Bebedouro (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Bebedouro
"Cidade Coração"
Entardecer na região central de Bebedouro

Entardecer na região central de Bebedouro
Bandeira de Bebedouro
Brasão de Bebedouro
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 3 de maio de 1884 (130 anos)
Gentílico bebedourense
Prefeito(a) Fernando Galvão Moura (Fernando Galvão) (DEM)
(2013–2016)
Localização
Localização de Bebedouro
Localização de Bebedouro em São Paulo
Bebedouro está localizado em: Brasil
Bebedouro
Localização de Bebedouro no Brasil
20° 56' 56" S 48° 28' 44" O20° 56' 56" S 48° 28' 44" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Ribeirão Preto IBGE/2008[1]
Microrregião Jaboticabal IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Colina, Terra Roxa, Viradouro, Pitangueiras, Taquaral, Taiuva, Taiaçu, Pirangi, Paraíso e Monte Azul Paulista
Distância até a capital 379 km
Características geográficas
Área 682,511 km² [2]
População 75 044 hab. (SP: 89º) –  Censo IBGE/2010[3]
Densidade 109,95 hab./km²
Altitude 573 m
Clima Clima Subtropical Úmidol Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,780 (SP: 66°) – alto PNUD/2013[4]
PIB R$ 2 748 338,325 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 35 494,49 IBGE/2008[5]
Página oficial

Bebedouro é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 20º56'58" Sul e a uma longitude 48º28'45" Oeste, estando a uma altitude de 573 metros. Situada na região Norte do estado de São Paulo, faz parte da microrregião da Serra de Jaboticabal e da mesorregião de Ribeirão Preto. Bebedouro limita-se com os seguintes municípios: ao norte Colina; ao sul, Pirangi, Taiuva, Taiaçu, Paraíso e Taquaral; a leste, Pitangueiras, Viradouro e Terra Roxa, e ao Oeste, Monte Azul Paulista.

Bebedouro ficou em 30º lugar no ranking de desenvolvimento do Brasil e 24º no Estado de São Paulo, segundo o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM).

História[editar | editar código-fonte]

A origem do nome do município é devido a um córrego chamado "Bebedor", que, no século XIX, era pousada para tropeiros e peões de boiadeiro.

Outra possível origem, ouvida de antigos moradores, é a de que o "bebedouro" era um ponto de caça, onde os caçadores esperavam pela caça, geralmente capivaras. Conta ainda, que durante a travessia dos animais, de um lado a outro do córrego, sabiam onde deviam atirar pois os mosquitos sobrevoavam o local onde o animal caçado nadava sob a água.

Com a doação de terra ao patrimônio, em homenagem a São João Batista, por Francisco Inácio Pereira e Joaquim José de Lima (além de outros nomes, tais como: João Francisco da Silva, José Francisco Pimenta, Antônio Gonçalves Valim, Rogério Alves de Toledo, Antônio Luiz dos Reis França, Ana Cezária Pimenta, Francisco Bonifácio de Souza Guerra, e Francisco Valente) nasce a Vila de São Sebastião do Bebedor, mais tarde, São João Batista da Bela Vista de Bebedor. A gleba de terras pertencia ao jaboticabalense Corrêa Mesquita, e foi paga com três prestações de porcos (devido à escassez de moeda na época). A última prestação foi paga com um cavalo de cela arriado. A doação da terra ao patrimônio foi lavrada em cartório no dia 3 de maio de 1884, dia que é considerado a data de fundação da cidade.

O povoado, pertencente inicialmente a Jaboticabal, cresceu e em 27 de agosto 1886 cria-se o primeiro distrito policial da vila, que passa a ser chamada de "Vila de São João Batista de Bebedouro", a partir de um ato do governador provincial na época, o Barão de Parnaíba. Em 6 de setembro de 1892, foi elevada a distrito de paz, pela lei Estadual número 87, passando a então se chamar Bebedouro. A partir de 6 de maio de 1893, passou a pertencer oficialmente ao município de Pitangueiras. Emancipou-se em 19 de julho de 1894, pela lei número 298, e através da lei número 487, datada 29 de dezembro de 1896, foi elevada à comarca, a qual foi instalada em 11 de março de 1896. Em 11 de março de 1889 foi elevada à município.

Em 30 de novembro de 1903, Bebedouro incorporou o distrito de Monte Azul Paulista, em 31 de agosto de 1922 os distritos de Botafogo, e Turvínia (ou Turvínea). Em 22 de dezembro de 1914, Monte Azul se desmembrou de Bebedouro, e em 30 de novembro de 1938 o distrito de Turvínea foi extinto e recriado novamente em 30 de novembro de 1944.

