Pirangi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo.
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Editor: considere colocar o mês e o ano da marcação. Isso pode ser feito automaticamente, substituindo esta predefinição por {{subst:rec}}
Município de Pirangi
Bandeira de Pirangi
Brasão de Pirangi
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 7 de março de 1935
Fundação 3 de agosto de 1895
Gentílico pirangiense
Prefeito(a) Brás de Sarro
(2013–2016)
Localização
Localização de Pirangi
Localização de Pirangi em São Paulo
Pirangi está localizado em: Brasil
Pirangi
Localização de Pirangi no Brasil
21° 05' 27" S 48° 39' 28" O21° 05' 27" S 48° 39' 28" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Ribeirão Preto IBGE/2008 [1]
Microrregião Jaboticabal IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Bebedouro, Taiaçu, Vista Alegre do Alto, Ariranha, Palmares Paulista, Paraíso e Monte Azul Paulista
Distância até a capital 390 km
Características geográficas
Área 215,791 km² [2]
População 10 623 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 49,23 hab./km²
Altitude 538 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,779 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 114 505,496 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 10 657,62 IBGE/2008[5]
Página oficial

Pirangi[nota 1] é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 21º05'29" sul e a uma longitude 48º39'28" oeste, estando a uma altitude de 538 metros. Sua população estimada em 2008 era de 10.315 habitantes. Possui uma área de 216,48 km².

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2008

População Total: 10.315

  • Urbana: 8.687
  • Rural: 1.351
  • Homens: 5.257
  • Mulheres: 5.058

Densidade demográfica (hab./km²): 46,52

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 13,67

Expectativa de vida (anos): 72,43

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,05

Taxa de Alfabetização: 89,21%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,779

  • IDH-M Renda: 0,704
  • IDH-M Longevidade: 0,791
  • IDH-M Educação: 0,843

(Fonte: IPEADATA)

Coqueiro símbolo da cidade

A Origem do nome[editar | editar código-fonte]

PIRANGI: Construção a partir do tupi. Este é mais um exemplo de um topônimo composto de forma algo canhestra pôr um não-falante de tupi. Tudo começou em 1913, quando o povoado de 70 casas de Santo Antônio da Boa Vista, foi elevado de distrito policial de Jaboticabal, ocasião em que se intentou mudar seu nome para outro de origem indigina. A denominação escolhida, foi, então, Pirangi, que supostamente significaria peixe podre, de pirá – peixe, e, talvez, ju (ka) podre, com nasalação de pirá. O problema é que juka parece que era apenas usado para tecidos, paus etc... – ou seja o termo serviria para definir elementos sem sangue- ao passo que para os organismos com sangue melhor seria o adjetivo tejuka. Em virtude, quem sabe de tais controvérsias, passou-se a difundir uma outra interpretação para este nome inventado: seria, como afirma a prefeitura, a que dá a pirangi, literalmente o significado “rio vermelho”. Até poderia ser essa a interpretação, se a construção tupi, a seu turno, estivesse certa. Ocorre que dois motivos à contradizem. Dá se que a grafia e a pronuncia da palavra não estão corretas, pois o certo seria Pirangui e não Pirangi; no mais, a posição invertida das palavras que compõem o topônimo não faz parte da dinâmica da língua tupi. O esperado, a ser correta essa interpretação de que topônimo significa “rio vermelho”, seria que usasse o vocábulo “Ipiranga”, à maneira do bairro paulistano (isto é o substantivo seguido do adjetivo, e não o contrario). De qualquer forma, o topônimo,assim, seria formado pelas palavras pyranga-vermelho, é ÿ” – rio, águas (a respeito da grafia do nome, ver INTRODUÇÀO), e não como foi grafado o que não diminui nem a importância muito menos a realidade de uma denominação que, de qualquer maneira, se impôs. Adjetivo Pátrio – Pirangiense.

Denominação Promocional – “Cidade das Rosas”.

Data de Emancipação – 7 de Março de 1935.

Notas

  1. Nota ortográfica: Segundo as normas ortográficas vigentes da língua portuguesa, este topônimo deveria ser grafado como Piranji. Prescreve-se o uso da letra "J" para palavras de origem indígena. O nome vem do tupi rio de peixes, segundo Teodoro Fernandes Sampaio. Ao longo dos anos, a grafia foi alterada para pirá-gy, pirangê, pirangi e finalmente para piranji.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 de dezembro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]