Mobb Deep

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mobb Deep
Informação geral
Também conhecido(a) como The Infamous Mobb Deep
Origem Nova Iorque, Nova Iorque
País  Estados Unidos
Gênero(s) hip-hop
hardcore rap
gangsta rap
Período em atividade 1992 - atualmente
Gravadora(s) 4th & Broadway, Loud, Sony, Landspeed, Jive, G-Unit/Interscope
Afiliação(ões) Big Noyd, Infamous Mobb, 50 Cent, G-Unit, Nas, The Alchemist
Página oficial www.mobbdeep.net
Integrantes
Prodigy
Havoc

Mobb Deep é um grupo de hip-hop americano formado pelos rappers Prodigy e Havoc, que estão junto desde a década de 1990, mais exatamente 1992, ambos são de Queensbridge, em Nova York. O grupo também é conhecido por The Infamous Mobb Deep. O primeiro álbum lançado pelos rappers foi Juvenile Hell, lançado em 1993.

História[editar | editar código-fonte]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Prodigy e Havoc compõem os Mobb Deep, um dos mais respeitados grupos da década de 1990. Tiveram, durante o período referido, uma grande aclamação das ruas, sobretudo em Nova York, das quais falavam como poucos. Foi assim, relatando o seu cotidiano, que acaba por personificar o cotidiano vividos nos guetos, rodeados da vida do crime, droga e afins, que conseguiram atrair um grande número de fãs. Mas os Mobb Deep queriam mais, queriam os tops, os milhões e a fama fáceis. Para isso deixaram o stilo hardcore que os caracterizava e tantos admiradores lhes deram. Passaram a um género mais soft, com refrões de cantores R&B em alguns temas, as típicas fórmulas da fast-music. Perderam os fãs que tinham e não obtiveram sucesso comercial. Já dizia o ditado: 'Quem tudo quer, tudo perde'.

O sucesso[editar | editar código-fonte]

Juvenile Hell foi o primeiro registo discográfico da dupla e foi editado em 1993. Com poucas vendas, cerca de 40.000, para um mercado gigante como é dos EUA. O álbum não deixou, no entanto, de evidenciar o enorme potencial e talento dos Mobb Deep. Contudo, tendo em conta o tipo de rap que dominavam a cena à data e o estilo mais cru e duro trazido pelos Mobb Deep, o número de cópias vendidas é bastante significativo. Seja como for, derrotados não saíram certamente. Juvenile Hell despertou o interesse da Loud Records em contratar os dois jovens.

Desta ligação, Mobb Deep - Loud Records, nasceriam dois clássicos. O primeiro foi The Infamous, lançado em 1995. Nele encontramos um dos melhores temas de todos os tempos no que ao hip-hop diz respeito. Fala-se claro de "Shook Ones Pt. II". Com uma série de boas rimas, Prodigy estava ainda no topo da sua forma, e um magnífico beat de Havoc, que também não fica nada mal nos seus versos: "I'm buggin' think I'm how bizar to hold my hustlin'

get that loot kid, you know my function

cause long as I'm alive I'ma live illegal

and once I get on I'ma put on, on my people."

Se "Shook Ones Pt. 2" ficaria para sempre na história do rap, temas como "Survival of the Fittest", "Temperature's Rising" e "Craddle to the Grave", são também execelente. Aliás, fazendo justiça, The Infamous é, todo ele, um grande álbum, daqueles poucos que se ouvem do princípio ao fim sem saltar qualquer faixa, os Mobb Deep tornavam-se nuns dos expoentes máximos do rap hardcore nova-yorquino.

Seguiu-se Hell on Earth em 1996. Mais um clássico do grupo de Queensbridge, desta feita com participações de Nas, Raekwon, Method Man, Big Noyd, Illa Ghee, Gambino e Ty Knitty. Os singles foram "Hell on Earth" e "God Pt. III". Em "Hell on Earth" podemos encontrar uma clara alusão á vida nos ghettos americanos. Perfeita ilustração disso mesmo é a rima:

"Trapped in a never ending gunfight so niggaz lose stripes

or lose life, jail niggaz sendin' kites to the streets."

"Extortion", com Method Man, e "Nighttime Vultures", com Raekwon, são músicas magníficas, unindo Mobb Deep a elementos de Wu-Tang Clan, dois dos mais emblemáticos grupos de Nova York.

Tanto The Infamous, como Hell on Earth, os dois melhroes álbuns dos Mobb Deep, atingiram o Disco de Ouro e representaram marcos no rap.

O quarto álbum do grupo é o que, de todos, obteve maiores vendas, Murda Muzik teve êxitos como "Quiet Storm (Remix)", "It's Mine" e "U.S.A. (Aiight Then)". Contou com colaborações de Big Noyd, Cormega, 8-Ball, Raekwon, Kool G Rap, Nas e Lil' Kim, entre outros. O disco atingiu o disco de platina, conseguindo, por isso, mais de um milhão de cópias vendidas nos Estados Unidos. Valeu também aos Mobb Deep o terceiro lugar na tabela de discos da Billboard.

Mudança[editar | editar código-fonte]

Em 2001, com o lançamento de Infamy, começa a evidenciar-se a intenção dos Mobb Deep de atingirem um público mais heterogéneo e abrangente. Temas menos hardcore, colaborações com 112 e Ron Isley, representam, tão somente, o objetivo de fazer músicas mais viradas para a alta rotação em rádios e televisões. Desapontaram os fãs que já tinham e não conseguiram agradar às massas. Mas o passo já estava dado e, a partir daqui, seria sempre a descer.

