Mosteiro de Hossios Luckas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Mosteiro de Dafne, Hossios Luckas e Mosteiro Novo de Quios *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

HosiosLukas.jpg
Fachada do mosteiro
País  Grécia
Tipo Cultural
Critérios i, iv
Referência 537
Região** Europa e América do Norte
Coordenadas 38° 23′ N 22° 45′ E
Histórico de inscrição
Inscrição 1990  (14ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

O Mosteiro de Hossios Louckas ou Osios Loukás é um dos mais belos monastérios bizantinos da Grécia, situado no município de Distomo na região de Beócia. Foi inscrito como Patrimônio Mundial da UNESCO junto com o Mosteiro de Dafne e Mosteiro Novo de Quios. É conhecido por seus mosaicos sobre fundo dourado, que datam do Século XI, suas pinturas e o refinamento de sua decoração: pisos de mármore, jaspe e pórfiro.

Dedicado a seu fundador, São Lucas, um ermitão do Século X, cujos restos podem ser vistos na cripta, o monastério de Hossios Luckas é uma das construções medievais mais importantes da Grécia e também um dos mais visitados.

História[editar | editar código-fonte]

Foi construído em 1011 sobre as fundações de uma igreja construída em 944. O plano octogonal da igreja converteu-se em uma referência importante para a arquitetura bizantina.

No marco inicial do Império Otomano, Hossios Luckas foi o lugar de uma grande batalha, como demonstram os canhões expostos aqui.

Em 1821 o bispo Isaías declarou seu apoio a causa da independência nacional.

O santo fundador profetizou que o monastério estaria vivo "até o fim dos tempos". Desde sua fundação, há um milênio, até hoje em dia, a vida monástica nele não foi interrompida nunca, mantendo-se o patrimônio religioso vivo: a rica liturgia greco-ortodoxa com os maravilhosos cantos bizantinos.

A paisagem que o rodeia é de uma grande beleza, dominando extensos olivais, cuidados com muito esmero. A comunidade monástica produz um dos melhores azeites ecológicos do Mediterrâneo.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Rosemary Morris. Monks and Laymen in Byzantium, 843-1118. Cambridge University Press, 1995. ISBN 0-521-31950-1. Page 27.
  • Linda Safran. Heaven on Earth: Art and the Church in Byzantium. ISBN 0-271-01670-1. Page 127.
  • Banister Fletcher's A History of Architecture (ed. by Dan Cruickshank). Architectural Press, 1996. ISBN 0-7506-2267-9. Page 310.
  • Efthalia Rentetzi, Il Monastero di Hosios Lukas in Focide, in Ειρμός, n. 1, 2004, Αποστολική Διακονία, pp. 227–382, ISSN 1109-9135 (Weblink).
  • Efthalia Rentetzi, Elements of Classical Style in the mosaic decoration of Hosios Lukas Monastery Phocis, Greece in ANISTORITON: Art History, Volume 9, June 2005, Section O052 (Weblink).
  • Efthalia Rentetzi, Mosaici del monastero di Hosios Lukas in Focide e della basilica marciana: parentele stilistiche, in Arte - Documento, n. 16, 2002, pp. 66–71, ISSNT IT 1121-0524.
  • Oikonomides, Nicholas. "The First Century of the Monastery of Hosios Loukas," in Dumbarton Oaks Papers, vol. 46 (1992).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Mosteiro de Hossios Luckas