Imperatriz Kōjun

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nagako
Imperatriz do Japão
Empress Kojun 1956-11-face.jpg
A Imperatriz em 1956
Governo
Consorte Imperador Shōwa
Vida
Nascimento 6 de março de 1903
Japão Tóquio, Japão
Morte 16 de junho de 2000 (97 anos)
Filhos Shigeko
Sachiko
Kazuko
Atsuko
Akihito
Masahito
Takako
Pai Príncipe Kuni Kuniyoshi
Mãe Princesa Chikako Shimazu

A Imperatriz Kōjun (香淳皇后 kōjun kōgō?), (Tóquio, 6 de março de 1903 — Tóquio, 16 de junho de 2000) foi a consorte do Imperador Shōwa (Hirohito) do Japão.

Nascida Princesa Nagako, era mãe do atual Imperador do Japão, Akihito. Seu nome póstumo, Kōjun, significa "perfume puro"[1] .

Foi também a imperatriz que mais viveu em toda a história japonesa, falecendo aos noventa e sete anos de idade[2] .

Vida antes do casamento[editar | editar código-fonte]

A Princesa Nagako, em 1910.

Nascida em Tóquio, a Princesa Nagako era a filha mais velha do Príncipe Kuni Kuniyoshi (1873-1929) e de sua esposa, Chikako (1879-1956), a sétima filha do Príncipe Shimazu Tadayoshi, último daimyo de Satsuma[2] .

Seu pai, filho do Príncipe Kuni Asahiko, era o chefe de um dos onze ramos da Casa Imperial do Japão durante os períodos Meiji e Taisho.

Nagako estudou no departamento para garotas da escola de aristocratas em Tóquio (agora Gakushuin), juntamente com sua prima, a Princesa Masako Nashimoto, futura Princesa Bangja da Coréia[carece de fontes?].

Casamento[editar | editar código-fonte]

O noivado de janeiro de 1919 da Princesa Nagako com seu primo distante, o então príncipe herdeiro Hirohito, o futuro Imperador Shōwa, foi incomum por duas razões. Primeiramente, ela era uma princesa de sangue imperial que não era muito próxima, e as consortes de imperadores japoneses e príncipes herdeiros, por séculos, vinham dos cinco principais ramos do Clã Fujiwara: Konoe, IIchijō, Nijō, Takatsukasa e Kujō; as mais ilustres famílias da aristocracia japonesa (kuge). Além disso, sua mãe descendia de um daimyo, a aristocracia militar ou feudal[1] .

A Princesa Nagako casou-se com Hirohito no dia 26 de janeiro de 1924 e tornou-se, conseqüentemente, Princesa Consorte do Japão. Com a ascensão de Hirohito, em 25 de dezembro de 1925, tornou-se Imperatriz. O casal imperial teve cinco filhas e dois filhos.

Filhos[editar | editar código-fonte]

Nome Nascimento Morte Observações
Princesa Teru (Shigeko Higashikuni) (照宮成子 teru no miya shigeko) 9 de dezembro de 1925 23 de julho de 1961 Casou-se com o Príncipe Morihiro Higashikuni, o qual perdeu seu título em 1947, devido à reforma da Casa Imperial pelos norte-americanos. Tiveram cinco filhos.
Princesa Hisa (Sachiko) (久宮祐子 hisa no miya sachiko) 10 de setembro de 1927 8 de março de 1928 Morreu jovem.
Princesa Taka (Kazuko Takatsukasa) (孝宮和子 taka no miya kazuko) 30 de setembro de 1929 28 de maio de 1989 Casou-se com Toshimichi Takatsukasa. Adotaram um filho, Naotake.
Princesa Yori (Atsuko Ikeda) (順宮厚子 yori no miya atsuko) 7 de março de 1931 Casou-se com Takamasa Ikeda. Não tiveram filhos.
Príncipe Herdeiro Tsugu (Akihito) (継宮明仁 tsugu no miya akihito) 23 de dezembro de 1933 É o atual Imperador do Japão.
Príncipe Yoshi (Masahito) (義宮正仁 yoshi no miya masahito) 28 de novembro de 1935 Titulado Príncipe Hitachi (常陸宮 hitachi no miya) desde 1° de outubro de 1964.
Princesa Suga (Takako Shimazu) (清宮貴子 suga no miya takako) 3 de março de 1939 Casou-se com Hisanaga Shimazu. Tiveram um filho.

As filhas que viveram até a fase adulta deixaram a família imperial ou por causa das reformas americanas na casa imperial japonesa em outubro de 1947 (no caso da princesa Teru) ou por causa dos termos da Lei da Casa Imperial de 1947, no momento de seus subseqüentes casamentos (nos casos das princesas Yori, Taka e Suga).

Vida como Imperatriz[editar | editar código-fonte]

Visita do Imperador e da Imperatriz à Casa Branca, em 1975.

Embora tenha realizado seus deveres cerimoniais como imperatriz numa maneira tradicional, a imperatriz foi a primeira consorte imperial japonesa que viajou a bordo. Ela acompanhou o Imperador Shōwa em seu tour pela Europa em 1971 e, mais tarde, em sua visita de Estado aos Estados Unidos, em 1975. Ela ficou conhecida como a "Imperatriz sorridente".

Tornou-se viúva com a morte do Imperador, no dia 7 de janeiro de 1989. Naquele momento, sua saúde estava debilitada, e por isso Nagako não compareceu ao funeral do marido. Sua última aparição pública ocorreu um ano antes, em 1988. Ela optou em ficar em seclusão pelo resto de sua vida.

Quando morreu em 2000, aos noventa e sete anos, ela tinha finalizado setenta e quatro anos como imperatriz. O Imperador Akihito concedeu-lhe o título póstumo de Imperatriz Kōjun. Seu lugar de descanso final é um mausoléu perto do de seu finado marido, Hirohito.

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Imperatriz Kōjun
Precedido por
Imperatriz Teimei
Imperatriz consorte do Japão
1926-1989
Sucedido por
A Atual Imperatriz (Michiko)