Rio Sir Dária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sir Dária
Mapa da Ásia Central com o Mar de Aral e os rios Amu Dária e Sir Dária. O mapa registra as margens do Mar de Aral como eram na década de 1960
Comprimento 2212 km
Posição: 23
Nascente rios Naryn e Kara Darya
Caudal médio 703 m³/s
Foz Mar de Aral
Área da bacia 219.000 km²
País(es) Cazaquistão
 Uzbequistão
Tajiquistão

O rio Sir Dária[1] ou Sir Darya (uzbeque: Sirdaryo; cazaque: Сырдарья; tadjique: Сирдарё; persa: سيردريا‎) é um rio da Ásia Central, por vezes conhecido como Jaxartes[2] a partir de seu nome grego ὁ Ιαξάρτης. A denominação grega é derivada do persa antigo Yakhsha Arta ("Grande Perlado"), uma referência ao aspeto da água do rio. Em escritos medievais islâmicos, o rio é sempre chamado de Sayhoun (سيحون), que é o nome de um dos quatro rios do Paraíso (da mesma maneira, o Amu Dária era chamado de Jayhoun, outro daqueles quatro rios).

Ponte sobre o rio Sir Dária no Uzbequistão.

O nome "Sir Dária", que vem do persa e é usado há muito tempo no Oriente, é relativamente recente nos registros do Ocidente. Anteriormente ao século XX, o rio era conhecido por uma das diversas versões do nome grego. Demarcava o limite setentrional das conquistas de Alexandre, o Grande. Historiadores gregos alegavam que ali, em 329 a.C., o rei macedônio teria fundado a cidade de Alexandria Eschate (literalmente, "Alexandria, a mais longínqua", a atual Khujand) com uma guarnição permanente. Na verdade, a cidade havia sido fundada por Ciro, o Grande.

O rio surge de duas fontes nas montanhas de Tian Shan, no Quirguistão e no leste do Uzbequistão, e corre por cerca de 2212 km na direção oeste e noroeste pelo território uzbeque e no sul do Cazaquistão até desaguar no que resta do Mar de Aral.

A região por onde corre o rio possui um amplo sistema de canais, muitos construídos no século XVIII. A expansão maciça dos canais de irrigação durante o período soviético, para irrigar campos de algodão, provocou um desastre ecológico na área que levou a uma diminuição na vazão do rio. Atualmente, o Sir Dária seca bem antes de atingir o Mar de Aral que, em consequência, encolheu drasticamente. Com milhões de pessoas assentadas nas áreas de cultivo do algodão, não está claro como esta situação poderia ser corrigida.

Referências

  1. O DOELP de J.P. Machado registra a palavra com traço de união (Sir-Dária), no verbete "Iaxartes".
  2. O DOELP também registra a variante Iaxartes.