Periophthalmus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaSaltador-do-lodo-atlântico
Schlammspringer fg01.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Perciformes
Família: Gobiidae
Subfamília: Oxudercinae
Género: Periophthalmus
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Periophthalmus
Periophthalmus spec.

Periophthalmus (Mudskipper) é um género de peixes da família Gobiidae que têm a característica de serem anfíbios. Têm capacidade de armazenamento de água nas câmaras branquiais por várias horas e modificações nas nadadeiras que viabilizam sua locomoção terrestre. O nome do género significa "olhos posicionados na região periférica" (ver imagem, ao lado).

São pequenos peixes que vivem no lodo, nas regiões costeiras tropicais e subtropicais do Indo-Pacífico e na costa ocidental de África, em ecossistemas como os mangais. São extremamente ativos fora da água, inclusivamente saltando (donde o nome inglês mudskippers, ou "saltadores do lodo", nome também usado em português, como no caso do Periophthalmus argentilineatus, saltador-do-lodo-atlântico [1] ). Dessa forma, eles caçam pequenos caranguejos e até insetos terrestes, de que se alimentam, para além de interagirem entre si, por exemplo, para defenderem o seu território.[2]

Classificação e distribuição[editar | editar código-fonte]

Os saltadores são membros da subfamília Oxudercinae e da tribo Periophthalmini[3] ).

O género Periophthalmus tem 17 espécies válidas descritas.[4] Periophthalmus argentilineatus é uma das espécies com maior distribuição e mais bem conhecidas, desde os mangais e no lodo costeiro da África oriental e Madagáscar até ao Sueste Asiático, norte da Austrália, sul da China e do Japão, até às ilhas Samoa e Tonga Islands.[3] Pode crescer até um comprimento de 15 cm e é um carnívoro oportunista, alimentando-se de pequenos caranguejos e outros artrópodes.[5]

A espécie Periophthalmus barbarus é o único saltador das áreas costeiras da África ocidental (Murdy, 1989).

Adaptações à vida anfíbia[editar | editar código-fonte]

Estes peixes apresentam uma série de adaptaçõess, tanto comportamentais, como fisiológicas à vida anfíbia:

Periophthalmus gracilis (da Malásia ao norte da Austrália)

Mesmo com a sua galeria submersa, os saltadores mantêm ali dentro uma bolsa de ar, que lhes permite respirar em condições de concentrações muito baixas de oxigénio.[10] [11] [12]

Em aquário[editar | editar código-fonte]

Algumas espécides de saltadores são comercializadas como peixes de aquário, mas são difíceis de manter, uma vez que requerem um tanque especial, com uma área seca e uma grande variedade de presas vivas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Periophthalmus

Referências

  1. Oceanário de Lisboa. Visitado em 2008-11-17.
  2. a b c In: Graham, J. B. (ed.). Air–breathing Fishes. Evolution, Diversity and Adaptation. San Diego California: Academic Press.
  3. a b Murdy, E. O.. . "A Taxonomic Revision and Cladistic Analysis of the Oxudercine Gobies (Gobiidae: Oxudercinae)". Records of the Australian Museum Suppl. N°11: 1–93.
  4. Larson H.K. & Takita T.. . "Two new species of Periophthalmus (Teleostei: Gobiidae: Oxudercinae) from northern Australia, and a re-diagnosis of Periophthalmus novaeguineaensis". The Beagle, Records of the Museums and Art Galleries of the Northern Territory 20: 175–185.
  5. Milward, N. E.. Studies on the taxonomy, ecology and physiology of Queensland mudskippers. unpubl. Ph D. dissertation ed. [S.l.]: Univ. of Queensland, Brisbane, Australia.
  6. Harris, V.A.. . "On the locomotion of the mudskipper Periophthalmus koelreuteri (Pallas): Gobiidae". Proceedings of the Zoological Society of London 134: 107–135.
  7. Tytler P. & Vaughan T.. . "Thermal Ecology of the Mudskippers Periophthalmus koelreuteri (Pallas) and Boleophthalmus boddaerti (Pallas), of Kuwait Bay". Journal of Fish Biology 23 (3): 327–337. DOI:10.1111/j.1095-8649.1983.tb02912.x.
  8. Sasekumar, A.; Chong, V.C.; Lim, K.H. & Singh, H.R.. "The Fish Community of Matang Mangrove Waters, Malaysia". Sudara, S.; Wilkinson, C.R.; Chou, L.M. (eds) Proceedings, Third ASEAN-Australia Symposium on Living Coastal Resources. Research papers: Vol. 2: 457-464, Bangkok, Thailand: Chulalonghorn University. 
  9. Brillet, C.. . "Etude du comportement constructeur des poissons amphibies Periophthalmidae". Terre et la Vie 23 (4): 496–520.
  10. Ishimatsu A., Hishida Y., Takita T., Kanda T., Oikawa S., Takeda T. & Khoo K.H.. . "Mudskipper Store Air in Their Burrows". Nature 391: 237–238. DOI:10.1038/34560.
  11. Ishimatsu A., Takeda T., Kanda T., Oikawa S. & Khoo K.H.. . "Burrow environment of mudskippers in Malaysia". Journal of Bioscience 11 (1,2): 17–28.
  12. Lee H.J., Martinez C.A., Hertzberg K.J., Hamilton A.L. & Graham J.B.. . "Burrow air phase maintenance and respiration by the mudskipper Scartelaos histophorus (Gobiidae: Oxudercinae)". The Journal of Experimental Biology 208: 169–177. DOI:10.1242/jeb.01361.