Jacques-Joseph Champollion

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jacques-Joseph Champollion.

Jacques-Joseph Champollion, dito Champollion-Figeac (Figeac, 5 de outubro de 1778 - Fontainebleau, 9 de maio de 1867), foi um arqueólogo francês, conservador de manuscritos na Biblioteca Real e professor de paleografia na Escola de Cartas, sendo destituído pela República de 1848. Irmão mais velho de Jean-François Champollion, o decifrador dos hieróglifos egípcios, teve como mérito maior iniciar este irmão mais novo nas lides do ofício.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Champollion nasceu em Figeac, no departamento de Lot. Tornou-se professor de grego e bibliotecário na Universidade de Grenoble (1816), entretanto, foi obrigado a abandonar a profissão devido ao seu apoio a Napoleão nos cem dias. Subseqüentemente ele trabalhou como curador de manuscritos na Bibliothèque Nationale em Paris e professor de paleografia na École des Chartes.

Tornou-se bibliotecário do Château de Fontainebleau no ano 1849. Champollion foi o autor de várias obras com relevo filológico e histórico além de editar vários dos trabalhos de seu irmão.

Seu filho, Aimé-Louis (1812-1894), foi seu ajudante na Bibliothèque Nationale e o responsável por um estudo biográfico de sua família intitulado Les Deux Champollion (Grenoble, 1887).

Obras[editar | editar código-fonte]

Referências gerais[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.