Um fator que alavancou o crescimento de Bebedouro foi a inauguração da estação ferroviária da Paulista em 1902 como ponto final da linha tronco rioclarense, juntamente com a estação Andes (hoje um povoado urbanizado do município) e Mandembo. Em 1909 a linha foi estendida até Barretos. Em 1916, inaugura-se a estação Areias ou Areia (também conhecida como Santa Irente), hoje demolida.

No ano de 1912, a Companhia São Paulo-Goiás (São Paulo-Goiaz, na época) criou a linha Bebedouro-Olímpia, passando por Botafogo, Miragem de São Paulo, Atalia, Rosário e Dona Luiza. Tal linha foi estendida em 1916 até Viradouro, tornando Bebedouro um entroncamento ferroviário. O trecho entre Passagem e Bebedouro foi comprado pela Companhia Paulista em 1927, que alargou a bitola e criou duas linhas entre Rincão e Barretos: a primeira passando por Jaboticabal (extinta em 1966), e a segunda passando por Guatapará (que funciona até hoje, mas como linha cargueira). O ramal até Nova Granada (passando por Olímpia) foi extinta em 1969.

Hoje, a antiga estação da FEPASA é um museu: Museu dos Ferroviários, inaugurado em 2004, funcionando como um memorial.

Durante as primeiras décadas do município de Bebedouro, um engenheiro da Companhia Ferroviária São Paulo-Goiaz, Oscar Werneck, constrói o coreto da Praça Barão do Rio Branco assim como as torres de iluminação do estádio da Associação Atlética Internacional, o primeiro estádio que recebeu iluminação no interior paulista. No ano de 1912, é construído o prédio da prefeitura municipal em frente à praça Valêncio de Barros, também conhecida até hoje como Jardim Misterioso, por ter abrigado no passado um cemitério. Logo, construiu-se também o prédio da Cadeia, na esquina das ruas Campos Salles e São João.

Economicamente, o município vive no início do século XX da lavoura do café. Após a crise de 1929, a laranja substitui o café. O município chegou a ser o maior produtor mundial de laranja. Hoje, produz também cana-de-açúcar em grande escala.

Na década de 1970, com o apogeu do ciclo da laranja, e com a instalação de indústrias de suco, o município experimentou um rápido crescimento populacional, passando de 30 mil habitantes a 70 mil habitantes em cerca de 20 anos.[carece de fontes?]

Com o fim do ciclo da laranja, em meados da década de 1990, o município passa por um crescimento mais lento, atribuído, sobretudo, à melhora do setor de comércio e serviços. Hoje, a população do município é entre 75 - 80 mil habitantes.[carece de fontes?]

O município ostenta o título de "Cidade Coração", recebido de Jaboticabal em homenagem ao antigo distrito (devido à restituição de um busto de bronze do jornalista jaboticabalense Jocelym de Godoy, que, retirado da Praça Nove de Julho - na época praça Conrado Caldeira - foi enviado a Jaboticabal), e "Capital da Laranja", devido o fato do cultivo dessa fruta ter alavancado o desenvolvimento do município no passado.

Hoje (2008), o município está num entroncamento rodoviário, onde três importantes rodovias passam pelo município. Uma delas, faz parte da ligação São Paulo - Goiânia.

Economia[editar | editar código-fonte]

Bebedouro possui atualmente um índice de desenvolvimento humano (IDH) alto, * apresentando também uma alta renda per capita de R$ 39.112 em 2007 segundo o IBGE, devido principalmente ao seu parque industrial, no qual se destacam indústrias de suco de laranja, de óleos vegetais, de fertilizantes, carrocerias e confecções. Bebedouro possui 1.596 Empresas, 126 Indústrias, 1.144 no comércio, 16 Agências Bancarias e 10 Empresas de Hospedagem. Bebedouro é privilegiado pela sua localização estratégica e com uma estrutura desenvolvida.

Como atuação destacada para a citricultura, sobretudo nas décadas de 1970 e 1980, Bebedouro tornou-se conhecida internacionalmente como a "Califórnia Brasileira". Atualmente (2012), Bebedouro apresenta uma economia focada em serviços e comércio.

Lazer[editar | editar código-fonte]

Bebedouro vista do Museu Eduardo André Matarazzo.

Na área de lazer, destacam-se a Estação Ecológica Jorge Caram Sabbag, o Parque Sinésio Junqueira Franco, o Horto Municipal, 47 praças, cinco centros sociais urbanos e o Parque Centenário. Esse último conhecido também como "Região do Lago", com sambódromo, quadras poliesportivas, campos de futebol, kartódromo, pista de "skate", calçadão para caminhada e "cooper", além de diversos bares ao longo do parque. A cidade possui também diversas pizzarias, restaurantes, choperias, quatro hipermercados, duas discotecas, e um centro comercial de médio porte, o Bebedouro Shopping Center.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Antiga Estação Ferroviária, atual Estação Cultura.

