Le violon rouge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Le violon rouge
O violino vermelho (PT/BR)
 Canadá /  Itália /  Reino Unido
1998 • cor • 131 min 
Direção François Girard
Roteiro Don McKellar / François Girard
Elenco Carlo Cecchi
Greta Scacchi
Samuel L. Jackson
Irene Graziol
Género drama
Idioma francês / inglês / mandarim / italiano / alemão
Página no IMDb (em inglês)

Le violon rouge (português: O Violino Vermelho, inglês: The Red Violin , alemão: Die Rote Violine, italiano: Il violino rosso, chinês tradicional: 紅提琴), é um filme de 1998 do gênero drama, dirigido por François Girard e co-produzido por Canadá, Itália e Reino Unido.

O filme percorre três séculos e cinco países enquanto conta a história de um violino e seus vários donos.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme conta a história de um violino perfeito conhecido como o violino vermelho, por sua vívida cor vermelha. No começo do filme, o violino está sendo leiloado no Canadá. Quando as ofertas começam, a história do violino é revelada, mostrando que ele existe há mais de 300 anos, tendo sido feito em 1681. Sua história é contada em cinco locais diferentes ao redor do mundo: Cremona na Itália, Viena na Áustria, Oxford no Reino Unido, Xangai na China e Montreal no Canadá. Em cada local o diálogo é falado na língua apropriada. Para seus donos, o violino trouxe raiva, traição, amor e sacrifício.

Inspiração[editar | editar código-fonte]

O filme foi inspirado em um violino Stradivarius, The Red Mendelssohn (1720), que atualmente é tocado por Elizabeth Pitcairn, cujo avô o comprou para seu aniversário de 16 anos por $1,7 milhões em um leilão na Christie's de Londres.[1] [2] É chamado de The Red Mendelssohn por causa de uma listra vermelha única no seu lado superior direito, mas como a listra apareceu não se sabe. Elizabeth é uma dos poucos solistas que apresentam o Red Violin Chaconne (Chacona do Violino Vermelho) composto para o filme por John Corigliano. A idéia de que o violino é vermelho porque foi pintado com o sangue da esposa do criador, que morreu durante o parto, é uma criação infundada do cineasta.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Cremona[editar | editar código-fonte]

Viena[editar | editar código-fonte]

Oxford[editar | editar código-fonte]

Xangai[editar | editar código-fonte]

Montreal[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

O filme recebeu um Óscar de melhor trilha sonora (John Corigliano), oito Genie Award, nove Jutra Award, um Golden Reel Award pela edição sonora e um Best Artistic Contribution Award do Tokyo International Film Festival.

Equipe[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]