Agora na Jive Records, os Mobb Deep lançam Amerikaz Nightmare. O afastamento do estilo que, tão bem, os caracterizava em The Infamous e Hell on Earth é inegável. Neste álbum até temas produzidos por Lil' John podemos ouvir, que, aliás, foi feito single, o tema é plástico e irritante, como, de resto, tudo em que Lil' John toca. O outro single, "Got It Twisted", dos Mobb Deep que nos habituamos a ouvir nada tem. Mais uma tentativa de som catchy que não resulta em nada. Ouvindo este álbum de uma ponta à outra, é caso para perguntar: 'O que é feito dos Mobb Deep de outrora?'. Cada vez mais afastados dos fãs que os idolatravam e com pouca recepção a nível comercial, o duo vai-se afundando mais e mais.

Em Americaz Nightmare participam The Alchemist, Red Spyda, Lil' John e Kanye West na produção, Havoc, claro está, produz também bastantes temas. De resto colaboram ainda com os Mobb Deep, Nate Dogg, Lil' John, Jadakiss, Littles, Big Noyd e Twista.

Ficaram mais uma vez sem editora, mas o que se seguiria foi, talvez, a estocada final nos admiradores de longa data da banda.

G-Unit Records[editar | editar código-fonte]

A convite de 50 Cent, os Mobb Deep juntaram-se à gravadora G-Unit Records, afiliada a Interscope\Shady\Aftermath.

Em 2006 o dueto lançou um álbum inédito, cujo título é Blood Money contando com participações de toda a G-Unit e, ainda, Nate Dogg e Mary J. Blige. O álbum, no entanto, não correspondeu as expectativas de venda, tanto dos artistas, quanto dos produtores. A nova associação e estilo que integraram não conquistou tantos novos fãs, nem agradou os antigos que criavam expectativas de ouvir o som obscuro, sujo e expressivo que caracterizava os primórdios de sua obra. Há críticos que especulam e desvalorizam esse trabalho como um fracasso, desrespeitando o legado e a trajetória de um grupo clássico que moldou as bases do hip-hop mundial. O fato de não ter atingido o sucesso comercial, é uma realidade atual do mercado de música digital, no qual as pessoas baixam ou escutam prévias em redes de compartilhamento, e compram singles separados em lojas virtuais, o que não faz um álbum de ouro ser considerado uma tragédia. Não passando do Ouro, este demonstra um grupo sem originalidade, sem alma, com letras fracas, muito longe do que os fez brilhar.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Outros[editar | editar código-fonte]

  • 1998 - Mobb Deep - Back From A Hiatus
  • 2002 - Mobb Deep - The Dunn Language Pt. 1
  • 2002 - Mobb Deep - The Dunn Language Pt. 2
  • 2003 - Free Agents: The Murda Mix Tape
  • 2004 - Mobb Deep - The Mixtape Before 911
  • 2007 - The Infamous Archives
  • 2010 - Mobb Deep - Infamous Minded
  • 2011 - Mobb Deep - Black Cocaine - EP
  • 2011 - Mobb Deep - White Cocaine - EP

Singles[editar | editar código-fonte]

Ano Canção Álbum
1992 "Peer Pressure" Juvenile Hell
1993 "Hit It from the Back" Juvenile Hell
1994 "Shook Ones"
1995 "Shook Ones Pt. II" The Infamous
1995 "Survival of the Fittest" The Infamous
1995 "Temperature's Rising" (feat. Crystal Johnson) The Infamous
1995 "Still Shinin'" Hell on Earth
1996 "Back at You" Sunset Park soundtrack
1996 "Drop a Gem on 'Em" Hell on Earth
1996 "Front Lines (Hell on Earth)" Hell on Earth
1997 "G.O.D. Pt. III" Hell on Earth
1997 "Hoodlum" (feat. Big Noyd & Rakim) Hoodlum soundtrack
1999 "Quiet Storm" Murda Muzik
1999 "Quiet Storm (remix)" (feat. Lil' Kim) Murda Muzik
1999 "It's Mine" (feat. Nas) Murda Muzik
2000 "U.S.A. (Aiight Then)" Murda Muzik
2001 "Burn" (feat. Big Noyd & Vita) Infamy
2001 "Hey Luv (Anything)" (feat. 112) Infamy
2002 "Get Away" Infamy
2002 "Pray For Me" (feat. Lil' Mo) Infamy
2003 "Solidified" Free Agents
2003 "The Illest" Free Agents
2003 "Double Shots" (feat. Big Noyd) Free Agents
2003 "Gangstaz Roll"
2004 "Got It Twisted" Amerikaz Nightmare
2004 "Real Gangstaz" (feat. Lil Jon) Amerikaz Nightmare
2004 "Throw Your Hands (In the Air)" Amerikaz Nightmare
2004 "Win or Lose" Amerikaz Nightmare
2004 "Got It Twisted (Remix)" (feat. Twista) Amerikaz Nightmare
2006 "Have a Party" (feat. 50 Cent & Nate Dogg) Blood Money
2006 "Put Em in Their Place" Blood Money
2006 "Give it to Me" (feat. Young Buck) Blood Money
2006 Blood Money

Ligações externas[editar | editar código-fonte]