Jong Tae-Se

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jong Tae-Se
정대세
Jong Tae-Se.jpg
Informações pessoais
Nome completo Jong Tae-Se
Data de nasc. 2 de março de 1984 (30 anos)
Local de nasc. Nagoya,  Japão
Altura 1.81
Apelido Rooney Asiático
Informações profissionais
Clube atual Coreia do Sul Suwon
Posição Atacante
Clubes de juventude
20022005 Japão Korea University
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
20062010
20102012
2012-2013
2013-
Japão Kawasaki Frontale
Alemanha Bochum
Alemanha 1. FC Köln
Coreia do Sul Suwon
0112 000(47)
0039 000(14)
0010 0000(0)
0000 0000(0)
Seleção nacional3
2006 Flag of North Korea.svg Coreia do Norte 0028 000(15)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 24 de Janeiro de 2011.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 24 de Janeiro de 2011.

Jong Tae-Se ou Jong Dae-Se (em coreano: 정대세; Hanja: 鄭大世; em japonês: Chong Tese; Nagoya, 2 de março de 1984) é um futebolista japonês naturalizado norte-coreano que atua como atacante. Atualmente defende o Suwon, da Coréia do Sul.

É conhecido na Ásia como Rooney Asiático.[1]

Carreira em clubes[editar | editar código-fonte]

Esteve de 2006 a 2010 no Kawasaki Frontale, se destacando a nível nacional e mantendo uma boa média de gols por temporada.[2] [3]

Após a Copa do Mundo de 2010, chamou a atenção de diversos clubes e foi contratado pelo alemão Bochum em julho de 2010.[4]

Em 2012, defendeu o [[1. Fußball-Club Köln 01/07|1. FC Köln] da Alemanha.

Em 2013 assinou com o Suwon, da Coréia do Sul.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Tae-se poderia ter optado por defender tanto o Japão, onde nasceu, quanto a Coreia do Sul, de onde vieram seus avós.[5] Embora ambas as opções fossem mais convenientes tanto no âmbito esportivo quanto no financeiro, ele preferiu a Coreia do Norte: havia sido educado em uma escola coreana pró-socialista e comoveu-se após ver os norte-coreanos perderem uma partida para os japoneses.[5]

Estreou pelo país de adoção em 2006 e foi um dos principais atores para a classificação dos Chollima para a Copa do Mundo de 2010. Único jogador norte-coreano com alguma badalação, ficou ainda mais conhecido minutos antes da estreia, ao chorar na execução do hino de seu país, antes do jogo contra o Brasil.[6] Curiosamente, ele já tinha alguma ligação com o adversário: Tae-se cresceu ao lado de alguns imigrantes brasileiros no Japão e aprendeu português com eles, chegando inclusive a comunicar-se nesse idioma com a imprensa brasileira: "Se os brasileiros se distraírem, por um segundo que seja, vou marcar um gol neles".[7]

Ele não marcou na Copa e a Coreia do Norte acabaria com o pior desempenho entre as 32 participantes, mas a habilidade acima da média de Tae-se entre os asiáticos [5] lhe valeu uma transferência para o Bochum, da Alemanha, após o torneio.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 24 de Janeiro de 2011.
Temporada Clube Liga Copa Copa da Liga Competições
continentais
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
2006 Kawasaki Frontale 16 1 2 2 4 0 - 22 3
2007 24 12 4 2 5 2 7 2 40 18
2008 33 14 2 0 4 1 - 39 15
2009 29 14 4 3 5 2 9 2 47 21
2010 10 5 - - 3 1 13 6
201011 Bochum 17 9 1 0 - - 18 9
Total na carreira 129 54 13 7 18 5 19 5 179 72

Referências

  1. Rival do Brasil, 'Rooney norte-coreano' diz que prefere ser Drogba copadomundo.uol.com.br (8 de junho de 2010). Página visitada em 20 de novembro de 2010.
  2. Jong Tae-se is North Korea's answer to Wayne Rooney (em inglês) guardian.co.uk (30 de maio de 2010). Página visitada em 20 de novembro de 2010.
  3. 鄭 大世(ちょん・てせ) (em japonês) frontale.co.jp. Página visitada em 20 de novembro de 2010.
  4. 'Rooney asiático', Jong Tae-se é apresentado no Bochum esportes.terra.com.br (20 de julho de 2010). Página visitada em 20 de novembro de 2010.
  5. a b c "O choro de Tae-se", Ubiratan Leal, Trivela.com
  6. Tae Se, o 'Rooney asiático', chora na hora do hino da Coreia do Norte (15 de junho de 2010). Página visitada em 20 de novembro de 2010.
  7. "Em português, coreano promete gol", Fernando Valeika de Barros, Jornal Placar, edição 158, 07/6/2010, Editora Abril, pág. 7