Partido Humanista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Partido Humanista é um nome comum a vários partidos, em vários países. Os Partidos Humanistas surgiram a partir da Secretaria de Assuntos Sociais e Políticos de "A Comunidade" – Para o Desenvolvimento do Ser Humano, instituição fundada por Mario Rodrigues Luis Cobos – filósofo e escritor argentino, mais conhecido como Silo – em 4 de maio de 1969, no seu país natal.

Em 1983, A Comunidade lançou, em todos os países nos quais atuava, o Documento conhecido como "Vinte Pontos Doutrinários Para a Configuração de uma Ideologia". Após a exaustiva discussão daqueles pontos, durante quase um ano, fundou-se o Partido Humanista, concomitantemente em 50 países, no dia 8 de março de 1984. Os Partidos Humanistas trataram, a partir de então, de legalizarem-se, de acordo com a legislação eleitoral e partidária vigente em cada país. Atualmente o nível de desenvolvimento dos Partidos Humanistas em cada país é diferente, devido a especificidades variantes de legislação que facilitam ou dificultam a formação e legalização de partidos políticos nos diversos países.

Em 1989 fundou-se na cidade de Florença, na Itália, a Internacional Humanista, que congrega, além dos Partidos Humanistas criados a partir do Movimento Humanista – do qual A Comunidade é uma das expressões sociais –, outras instituições que aderem aos seus fundamentos ideológicos.

Os Partidos Humanistas da Comunidade Lusófona são:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]