Jive Records

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jive Records
Parentesco Sony Music Entertainment
Fundação Novembro de 1977
Fechamento 7 de outubro de 2011
Fundador(es) Clive Calder
Gênero(s) Diversos
País de origem  Reino Unido
Localização New York City
Página oficial www.jiverecords.com

Jive Records era uma gravadora, com base em New York City, pertencente à Sony Music Entertainment e operada pela Zomba Label Group. Foi extinta em outubro de 2011 pela RCA Music Group, e desde então todos seus artistas são distribuídos pela gravadora do grupo.[1]

História da companhia[editar | editar código-fonte]

Jive Records foi fundada por Clive Calder em Londres, em 1977, e foi lançada nos Estados Unidos como parte da Zomba Recording Corporation em 1981. A palavra "jive" foi inspirada pela Township Jive, uma forma de dança e música da África do Sul. Alguns dos primeiros artistas do selo foram Whodini, Tight Fit, A Flock of Seagulls, Billy Ocean e Samantha Fox.

Depois de seu lançamento, a distribuição nos Estados Unidos seria feita pela Arista Records até 1987. Depois da criação da BMG no mesmo ano, a distribuição da Jive foi passada para a RCA Records. Livre do comando de Clive Davis (que na época era conhecido por se opor ao hip-hop), líder da Arista, a Jive passou a assinar com artistas desse estilo musical, incluindo Too Short e Schoolly D. Em meados dos anos 90, Jive tinha se tornado a primeira gravadora no gênero hip-hop, graças ao sucesso de artistas como Whodini, DJ Jazzy Jeff & The Fresh Prince, E-40, A Tribe Called Quest, KRS-One e artista de R&B como Aaliyah e R. Kelly.

No final dos anos 90, apesar de sua reputação de lidar comumente com hip-hop, a Jive assinou com artistas pops como Backstreet Boys que é considerada a maior boy band de todos os tempos, e Britney Spears - que tiveram um sucesso massivo no início da década de 2000.

O negócio de distribuição da Jive pela RCA expirou em 1991, momento em que a BMG comprou uma grande participação minoritária na gravadora. Ainda em 1991, Barry Weiss tornou-se CEO e presidente da Jive Records. A Jive operou como selo independente, com seus lançamentos distribuídos negociados pela BMG até 2002 - quando Bertelsmann Music Group adquiriu o restante da Zomba por US$3 bilhões, com a Jive continuando a operar. Os cantores mais famosos da gravadora são o príncipe e princesa do pop,Justin Timberlake e Britney Spears,os que mais fizeram sucesso,ou os de mais lucro da gravadora.

Alguns artistas atuais[editar | editar código-fonte]

Alguns dos artistas assinados pela Jive Records.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]