Osteosclerose

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Osteosclerose
Classificação e recursos externos
CID-10 M85.8, Q77.4
CID-9 756.52
DiseasesDB 15823
MeSH D010026
Star of life caution.svg Aviso médico

Osteosclerose é o aumento da espessura do córtex ósseo[1] , devido à substituição de osso trabecular por osso compacto, em detrimento da cavidade medular. A osteosclerose é comumente encontrada em vertebrados aquáticos, em limícolas precoces, peixe boi, lontras do mar,hipopótamos, castores, pinípedes e répteis marinhos do Mesozóico. Ela fornece a condição que permite que alguns taxa aquáticos caminhem no fundo (hipopótamo) e outros possam manter a flutuabilidade neutra na água (peixe-boi). A análise da osteosclerose pode ser feita quantificando-se a proporção da largura da cavidade medular dividida pela largura do osso no plano médio-lateral.

Referências

  1. Medcyclopaedia - Osteosclerosis. Página visitada em 2009-11-20.

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • MADAR, S. I. The postcranial skeleton of early Eocene pakicetid cetaceans. Journal of Paleontology, v. 81, n. 1, Jan. 2007.
  • THEWISSEN, J. G. M. et al. . Whales originated from aquatic artiodactyls in the Eocene epoch of India. Nature, v. 450, Dez. 2007. Disponível em: <http://www.nature.com/nature/journal/v450/n7173/pdf/nature06343.pdf>