José Luís Monteiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Luís Monteiro
Nascimento 25 de Outubro de 1848
Lisboa
Morte 27 de Janeiro de 1942 (93 anos)
Lisboa
Nacionalidade Portugal portuguesa
Ocupação Arquitecto
Obras notáveis Nave da Estação Ferroviária do Rossio
Prémios Prémio Muller-Soehnée

José Luís Monteiro, igualmente conhecido como Mestre José Luís Monteiro (Lisboa, 25 de Outubro de 1848 - Lisboa, 27 de Janeiro de 1942), foi um arquitecto português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

José Luís Monteiro nasceu na cidade de Lisboa, na freguesia de São José, em 25 de Outubro de 1848.[1] Estudou na Academia de Belas-Artes, em Lisboa, desde os 12 anos. Em 1867, ganhou uma medalha de prata num concurso de arquitectura organizado pela Academia.[2] Em 1871, participou num concurso para pensionistas no estrangeiro, tendo sido admitido em 18 de Março de 1873.[2] Em 17 de Novembro desse ano, ingressa na classe de arquitectura da Escola de Belas-Artes de Paris; em 28 de Maio de 1874, recebe uma medalha de prata numa exame de matemática, e o Prémio Muller Soehnée. Em 25 de Fevereiro de 1877, ganha uma segunda medalha num concurso de arquitectura; a 11 de Novembro desse ano, recebe o direito "Certificat de Capacité", além de vários outros prémios.

Em 1878, participa na Exposição Portuguesa no Campo de Marte, em Paris, com seu mestre Pascal; a 28 de Novembro desse ano, é diplomado arquitecto, tendo laborado na Câmara Municipal de Lisboa entre 1 de Março de 1880 e 1882.

A 23 de Junho da 1881, torna-se professor na Escola de Belas Artes, na disciplina de Arquitectura Civil, profissão que manterá durante cerca de 40 anos; em 1912, assume a função de director nesta instituição.

Construiu o carro da cidade de Lisboa no Centenário de Marquês de Pombal, várias vitrinas para uma exposição de arte ornamental, e construiu um pavilhão no Terreiro do Paço, para as comemorações do Centenário de Luís Vaz de Camões.[3]

Encontra-se colaboração da sua autoria no Anuário da sociedade dos arquitetos portugueses[4] (1905-1910).

Foi agraciado com o grau de Cavaleiro da Ordem de Isabel a Católica, em 11 de Outubro de 1881.[5]

Obras[editar | editar código-fonte]

Prémio de arquitectura José Luís Monteiro[editar | editar código-fonte]

O Prémio José Luís Monteiro foi instituído em 1930 na Escola de Belas Artes de Lisboa para distinguir percursos académicos excepcionais de alunos que se destacassem no Curso Especial de Arquitectura.[9]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • História de Portugal: Dicionário de Personalidades. [S.l.]: Quidnovi-Edição e Conteúdos, S.A., 2004. vol. XVII.
  • SOUSA, Viterbo. Dicionário Histórico e Documental dos Arquitectos, Engenheiros e Construtores Portugueses. 2.ª. ed. Lisboa: Imprensa Nacional, 1988. 491 pp. 3 vols. vol. III.

Referências

  1. Viterbo, 1988:381
  2. a b Viterbo, 1988:380
  3. Viterbo, 1988:384
  4. Jorge Mangorrinha (25-03-2013). Ficha histórica: Annuario da Sociedade dos Architectos Portuguezes (1905-1910)). (pdf) Hemeroteca Municipal de Lisboa. Visitado em 09 de Maio de 2014.
  5. Viterbo, 1988:384-385
  6. a b c d e Viterbo, 1988:388
  7. a b c d e Viterbo, 1988:387
  8. a b Viterbo, 1988:385
  9. RIBEIRO, Ana Isabel de Melo - arquitectos portugueses: 90 anos de vida associativa, 1863-1953. Porto, FAUP; 2002. (pp. 89; 106,107)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) arquiteto(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.