Pirangi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo.
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Editor: considere colocar o mês e o ano da marcação. Isso pode ser feito automaticamente, substituindo esta predefinição por {{subst:rec}}
Município de Pirangi
Bandeira de Pirangi
Brasão de Pirangi
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 7 de março de 1935
Fundação 3 de agosto de 1895
Gentílico pirangiense
Prefeito(a) Brás de Sarro
(2013–2016)
Localização
Localização de Pirangi
Localização de Pirangi em São Paulo
Pirangi está localizado em: Brasil
Pirangi
Localização de Pirangi no Brasil
21° 05' 27" S 48° 39' 28" O21° 05' 27" S 48° 39' 28" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Ribeirão Preto IBGE/2008 [1]
Microrregião Jaboticabal IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Bebedouro, Taiaçu, Vista Alegre do Alto, Ariranha, Palmares Paulista, Paraíso e Monte Azul Paulista
Distância até a capital 390 km
Características geográficas
Área 215,791 km² [2]
População 10 623 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 49,23 hab./km²
Altitude 538 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,779 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 114 505,496 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 10 657,62 IBGE/2008[5]
Página oficial

Pirangi[nota 1] é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 21º05'29" sul e a uma longitude 48º39'28" oeste, estando a uma altitude de 538 metros. Sua população estimada em 2008 era de 10.315 habitantes. Possui uma área de 216,48 km².

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2008

População Total: 10.315

  • Urbana: 8.687
  • Rural: 1.351
  • Homens: 5.257
  • Mulheres: 5.058

Densidade demográfica (hab./km²): 46,52

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 13,67

Expectativa de vida (anos): 72,43

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,05

Taxa de Alfabetização: 89,21%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,779

  • IDH-M Renda: 0,704
  • IDH-M Longevidade: 0,791
  • IDH-M Educação: 0,843

(Fonte: IPEADATA)

Coqueiro símbolo da cidade

A Origem do nome[editar | editar código-fonte]

PIRANGI: Construção a partir do tupi. Este é mais um exemplo de um topônimo composto de forma algo canhestra pôr um não-falante de tupi. Tudo começou em 1913, quando o povoado de 70 casas de Santo Antônio da Boa Vista, foi elevado de distrito policial de Jaboticabal, ocasião em que se intentou mudar seu nome para outro de origem indigina. A denominação escolhida, foi, então, Pirangi, que supostamente significaria peixe podre, de pirá – peixe, e, talvez, ju (ka) podre, com nasalação de pirá. O problema é que juka parece que era apenas usado para tecidos, paus etc... – ou seja o termo serviria para definir elementos sem sangue- ao passo que para os organismos com sangue melhor seria o adjetivo tejuka. Em virtude, quem sabe de tais controvérsias, passou-se a difundir uma outra interpretação para este nome inventado: seria, como afirma a prefeitura, a que dá a pirangi, literalmente o significado “rio vermelho”. Até poderia ser essa a interpretação, se a construção tupi, a seu turno, estivesse certa. Ocorre que dois motivos à contradizem. Dá se que a grafia e a pronuncia da palavra não estão corretas, pois o certo seria Pirangui e não Pirangi; no mais, a posição invertida das palavras que compõem o topônimo não faz parte da dinâmica da língua tupi. O esperado, a ser correta essa interpretação de que topônimo significa “rio vermelho”, seria que usasse o vocábulo “Ipiranga”, à maneira do bairro paulistano (isto é o substantivo seguido do adjetivo, e não o contrario). De qualquer forma, o topônimo,assim, seria formado pelas palavras pyranga-vermelho, é ÿ” – rio, águas (a respeito da grafia do nome, ver INTRODUÇÀO), e não como foi grafado o que não diminui nem a importância muito menos a realidade de uma denominação que, de qualquer maneira, se impôs. Adjetivo Pátrio – Pirangiense.

Denominação Promocional – “Cidade das Rosas”.

Data de Emancipação – 7 de Março de 1935.

Notas

  1. Nota ortográfica: Segundo as normas ortográficas vigentes da língua portuguesa, este topônimo deveria ser grafado como Piranji. Prescreve-se o uso da letra "J" para palavras de origem indígena. O nome vem do tupi rio de peixes, segundo Teodoro Fernandes Sampaio. Ao longo dos anos, a grafia foi alterada para pirá-gy, pirangê, pirangi e finalmente para piranji.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 de dezembro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]