Primadonna (canção russa)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rússia "Primadonna"
Festival Eurovisão da Canção 1997
Artista(s) Alla Pugacheva
Compositor(s) Alla Pugacheva
Letrista(s) Alla Pugacheva
Resultado da Semifinal ------
Pontos da Semifinal ------
Resultado da Final 15.º
Pontos da Final 33
Actuações Cronológicas
◄ Kolibelnaya dlya vulkana (1995)   
Solo (2000) ►

"Primadonna" (em russo: Примадонна) foi a canção russa no Festival Eurovisão da Canção 1997 que teve lugar em Dublin, na Irlanda a 3 de Maio desse ano.

A referida canção foi interpretada em russo pela cantora Alla Pugacheva, na fase final de seu auge como cantora. Foi a vigésima canção a ser interpretada na noite do festival, seguida da húngara "Miért kell, hogy elmenj?", interpretada pela banda V.I.P., e antes da canção dinamarquesa "Stemmen i mit liv", cantada por Kølig Kaj.
A canção russa terminou no 15º lugar entre 25 participantes, tendo recebido um total de 33 pontos. A Rússia só voltaria à Eurovisão em 2000, representada por Alsou que interpretou o tema "Solo".

Autores[editar | editar código-fonte]

AUTORES
Letrista: Alla Pugacheva
Compositor: Alla Pugacheva
Orquestrador: Rutger Gunnarsson

Letra[editar | editar código-fonte]

A canção é uma balada dramática em forma de metáfora. Pugacheva canta para uma Primadonna, a principal soprano de uma ópera, que se sente desiludida e em declínio, incentivando-lhe a superar as lutas e o destino de angústias. O desenlace da música se dá quando a soprano então perde as esperanças em uma de suas apresentações, e expira, quando finalmente encontra o seu lugar, o céu, seu próprio paraíso. A similaridade fonética entre as palavras "пой" (poi, cantar) e "бой" (boi, lutar) também é evidente e usada como um jogo de palavras.
Ironicamente, esta foi a última canção bem-sucedida de Pugacheva, mais tarde ela entraria em um período de depressão e decadência na carreira.

Alla Pugacheva, autora da música e letra da canção.

Словно раненая птица
С оперением золотым,
На помост выйдешь ты,
И вижу, вижу я тебя счастливой.

Пой, для меня лишь пой, Примадонна.
Пой раненой душой, Примадонна.
Умирая каждый раз.

Смейся в лицо судьбе, Примадонна.
Не привыкать тебе, Примадонна,
К роли страшной и простой -
Быть звездой.

И своим усталым взором,
Коронованным слезой,
Глядишь ты в этот зал
И словно видишь сон, но сон растаял.

Вот он, последний бой, Примадонна.
Пой со своей судьбой, Примадонна.

Смейся в лицо судьбе, Примадонна.
Не привыкать тебе, Примадонна,
К роли страшной и смешной
Быть всегда одной.

Дай же силы, о, небо,
Осушить эту чашу до дна.
Там, где ты еще не был,
Ей уже наливали вина.
Ей кричали: "Браво!" -
За причудливый фарс,
Поднимая бокал
За счастливый финал!
Браво, примадонна!

Slovna rannenaya ptitsa,
S aperenyem zalatym,
Na pamost vyidyesh ty,
I vizhu, vizhu ya, tyebya schastlivai.

Poi, dlya myenya lish poi, Primadonna
Poi, rannenay dushoi, Primadonna.
Umiraya kazhdiy raz.

Smeisya v litso sudbye, Primadonna.
Nye privykat tyebye, Primadonna,
K roli strashnai, i prastoi -
Byt zvezdoi.

I svaim ustalym vzoram,
Karanovannym slezoi,
Glyadish ty v etat zal,
I slovna vidyesh son, no son rasstayal.

Vot on, pasledniy boi, Primadonna.
Poi sa svayey sudboi.

Smeisya v litso sudbye, Primadonna.
Nye privykat tyebye, Primadonna,
K roli strashnai, i prastoi -
Byt vsyegda adnoi.

Dai zhe sily, oh, neba,
Asushit etu tchashu da dna.
Tam, gde ty ischyo nye byl,
Yei uzhe nalivali vina.
Yei kritchali "Bravo!" -
Za pritchudliviy fars,
Padnimaya bakal,
Za schastlivy final!
Bravo, Primadonna!

Como um pássaro ferido,
Com suas asas douradas,
Você entra em destaque,
E eu a vejo tão feliz.

Cante somente para mim esta noite, Primadonna.
Cante com sua alma ferida, Primadonna.
Mesmo que esteja sofrendo.

Ria na cara do destino, Primadonna,
Não é novidade para você, Primadonna.
Parece assustador, mas é tão simples:
Ser uma estrela.

E com o seu olhar cansado,
Refletido pelas lágrimas,
Você olha para esta sala,
E consegue enxergar o sonho, que desaparece.

Esta é a última batalha, Primadonna.
A batalha (Cante)* com o destino, Primadonna.

Ria na cara do destino, Primadonna,
Não é novidade para você, Primadonna.
Parece assustador, mas é tão simples:
Ser sempre única.

Dê-lhe forças, oh, céus,
Para chegar até o fim,
Lá onde ela jamais esteve,
Já lhe prepararam o vinho,
Já lhe gritam "Вravo!",
Por uma atuação tão extravagante,
Levantando as taças,
Por um final feliz,
Bravo, Primadonna!

  • A sonoridade da palavra пой pode significar tanto "batalha" quanto "cante".

Outras versões[editar | editar código-fonte]

Pugacheva gravou também esta canção em inglês e em francês, maneira de conquistar a audiência na Europa.

Outras versões
* Primadonna (inglês)
* Diva Primadonna (francês)

Fontes e ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Portal A Wikipédia possui o
Portal da Música
Ícone de esboço Este artigo sobre Eurovisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.