Meloa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaMeloa / Cantalupo
Melon cantaloupe.jpg

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Cucurbitales
Família: Cucurbitaceae
Género: Cucumis
Espécie: C. melo
Subespécie: C. m. cantalupensis
Nome trinomial
Cucumis melo cantalupensis

A meloa (português europeu) ou cantalupo (português brasileiro) é uma variedade de melão arredondado e enrugado. É originário da Índia e da África. Começou a ser cultivado por volta de 1700, a partir de sementes trazidas da Armênia, parte da área de origem da planta.

Foi chamado cantalupo por ter sido levado por missionários asiáticos ao castelo pontifício de Cantalupo in Sabina, nas colinas de Roma. Diz-se que o papa Inocêncio XIII, que reinou entre 1721 e 1724, adorava colocar vinho do Porto na cavidade de meia-mela e comia como aperitivo. Um costume que ainda existe.

A variedade mais cultivada é a charentais, de casca verde esbatida e quase exclusiva da França.

Valor nutricional[editar | editar código-fonte]

  • Cada 100 gramas de meloa edível contém:
Ícone de esboço Este artigo sobre Botânica é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.