Atsuko Ikeda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Atsuko por volta de 1951.

Atsuko Ikeda (池田 厚子, Ikeda Atsuko,, nascida em 7 de março de 1931?) é a quarta filha do Imperador Shōwa e da Imperatriz Kōjun do Japão. Como tal, ela é uma das irmãs mais velhas do atual imperador japonês, Akihito.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida no Palácio Imperial de Tóquio, Atsuko era chamada na infância de Yori no miya (順宮厚子内親王, Yori no miya Atsuko Naishinnō?), ou "Princesa Yori". Da mesma forma como suas irmãs, ela não foi criada por seus pais biológicos, mas por uma série de cortesãs em um palácio separado construído para as filhas do imperador, no distrito de Marunouchi, em Tóquio. Isso fazia parte de uma tradição, que hoje não é mais seguida pela família imperial japonesa.

A princesa foi educada na Escola de Nobres de Gakushuin, e juntamente com os irmãos aprendeu inglês com uma professora americana, Elizabeth Gray Vining, durante a ocupação americana no Japão, após a Segunda Guerra Mundial. Atsuko graduou-se pela Faculdade de Mulheres da Universidade de Gakushuin em março de 1952.

Em 10 de outubro de 1952, Atsuko casou-se com Takamasu Ikeda, filho mais velho de Nobumasa Ikeda, um ex-marquês dentro do pariato japonês, e descendente direto do último daimiô de Okayama. Eles se conheceram em uma cerimônia do chá nos jardins de Kōraku-en. Ficaram noivos apenas seis meses depois, mas os planos de matrimônio tiveram de ser adiados devido à morte da Imperatriz Teimei, avó da princesa, em 1951, e ao subsequente período de luto. Com o casamento, Atsuko se tornou a segunda filha de um imperador a renunciar ao seu status como integrante da família imperial japonesa, obedecendo assim aos termos da Lei da Casa Imperial de 1947, passando a ser considerada uma plebeia.

Atsuko Ikeda, já não mais uma princesa, se mudou para a província de Okayama, onde seu marido, um rico fazendeiro criador de gado, trabalhou como diretor do Zoológico Ikeda por muitos anos. O casal nunca teve filhos nem adotou nenhum.

Em 1965, a princesa foi hospitalizada com sepse, fato que causou grande preocupação na família imperial, uma vez que a irmã mais velha de Atsuko, Shigeko Higashikuni, já havia falecido, vítima de câncer de estômago.

Em outubro de 1988, Atsuko sucedeu a sua irmã enferma Kazuko Takatsukasa, que viria a falecer no ano seguinte, como sacerdotisa chefe do Santuário de Ise. Atualmente, ela é integrante da Associação de Santuários Xintoístas (Jinja Honchō).

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • Foreign Affairs Association of Japan, The Japan Year Book (Tokyo: Kenkyusha Press, 1939–40, 1941–42, 1944–45, 1945–46, 1947–48).
  • Takie Sugiyama Lebra, Above the Clouds: Status Culture of the Modern Japanese Nobility (Berkeley: University of California Press, 1992).
  • "Hirohito's Daughter Wed: Princess Yori Married to Tokyo Commoner by Shinto Rites," New York Times 10 de Outubro de 1952.
  • Bix, Herbert B (2001). Hirohito and the Making of Modern Japan. Harper Perennial. ISBN 0-06-093130-2.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Atsuko Ikeda