Em termos de opção cultural, há um teatro municipal, uma sala de cinema fixa e um cinema itinerante (Cine Tupy), uma estação cultural, e três museus: o histórico, o dos ferroviários, e o do automóvel. Esse último, conhecido também como "Museu Matarazzo" (oficialmente: Museu de Armas, Veículos e Máquinas Eduardo André Matarazzo), possui um grande acervo de automóveis, aviões, locomotivas, tanques de guerra e armas antigas. Uma importante peça do museu é o avião que trouxe a Seleção Brasileira, bicampeã na Copa do Mundo de 1958, de volta da Suécia.

Saúde[editar | editar código-fonte]

Possui três hospitais (Santa Casa - Unimed II; Samaritano - Unimed I; e Hospital Municipal Júlia Pinto Caldeira), treze postos de saúde (2 unidades básicas de saúde, 4 conglomerados que incluem unidade básica de saúde e programa saúde da família, e 7 programas de saúde da família), um laboratório municipal de saúde pública, um ambulatório de especialidades, um ambulatório de saúde mental, um hemocentro, um pronto socorro (anexo ao Hospital Júlia Pinto Caldeira), um pronto socorro infantil (Pronto Socorro Dr. Pedro Paschoal), e uma centro de combate ao câncer (Fundação Abílio Alves Marques).

Educação[editar | editar código-fonte]

Possui 8 escolas municipais de ensino fundamental, 7 escolas estaduais de ensino fundamental, 4 escolas estaduais de ensino fundamental e médio, 16 escolas particulares de ensino fundamental e médio (inclui Colégio IA Objetivo, Colégio Anjo da Guarda, Espaço Livre, Convívio, , Paideia, Delta Colégio e Curso, IBEC, Escola Nova Geração, dentre outras), 4 escolas municipais de ensino infantil (excluindo aquelas anexas a escolas de ensino fundamental), 4 escolas particulares de educação infantil, 6 centros de ensino supletivo, 13 creches municipais, um Centro Universitário - UNIFAFIBE e uma Faculdade - IMESB - Instituto Municipal de Ensino Superior de Bebedouro, 1 escola técnica a ETEC Idio Zucchi, no ano de 2013 foi aprovado pelo governador do estado uma unidade da FATEC.

Religião[editar | editar código-fonte]

Possui diversos centros religiosos, incluindo católicos, evangélicos e espíritas. A Igreja Católica divide o município em 8 paróquias (São João Batista, Nossa Senhora Aparecida, Sagrado Coração de Jesus, Santo Antônio de Sant'ana Galvão, Santo Inácio de Loyola, São Judas Tadeu, São Pedro Claver e Nossa Senhora Aparecida de Botafogo). Também sedia uma sede do ATEA(Associação dos ateus e agnósticos)e NASP (Núcleo Ateu e Agnóstico de São Paulo).

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 682,511 km².

Bebedouro limita-se ao norte com Colina; ao leste com Terra Roxa, Viradouro e Pitangueiras, ao sul com Taquaral, Taiúva, Taiaçu, Pirangi e Paraíso, e ao oeste com Monte Azul Paulista.

O município possui, além do distrito sede, dois distritos: Botafogo (2500 habitantes) e Turvínia* (mil habitantes), além de dois pequenos povoados: um de natureza urbana, Povoado de Andes** (cerca de 500 habitantes), e outro de natureza rural, Povoado de Areias (menos de 100 habitantes).

O município está entre duas sub-bacias hidrográficas: a do rio Turvo e a do Pardo/Moji-Guaçu. A sede do município (cidade) é cortada por pequenos córregos: Bebedouro, Consulta e Parati. O Consulta ao passar pelo centro da cidade, transforma-se num grande lago artificial, com dois quilômetros de comprimento e largura que varia entre 50 (funil da Ponte da avenida Donina Valadão Furquim) e 300 metros.

O Bebedouro nasce próximo ao Horto Municipal, corta-o, passa pelo Parque Sinésio Junqueira Franco, onde se encontra com o Consulta e passa a dividir a região central da Zona Leste da cidade. O Parati corta parte da Zona Norte da cidade e vem apresentando problemas de assoreamento.

