Richard Huelsenbeck

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Richard Huelsenbeck (Frankenau, Alemanha, 23 de abril de 1892 - Minusio, Suiça, 20 de abril de 1974) foi um poeta, escritor de relatos de viagens, baterista, médico e psicanalista alemão, participante do grupo fundador do Dadaísmo que atuou no Cabaret Voltaire de Zurique[1] , onde praticou a poesia simultaneísta.

Quando, a partir de 1917 o grupo dadaísta da Suíça começa a se dispersar, Huelsenbeck estabelece o Movimiento Dadaísta com George Grosz e Raoul Hausmann em Berlim, onde fundará o "Clube Dada", trazendo à Alemania uma forma de Dadaísmo que adquire um caráter mais marcadamente político, aproximado do radicalismo espartaquista[2] . Em 1918 Huelsenbeck faz o primeiro discurso Dadá na Alemanha e, pouco depois, elaborando o primeiro manifesto dadaísta daquele país, passa a promover com o poeta Raoul Hausmann declarações contundentes e novos manifestos, bem como conferências itinerantes pela Alemanha. O radicalismo do Dadaísmo alemão de Huelsenbeck se volta contra a República de Weimar [3] e também, contra os movimentos de vanguarda que o precederam (Cubismo, Expresionismo e Futurismo).

Como outros dadaístas, sua arte foi declarada bolchevista e o poeta teve que exilar-se da Alemanha, posteriormente, quando o Nazismo ascendeu ao poder.


Referências