte de seu paciente.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.