Pluripartidarismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Pluripartidarismo, também conhecido como sistema pluripartidário ou multipartidário, é um sistema político no qual três ou mais partidos políticos podem assumir o controle de um governo, de maneira independente, ou numa coalizão.

A critica à mesma advém de ela, normalmente, se transformar em partidocracia.

Nuances[editar | editar código-fonte]

Muitos regimes admitem legalmente a participação plena de todas as correntes políticas, reunidas em agremiações ideológicas. Entretanto, ao longo do tempo, diversas formas de pensamento político sofrem restrições, a fim de se evitar que determinados grupos - considerados nocivos ao sistema vigente - possam vir a tomar o poder.

Mesmo aceitando muitos partidos, a maioria das nações democráticas impõe limites à inscrição de alguns partidos, como por exemplo, o Comunista, o Fascista. Os partidos Monarquistas são proibidos em muitas repúblicas, o que causa controvérsia em relação a democracia sua liberdade de expressão numa Nação.

Nações pluripartidárias[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]