Lokomotivbau Elektrotechnische Werke Hans Beimler Hennigsdorf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A VEB Lokomotivbau Elektrotechnische Werke (LEW) "Hans Beimler", era uma fábrica situada em Hennigsdorf, ao norte de Berlim.

A VEB LEW foi parte do conglomerado de empresas formado também pelas fábricas VEB Berliner Bremsenwerk (fábrica de freios; antes da guerra parte da Knorr-Bremse), em Berlim, VEB Schichtpressstoffwerk SPW em Bernau e o VEB Galvanotechnik GTL (fábrica técnica de galvanização) em Leipzig.

Foi o único fabricante de locomotivas elétricas da Alemanha Oriental. Popularmente conhecida pela sigla LEW, forneceu locomotivas, de diversos tipos [1] para a China, URSS, Polônia e muitos outros países em desenvolvimento.

Para o Brasil vieram 83 locomotivas diesel-elétricas para ferrovias paulistas (Paulista, Sorocabana e Mogiana), no final da década de 60.

Estas locomotivas foram adquiridas para compensação do saldo comercial favorável que o Brasil possuía com a Alemanha Oriental, principalmente como pagamento de exportações brasileiras de café.

Produtos[editar | editar código-fonte]

Modelos de locomotivas LEW exportados para as ferrovias paulistas.

Modelo Quantidade Potência (HP) Bitola (m) Rodagem Comprador
LEW DE I PA 36 1050 1,600 B-B CPEF
LEW DE II S 30 1050 1,000 B-B EFS
LEW DE III M 17 1400 1,000 B-B CM

Marcos históricos[editar | editar código-fonte]

  • 1910 - Aquisição de terrenos por Emil Rathenau para produzir isoladores de cerâmica;
  • 1915 - Início da produção de locomotivas diesel e elétricas, sob o nome AEG;
  • 1931 - Aquisição por parte da AEG da "Borsig - Lokomotivwerke GmbH" em Berlim;
  • 1945 - As unidades da AEG localizadas na Alemanha Oriental são ocupadas pela administração militar soviética na Alemanha e é descontinuada a fabricação de locomotiva devido aos prejuízos causados pela guerra;
  • 1947 - Fundação da "VEB-Lokomotivbau-Werke Elektrotechnische Hennigsdorf";
  • 1948 - É retomada a fabricação de locomotiva;
  • 1951 - A produção de locomotiva elétrica mineira tipo ‘’EL3’’ com a bitola de 900 mm, seguida pela série ‘’EL2’’ de locomotivas elétricas mineiras de bitola de 1435 mm;
  • 1954 - Começa a produção de locomotivas a vapor para a Deutsche Reichsbahn da série 65.10 (DR Class 65.10);
  • 1954 a 1958 - Fabrica locomotivas elétricas série ‘’E 04’’ e ‘’E 05’’ de corrente contínua para Ferrovia Estatal Polonesa PKP. Produção de grande quantidade de locomotivas a acumuladores (baterias);
  • 1964 - Inicio da produção de locomotivas diesel-hidráulica das classes 105, 106 e 110, devido ao aumento da necessidade de tração pelas ferrovias da RDA e a incapacidade de atendimento pela ‘’’VEB Lokomotivbau Karl Marx (LKM) (antiga fabrica da Orenstein & Koppel AG) Potsdam-Babelsberg’’’ (especializada na fabricação de locomotivas diesel);
  • 1958 a 1985 - Produção de locomotivas elétricas e diesel-elétricas para exportação, vendidas pela VEB Schienenfahrzeuge Export + Import em Berlim, para diferentes países do mundo, em geral em pequenas quantidades. Como exemplo a exportação de 32 unidades do modelo EL104 para a Argélia, derivado do modelo Classe 251 [2] ;
  • Década de 80 - Inicio da produção de eletrodomésticos para cozinha, maquinas de lavar, etc;
  • 1990 - Fundação da "LEW Hennigsdorf GmbH"
  • 1992 - Através da privatização conduzida pelo governo da Alemanha reunificada a AEG (subsidiaria Daimler-Benz), adquire a LEW e a renomeia como "AEG Schienenfahrzeuge GmbH" (AEG Veículos Ferroviários Ltda) [3] ;
  • 1996 - Fusão das empresas da ABB com a Daimler-Benz-Transportion, formando a Adtranz;
  • 1998 - A produção das 10 ultimas locomotivas, modelo ‘’’BR 145’’’ para a DBahn AG, em Hennigsdorf. Desde então a fabrica tem construído automotrizes e realizado a reforma de equipamentos.
  • 2001 - Aquisição da Adtranz pela Bombardier Transportation;
  • 2006 - Instalação do Centro de Modernização e Reforma na fabrica de Hennigsdorf.

Sucessoras[editar | editar código-fonte]

  • VEB SPW foi vendido em 1992 à empresa suíça Von Roll Isolla e depois fechada;
  • Marx Elektrowärme GmbH produz fornos industriais;
  • LEW "Hans Beimler" foi vendida em 1992 ao grupo a AEG Daimler-Benz, hoje Bombardier Transportation
  • LEW GmbH iniciou a produção de aquecedores, sendo posteriormente liquidada.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Lieferliste. Lokomotivbau-Elektrotechnische Werke 'Hans Beimler' - LEW, Hennigsdorf. (em Alemão) Acessado em 5 de dezembro de 2008.
  2. Société Nationale des Chemins de Fer Algériens (SNCFA). LEW for the Algerian railways. (em Inglês) Acessado em 12 de dezembro de 2008.
  3. AEG AG acquires LEW Hennigsdorf GmbH. AEG AG(Daimler-Benz AG) acquires LEW Hennigsdorf GmbH privatized by Germany. (em Inglês) Acessado em 6 de dezembro de 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lokomotivbau Elektrotechnische Werke Hans Beimler Hennigsdorf