O município tem altura entre 550-600m, localizado no Vale do Rio Grande, na região do Planalto Paulista. Desde 2005, o Povoado de Andes, na zona rural de Bebedouro, vem sofrendo sismos de 2-3 graus de magnitude, o que tem origem em fraturas do basalto da Serra Geral, o que se agrava com a extração de água de poços de água subterrânea.

Transporte[editar | editar código-fonte]

O sistema viário Bebedouro consta com avenidas radiais conectadas por um sub-sistema com avenidas em anel (anel viário).

O transporte urbano de Bebedouro é constituído por 8 linhas diametrais por ônibus, ligando a cidade ou norte-sul, nas linhas 1A, 1B, (Cláudia/Paulista - via Coopercitrus), 2A, 2B (Cláudia/Paulista - via Shopping); ou leste-oeste, nas linhas 3A (Alvorada/Residencial); 3B (Alvorada/Centenário), 3C (Elizabeth/Centenário), e 4A (Elizabeth/Residencial via Boa Vista). Não há integração tarifária, nem terminais urbanos. A empresa Rápido do Oeste ganhou a licitação para trabalhar com o transporte urbano, no qual antes era feito pela empresa EBTU.

Possui um terminal rodoviário, onde se operam linhas rodoviárias e suburbanas (a municípios próximos).

O Aeroporto de Bebedouro (asfaltado) não possui linhas de voos comerciais.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Há três principais rodovias. A Rodovia Brigadeiro Faria Lima, é o princial acesso para a capital paulista. A Rodovia Comendador Pedro Monteleone dá acesso ao município de Catanduva e à Rodovia Washington Luiz, para a chegada até São José do Rio Preto.Já a Rodovia Armando de Salles Oliveira, interliga Bebedouro a Sertãozinho.

Bairros e zoneamento[editar | editar código-fonte]

Movimentação no centro de Bebedouro em um dia útil

A área urbana de Bebedouro se divide em cinco áreas a saber:

  • Zona Central (dentro do anel viário)

Centro, Jardim São Sebastião, Novo Lar, Vila Paula, Monte Castelo, Vila Comerciária, São Conrado, Jardim Aparecida, Jardim Paraíso, Jardim Ciranda, Vila Maria, Jardim Luciana, Jardim Primavera, Jardim do Sonho, Jardim Olga, Vila Morumbi, Vila Julieta, Jardim São João, São Benedito (parte do Centro), Região do Lago (parte do Centro), Vila Industrial, Jardim Piratininga, Ipiranga.

  • Zona Norte, popularmente conhecida como "Extremo Norte" (após a rodovia Armando de Salles Oliveira)

Jardim Cláudia I, Jardim Cláudia II, Jardim Menino Deus I, Jardim Menino Deus II, Jardim Aeroporto, Vila Santa Terezinha, Jardim do Bosque, Parati I, Parati II, Parati III, Chácaras Parati, Expansão Industrial, Rassim Dib, Jardim São Fernando, Jardim Vale do Sol, Pedro Paschoal

  • Zona Oeste (após a Av. Pedro Paschoal e antes da Rodovia Armando de Salles Oliveira)

Jardim Alvorada, Jardim São Lourenço, Jardim Califórnia, Parque Eldorado, Jardim Canadá, Jardim Júlia, Jardim Marajá, Vila Elizabeth, Jardim Progresso, Vila Lourdes, Jardim Sânderson, Jardim Casagrande, Vila Cruzeiro, Jardim Talarico, Jardim Esplanada, Jardim Lima, Distrito Industrial III

  • Zona Sul (após o Lago, córrego da Consulta e Córrego do Banco)

Vila Major Cícero de Carvalho (Vila São José), Jardim Recanto, Jardim Três Marias, Jardim Estoril, Vila Paulista, Residencial Furquim, Residencial Franciscano, Jardim São Francisco, Jardim São Carlos, Residencial Santo Antônio, Bom Retiro, Jardim Tropical I, Jardim Tropical II, União I (Multirão), União II (Multirão).

  • Zona Leste (após os trilhos da antiga FEPASA)

Hércules Hortal, Residencial Candinho (Jardim São Paulo), Centenário, Pedro Maia, Santaella, Alto do Sumaré, Vila Califórnia, Vila Irmã Antonieta Farani (Alto da Boa Vista), Distrito Industrial I, Distrito Industrial II, Jardim Laranjeiras, Jardim De Lúcia, Souza Lima, Residencial Bebedouro, Jardim das Acácia, Jardim Itália.

