Nina Schenk Gräfin von Stauffenberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.

Nina Schenk Gräfin von Stauffenberg (27 de agosto de 1913 - 2 de abril de 2006) foi a esposa do coronel Claus Schenk Graf von Stauffenberg, líder do frustrado atentado de 20 de julho de 1944 para assassinar Adolf Hitler, após o qual ela foi presa e colocada sob custódia, onde ela deu à luz sua filha mais nova.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Ela nasceu como Magdalena Elisabeth Vera Lydia Herta von Lerchenfeld, conhecida como "Nina" em Kowno, Império Russo (hoje Kaunas, Lituânia) filha do Cônsul Geral Gustav Freiherr von Lerchenfeld (1871-1944) e uma nobre alemã do Báltico, Anna Freiin von Stackelberg (1880-1945).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nina e Claus Schenk Graf von Stauffenberg encontraram-se pela primeira vez por volta de 1930 e se casaram em 26 de setembro de 1933 em Bamberg. De acordo com a tradição do pai de von Stauffenberg, as crianças do casal foram criados como católicos, embora a própria mãe de Nina e Stauffenberg eram protestantes. A união produziu cinco filhos:

  • °Berthold Maria Schenk Graf von Stauffenberg (n. 1934)
  • °Heimeran Schenk Graf von Stauffenberg (n. Bamberg, 9 de julho de 1936), solteiro e sem problema
  • °Franz Ludwig Schenk Graf von Stauffenberg (n. 1938)
  • °Valerie Ida Huberta Karoline Anna Maria Schenk von Stauffenberg Gräfin (Bamberg, 15 de novembro de 1940 - Munique, 04 de junho de 1966), casou em 04 de abril de 1964 Heino von L'Estocq (nascido em Potsdam, 6 de abril de 1935)
  • °Konstanze Gräfin Schenk von Stauffenberg (b.Frankfurt an der Oder, janeiro de 1945), casou em 08 abril de 1967 Dietrich von Schultheiss-Rechberg (nascido em Zurique, 13 de outubro de 1937)

Após a tentativa fracassada de seu marido para assassinar Hitler (von Stauffenberg foi executado na noite de 21 de Julho), a Condessa von Stauffenberg foi presa pela Gestapo e levada sob custódia (de acordo com a nova lei Nazi restabelecer a antiga prática de Sippenhaft.) O governo colocou seus quatro filhos em um orfanato em Bad Sachsa, Baixa Saxônia, sob o falso sobrenome Meister.

Nina von Stauffenberg estava grávida no momento da morte de Stauffenberg, e deu à luz seu quinto filho, Konstanze, em janeiro de 1945, enquanto estava presa em um centro de maternidade nazista em Frankfurt an der Oder. Nesse mesmo ano, sua própria mãe, Anna, morreu em um campo russo.

Até o final da Segunda Guerra Mundial, Nina tinha sido transferida para a província italiana de Bolzano, onde ela foi mantida como refém em troca da rendinção do incondicional nazista. Após a guerra, ela se reuniu com sua família na sede da família Stauffenberg em Albstadt, Baden-Württemberg.

Morte[editar | editar código-fonte]

NinaStaufgrave.jpg

Nina Schenk von Stauffenberg Gräfin morreu em 2 de abril de 2006, aos 92 anos, em Kirchlauter perto de Bamberg, na Baviera e foi enterrada seis dias depois.

Representação nos meios de comunicação[editar | editar código-fonte]

A atriz holandesa Carice van Houten a retratou no filme de 2008, Valkyrie.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 2008, Konstanze von Schulthess-Rechberg, filha caçula de von Stauffenberg, escreveu Nina Schenk Gräfin von Stauffenberg - Ein Porträt. Verlag Pendo: Munique, 2008, ISBN 3-858-42652-0/ISBN 9-783-85842-652-9

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.