Jean Rhys

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Jean Rhys é o pseudónimo literário de Ella Gwendolen Rees Williams (Roseau, Dominica, 24 de agosto de 1890 - Exeter, 14 de maio de 1979, romancista novelista caraibenha da primeira metade do século XIX. Seus primeiros romances foram publicados nas décadas de 1920 e 1930, e até a publicação do seu romance Wide Sargasso Sea em 1966 (traduzido em Portugal e no Brasil como "Vasto Mar de Sargaços",respectivamente pela Bertrand (2009)e Rocco (2012) não era considerada uma figura literária relevante. Por este romance ganhou em 1967 o prestigiado prémio literário outorgado por WH Smith, o WH Smith Literary Award. O interesse em sua obra tem crescido vertiginosamente desde então, tanto por parte do grande público leitor, quanto dos teóricos e críticos da literatura, principalmente relacionados aos estudos pós-coloniais e feministas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ryhs nasceu em Roseau, quando Dominica ainda era uma colónia britânica, filha de um médico galês e de mãe crioula mas de origem escocesa. Aos 16 anos mudou-se para Londres, onde estudou e mais tarde se tornou modelo e corista sem grande sucesso, ao ponto de chegar a estar detida na prisão de Holloway.

Na década de 1920 viajou pelo continente europeu onde trabalhou como artista boémia, período no qual residiu temporariamente em Paris, e no qual viveu quase na pobreza. Foi nesta fase da sua vida que se familiarizou com a arte e literatura modernista. Suas experiências na sociedade patriarcal e o sentimento de se sentir deslocada influenciaram e tomaram parte de alguns dos seus trabalhos, pois em sua infância não se sentia aceita pela sociedade crioula nem pela europeia existente na sua ilha natal.

A maioria das suas obras trata de mulheres deslocadas de seus ambientes naturais e que viviam à margem da sociedade. Seu estilo se carateriza pela mescla de técnicas modernistas e de sensibilidades próprias da sociedade caraibenha de que ela provinha.


Sua obra foi promovida inicialmente por Ford Madox Ford, escritor com o qual se relacionou e que criou seu pseudônimo, e mais tarde Diana Athill, ajudou Ryhs a chegar ao grande público ao publicar Wide Sargasso Sea, adaptada à televisão pela BBC.

Durante o último período da sua vida, viveu em Londres junto de um amigo intérprete de jazz britânico, George Melly. Escreveu uma sarcástica canção de amor para ele juntamente com John Chilton, intitulada Life with you. Os seus escritos e objetos pessoais se encontram na Biblioteca Mac Farlin da Universidade de Tulsa, no departamento de coleções especiais e arquivos da universidade.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Books-aj.svg aj ashton 01.png A Wikipédia possui o
Portal de Literatura