Laranjal Paulista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Laranjal Paulista
"Jóia do tronco "
" L.P."
Bandeira de Laranjal Paulista
Brasão de Laranjal Paulista
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 10 de outubro
Fundação 10 de outubro de 1917
Gentílico laranjalense
Lema Serviendo patrie æ, rex (servindo a pátria sou rei)
Prefeito(a) Heitor Camarin Jr. (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Laranjal Paulista
Localização de Laranjal Paulista em São Paulo
Laranjal Paulista está localizado em: Brasil
Laranjal Paulista
Localização de Laranjal Paulista no Brasil
23° 03' 00" S 47° 50' 13" O23° 03' 00" S 47° 50' 13" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Itapetininga IBGE/2008[1]
Microrregião Tatuí IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Tietê, Jumirim, Cerquilho, Conchas, Piracicaba, Pereiras e Cesário Lange
Distância até a capital 173 km
Características geográficas
Área 386,763 km² [2]
População 25 251 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 65,29 hab./km²
Altitude 536 m
Clima tropical de altitude Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,799 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 370 257,943 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 14 279,13 IBGE/2008[5]
Página oficial

Laranjal Paulista é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 23º02'59" sul e a uma longitude 47º50'12" oeste, estando a uma altitude de 536 metros. Sua população estimada em 2013 era de 26.853 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

  • A ocupação do Município se divide em urbana e rural. A primeira, no início do Século XVII, foi motivada pelos grupos tropeiros que rumavam a Sorocaba. Para os pousos eles se aconchegavam à beira do que chamavam de ribeirão dos laranjais e, por onde passavam, divulgavam que “a partir das suas acanhadas margens vislumbrava-se a existência de alongadas e férteis terras”, atraindo os primeiros pequenos agricultores.

Em 1884, seguindo o traçado da Estrada de Ferro Sorocabana e a ela se antecipando, aqui chegava Delfino de Mello. Como visionário que era adquiriu considerável gleba de terra e, para explorar comercialmente, construiu uma casa de pensão para abrigar os trabalhadores da Ferrovia. Em curto espaço de tempo o local despertou o interesse de famílias da região para outras atividades comerciais dando início ao núcleo urbano. Ainda em 1884 Delfino de Melo doou terreno para a construção de uma Capela na vila que, em 1886, tornar-se-ia o distrito Policial de Laranjal e com a primeira escola pública outras benfeitorias se juntariam: agencia postal, cartório de registro civil, a paróquia, telefone público, iluminação elétrica. Publicada a 10 de outubro de 1917, a Lei Estadual nº 1.555 criou o Município de Laranjal que, pelo Decreto Federal nº 14.334/1944, passou a chamar-se Laranjal Paulista.

Geografia[editar | editar código-fonte]

  • Área 386,763 km quadrados
  • Localização - Fica na depressão periférica paulista entre o Planalto Atlântico – região da capital – e o Planalto Ocidental – região de Botucatu.
  • Principal Via de Acesso - Rodovia Marechal Rondon
  • Hidrografia - Rios Tietê e Sorocaba e mais seis ribeirões e seis córregos
  • Tipo de solo - Policultura e em algumas partes condicionantes geológicos proporcionam a exploração de recursos minerais como areia, argila, brita, calcário empregados na construção civil.
  • Climatologia:
    • Temperatura média anual - 23,27°C
    • Precipitação pluviométrica - 1.257,0 mm.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

  • Prefeito:Heitor Camarin Jr. (2013/2016)
  • Vice-prefeito: João Batista Bado Junior (Badinho)
  • Presidente da câmara: Djalma Valdemir Bordignon (2013/2014)
  • Vereadores: Gestão 2013/2016
    • Antonio Valdecir Berto
    • Carlos Alberto Rossi
    • Celso Donizete Barbosa
    • Djalma Valdemir Bordignon
    • Fabio José de Oliveira
    • Ivete Aparecida Migliani
    • José Francisco de Moura Campos
    • Newton Gazonato (suplente de Antonio Rinaldo Martins)
    • Nilso Ventris
    • Regina Maria de Araujo Abdala
    • Vicenti Di Santi Filho

Turismo[editar | editar código-fonte]

  • Festa de São João - Festa celebrada em louvor ao padroeiro da cidade, que dura de uma semana a dez dias, terminando no dia 24 de junho, dia de São João (feriado municipal). Neste dia, realiza-se uma procissão pelas ruas centrais do município, reunindo imagens de outros santos que representam as demais paróquias de Laranjal, tais como São Benedito, São Roque, Nossa Senhora Aparecida e vários outros. No fim da procissão é celebrada uma missa em louvor ao padroeiro, com uma grande queima de fogos ao seu encerramento. Na parte profana, barracas de entidades municipais são montadas ao redor do Largo São João, onde se situa a Igreja Matriz da cidade, as quais vendem bebidas, comidas tradicionais e artesanato a fim de arrecadar fundos. Também é montado um palco para a apresentação de grupos folclóricos e bandas contratadas pela comissão de festas para entreter os cidadãos e visitantes de outras localidades que sempre comparecem para prestigiar a festa. Todo dia 24 de junho, já pela manhã, tem início atividades que remetem às origens da Festa, tais como leilão de lenha, leitoa ensebada, pau de sebo, leilão de gado e demais prendas. Além disso, todo o entorno do Largo São João é decorado com bandeirinhas coloridas e também ocorre a quadrilha, geralmente formada por estudantes ou integrantes de grupos da terceira idade. A Festa já é realizada há mais de 100 anos e é a principal atração da cidade, sendo considerada um patrimônio cultural por muitos.

Agricultura[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Atualmente a economia do município está voltada para avicultura, cerâmica, cultura de cana de açúcar e fabricação de brinquedos.

Filhos ilustres[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]