Jean-Claude Brialy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jean-Claude Brialy
Nascimento 30 de março de 1933
Aumale, Argélia
Nacionalidade  França
Morte 30 de maio de 2007 (74 anos)
Monthyon, Sena e Marne, França
Ocupação ator, cineasta
Outros prêmios
César de melhor ator secundário
IMDb: (inglês)
Jean-Claude Brialy no festival de Cannes, 1992

Jean-Claude Brialy (Aumale, 30 de março de 1933Monthyon, 30 de maio de 2007) foi um ator, realizador e cenarista francês.

Jean-Claude Brialy tournou-se uma estrela no final da década de 1950, quando foi um dos mais prolíficos atores da Nouvelle Vague francesa. Trabalhou em filmes com importantes diretores da Nouvelle Vague, como Claude Chabrol, Éric Rohmer, Jean-Luc Godard, Louis Malle, François Truffaut, Agnès Varda e Jacques Rozier, bem como com outros diretores, como Roger Vadim, Claude Lelouch e Luis Buñuel. Ele foi também diretor de vários filmes, incluindo Églantine (1971).

Brialy faleceu em sua casa, aos 74 anos de idade, em consequência de uma doença prolongada[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ator de cinema : filmografia[editar | editar código-fonte]

Ator de teatro[editar | editar código-fonte]

Ator de televisão[editar | editar código-fonte]

Realizador[editar | editar código-fonte]

Cenarista[editar | editar código-fonte]

Diretor de teatro[editar | editar código-fonte]

  • Festival de théâtre d'Anjou
  • Festival de théâtre de Ramatuelle

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Le ruisseau des singes, Robert Laffont, Paris, 2000
  • J'ai oublié de vous dire, Xo, 2004
  • Mon Algérie, Timée éditions, 2006 com DVD documentário realizado quando de seu retorno à Argélia por Yannis Chebbi e Michael Kazan
  • Les pensées les plus drôles des acteurs, Le Cherche midi, 2006
  • Les répliques les plus drôles du théâtre de boulevard, Le Cherche midi, a ser publicado 2007.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]