Timocracia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Timocracia (do grego, timē: "honra" ou "valor") é uma teoria constitucional que propõe ou um estado onde somente donos de terra podem participar do governo ou onde a honra é o princípio dominante. A timocracia vigorou durante o governo de Sólon na Atenas da Grécia antiga. A timocracia (de timé, que significa honra) é uma forma introduzida por Platão para designar a transição entre a constituição ideal e as três formas mais tradicionais (oligarquia, democracia e tirania). Na obra República, Platão se pergunta: "não é esta (a timocracia) talvez uma forma de governo situada entre a aristocracia e a oligarquia?"

Platão se refere inicialmente à timocracia como constituição de Creta ou Lacedemônia, para depois caracterizá-la como a forma de governo que busca as vitórias e as honras. Essa forma de governo também é chamada por ele de timarquia. Para maiores detalhes, ver o Livro VIII de A República.