PL/SQL

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

PL/SQL (acrónimo para a expressão inglesa Procedural Language/Structured Query Language) é uma extensão da linguagem padrão SQL para o SGBD Oracle da Oracle Corporation. É uma linguagem procedural da Oracle que estende a linguagem SQL.[1] [2]

PL/SQL é uma linguagem de programação baseada em opções monográficas de edição. Ela é composta por três camadas, definição, edição, e conclusão.

Permite que a manipulação de dados seja incluída em unidades de programas. Blocos de PL/SQL são passados e processados por uma PL/SQL Engine que pode estar dentro de uma ferramenta Oracle ou do Server. A PL/SQL Engine filtra os comandos SQL e manda individualmente o comando SQL para o SQL Statement Executor no Oracle Server, que processa o PL/SQL com os dados retornados do Server.

É a linguagem básica para criar programas complexos e poderosos, não só no banco de dados, mas também em diversas ferramentas Oracle.

Os comandos principais são CIN e COUT.

Antes de 1991 a única forma de usar construções procedurais com o SQL era usar PRO*C. Foi onde as instruções SQL do Oracle foram embutidas em código C. O código C era pré-compilado para converter as instruções SQL em chamadas de bibliotecas.

Em 1991 o PL/SQL 1.0 foi lançado com o Oracle Versão 6.0. Ele era muito limitado nas suas capacidades.

Já a versão 2.0 era uma atualização maior, que suportava stored packages, procedures, funções, tabelas PL/SQL, registros definidos pelo programador e package extensions. Esta versão foi lançada com o Oracle Versão 7.0.

O PL/SQL Versão 2.1 foi liberado com a Versão 7.1 do Oracle. Isto permitiu o uso de stored functions dentro de instruções SQL e a criação de SQL dinâmico pelo uso do pacote DBMS_SQL. Foi também possível executar instruções de Linguagens de Definição de Dados de programas PL/SQL.

A Versão 2.2 PL/SQL foi lançada com a Versão 7.2 do Oracle. Ele implementava uma proteção do código para programas PL/SQL e também o agendamento de trabalhos do banco de dados com o pacote DBMS_JOB.

A Versão 2.3 do PL/SQL foi lançado com a Versão 7.3 do Oracle. Esta versão aumentou as capacidades das tabelas PL/SQL e adicionou funcionalidades de E/S de arquivos.

A Versão 2.4 do PL/SQL foi liberada com a Versão 8.0 do Oracle. Esta versão suporta os melhoramentos do Oracle 8, incluindo Large Objects, projeto orientado a objetos, tabelas aninhadas e Oracle advanced queuing.

Estrutura Básica do PL/SQL[editar | editar código-fonte]

A unidade básica em PL/SQL é um bloco. Todos os programas em PL/SQL são compostos por blocos, que podem estar localizados uns dentro dos outros. Geralmente, cada bloco efectua uma acção lógica no programa. Um bloco tem basicamente a seguinte estrutura:

DECLARE

Seção para declaração de variáveis,tipos e subprogramas locais.

SELECTION

Seção para escolher linhas em uma tabela.

BEGIN

Seção Executável, nesta secção ficam as instruções procedimentais e SQL. Esta é a única secção do bloco que é indispensável e obrigatória.

EXCEPTION

Seção/Sector onde ficam as instruções de tratamento de erro.

END

Referências

  1. DB2 9.7: Run Oracle applications on DB2 9.7 for Linux, Unix, and Windows www.ibm.com. Visitado em 1 de Maio de 2011.
  2. Literals Oracle Database SQL Reference 10g Release 2 (10.2) Oracle. Visitado em 2009-03-20.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.