  • A grafia oficial do município traz o nome como "Turvínea"
    • Povoado de Andes é às vezes referido como "Distrito de Andes", embora não seja oficialmente um distrito, por não possuir cartório. É portanto, um núcleo urbano pertencente ao Distrito sede de Bebedouro.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Censo de 2000

(Fonte: IPEADATA)

Etnias[editar | editar código-fonte]

Cor/Raça Percentagem
Branca 70,6%
Preta 5,1%
Parda 23,9%
Amarela 0,4%
Indigena menos que 0,1%

Fonte: Censo 2010

Frota[editar | editar código-fonte]

A taxa de motorização de Bebedouro é de aproximadamente 1 veículo para cada 2 habitantes.

Automóvel (passeio): 20.229
Caminhão: 1.439
Motocicleta: 13.353
Ônibus: 317
Caminhonete: 2.386
Trator (rural): 397

Total = 45;000

Esporte[editar | editar código-fonte]

A cidade se destaque no futsal feminino e já alguns anos teve conquistas no futsal masculino. A cidade possui o primeiro estádio do interior do Brasil com iluminação artificial. Além disso a cidade está crescendo no cenário estadual com o Rugby, sendo trabalhado em escolas, com o Torneio Bebedouro Rugby Seven's e a equipe local o Laranja Mecânica Rugby.

Futebol[editar | editar código-fonte]

Bebedouro conta no futebol com a Associação Atlética Internacional atualmente na 2ª divisão do Futebol Paulista.

Futsal[editar | editar código-fonte]

A cidade tem tradição também no futsal: em 1993 o Bebedouro Clube foi campeão paulista da série ouro e também foi campeão da taça EPTV daquele ano, contra a Associação, outra equipe da cidade que disputou o torneio por Igarapava. Outras equipes de futsal da cidade foram a Inter Futsal, campeã da taça EPTV em 1997; Agremiação Bebedourense de Futsal, campeã da taça EPTV em 2003 e vice-campeã da taça EPTV em 2004.

O município também tem os títulos da taça EPTV de 1988, 1992, 1993,1997 e 2004. 3

Rugby[editar | editar código-fonte]

A cidade também possui uma equipe de rugby o Laranja Mecânica Rugby fundado em 2007. Pelo treinador e jogador do Mackenze - SP Diego, pelo estudante de direito Rodrigo Massa (O qual tomou conta da equipe e investiu até o ano de 2011), entre outros.

Tendo seu primeiro jogo contra a equipe Mastodontes Catanduva Rugby no estádio Sócrates Stamato, no qual a equipe catanduvense acabou se sagrando vencedora da partida. A equipe equipe disputa modalidade XV e 7'side. Além disso a equipe já disputou o Campeonato Paulista do Interior até os anos de 2009, após isso o rugby bebedourense enfrentou uma fase difícil com poucos atletas e jogos. No ano de 2011, com a vinda de novos atletas para a equipe o que possibilitou a organização do primeiro e segundo Torneio Bebedouro Rugby Seven's. De inicio foi cogitado entrar em campeonatos e disputar jogos, no final do ano a equipe que sofrera um desvinculo de atletas veteranos aceitou marcar um amistoso contra a equipe Gárgulas Rugby Union tendo dois jogos na modalidade 7'side e um 10'side (10 contra 10) ficando uma vitória para a equipe bebedourense e duas para a equipe sertanezina. Após isso a equipe conseguiu recuperar velhos jogadores, e realizar o 1º Torneio Bebedouro Rugby Seven's, a equipe acabou vencendo apenas uma partida na fase classificatória superando o Mastodontes Catanduva Rugby juvenil 19 x 24 Laranja Mecânica Rugby. E conquistando o 5º lugar ao vencer a equipe Gargulas Rugby Union 12 X 22 Laranja Mecânica Rugby. Já na segunda edição do Torneio Bebedouro Rugby Seven's a equipe que voltou a treinar a um mês antes do torneio não conquistou nenhuma vitória ficando em último lugar. A equipe atualmente treina no campo da UNIFAFIBE, os treinos acontecem de terça e quinta às 21 horas e sábados às 16h.

[6] [7] [8] [9] [10]

Administração[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2013). Página visitada em 13 de setembro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  6. http://www.catanduvananet.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2022:mastodontes-e-campeao-do-bebedouro-sevens-2012&catid=7:mastodontes-catanduva-rugby-&Itemid=9
  7. http://www.portaldorugby.com.br/noticia/27-fora-de-campo/5134-giro-pelo-brasil-130712
  8. http://www.portaldorugby.com.br/equipes/nacionais/4754-laranja-mecanica-rugby
  9. https://www.facebook.com/pages/Laranja-Mec%C3%A2nica-Rugby-Bebedouro-SP/137741279631131?fref=ts
  10. http://www.unifafibe.com.br/noticias/?noticia=3809

Ligações externas[editar | editar código-fonte]