Rival Schools: United By Fate

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rival Schools: United By Fate
Capa da versão norte-americana do jogo.
Produtora Capcom
Editora(s) Capcom
Designer Hideaki Itsuno
Makoto Otsuki
Tatsuya Nakae
Compositor(es) Setsuo Yamamoto
Plataforma(s) Arcade, PlayStation
Série Rival Schools
Data(s) de lançamento Arcade:

Playstation:
Gênero(s) Luta
Modos de jogo Single Player, Multiplayer
Número de jogadores 1 a 2 jogadores
Classificação Permitido para todas as idades i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Média CD-Rom
Controles Gamepad
Último
Último
Project Justice
Próximo
Próximo

Rival Schools: United By Fate, lançado no Japão como (私立ジャスティス学園 LEGION OF HEROES, Shiritsu Justice Gakuen: Legion of Heroes), e abreviado para Rival Schools para a versão do PlayStation, é um jogo de luta produzido pela Capcom. Lançado em Arcades e mais tarde levado para o PlayStation, é o primeiro jogo da série Rival Schools.[1]

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O modo principal de luta é melhor descrito como um Marvel vs. Capcom 3D, com algumas diferenças notáveis. Controle preciso, o jogo varia de outros jogos de luta por usar somente quatro botões (dois socos e dois chutes) ao invés do tradicional seis botões. O jogador escolhe a dupla que quer jogar, e luta contra outra dupla. Apesar disso as lutas são um contra um, com o parceiro somente participando sendo chamado se o jogador tiver barra de "Vigor" suficiente para um Team Up attack feito com o pressionamento dos botão de soco e chute do mesmo nível. Os Team Up attacks seriam uma espécie de ataques duplos executados pelo personagem e parceiro, ou ( para muitos personagens femininos Team Up) curará ou dará mais Vigor para o personagem controlado. Depois do término de um round, o jogador pode trocar de personagem para o próximo round não importando se venceu ou perdeu, ou continuar com o mesmo personagem. A barra de "Vigor" (essencialmente uma barra de ataque especial) pode aumentar para 9 níveis, com os Team Ups custando dois níveis e os Super Moves (Ataques Especiais) custando um nível da barra. Assim como a série Marvel vs. Capcom, lançamentos podem ser feitos permitindo os combos aéreos, com todos os personagens possuindo lançamentos baixos e altos.[2]

O jogo também tem poucas técnicas defensivas.

  • Tardy Counters atuam mais como Alpha Counters da série Street Fighter Alpha, permitindo o jogador contra atacar de uma posição de defesa. Entretanto as restrições nos Tardy Counters são muito lassas; qualquer ataque forte, normal, especial ou super ataque pode ser usado como Tardy Counter (Alpha counters são apenas limitados para certos ataques especiais para cada personagem) e Tardy Counters não custa nenhuma barra extra de "Vigor" para serem executados (Alpha counters requerem pelo menos um nível da uma barra de especial para serem feitos).
  • Attack Cancels permite que o jogador cancele um hit que está por vir com um hit ataque que cancelará ambos (embora ele não cancele ataques multi hits).

Ports[editar | editar código-fonte]

Depois de seu lançamento inicial no arcade, o jogo foi levado para o PlayStation. A versão do jogo do PlayStation veio em dois CDs. O primeiro disco inclui o jogo original do arcade e os modos principais inclusos em muitas versões caseiras de jogos de luta. A Capcom melhorou o jogo original com animações introdutórias e seqüências finais, assim como a adição de voz sobre o modo Story no single player. A conversão também, adicionou dois novos personagens, Hayato Nekketsu e Daigo Kazama.

O segundo disco, chamado Evolution Disc, apresenta diversos jogos novos para complementar o original do arcade. Este disco inclui diversos minigames baseados em algumas atividades dos estudantes e o Nekketsu Seisyun Nikki mode, um modo de criação de personagens na forma de simulação diária. Neste modo, o jogador é capaz de criar um estudante e passar por um ano típico estudantil. Neste período, o personagem criado pode desenvolver amizades com qualquer personagem de várias escolas, o que permite dar ao personagem criados e revelar um pouco da existências dos personagens e suas histórias. Uma vez que o ano escolar do terminado personagem acabou, ele pode ser usado em modo de luta normal, com exceção do original modo Arcade.

A Capcom traduziu a maioria dos jogos do Evolution Disc para o mercado não japonês, e planejou incluir o modo de criação de personagem (renomeado como "School Life"), mas, mais tarde abandonou o modo de criação de personagem, dizendo que ia levar muito tempo para traduzí-lo. O resto dos modos extras no Evolution Disc foram ainda inclusos na versão ocidental.[3]

Nekketsu Seisyun Nikki 2[editar | editar código-fonte]

No Japão, a Capcom lançou uma atualização do jogo, Shiritsu Justice Gakuen: Nekketsu Seisyun Nikki 2 (Japonês: 私立ジャスティス学園 熱血青春日記2, Shiritsu Justice Gakuen: Nekketsu Seisyun Nikki 2), exclusivamente para o PlayStation. As mudanças mais notáveis incluindo a adição de dois personagens novos ao jogo, Ran Hibiki da Taiyo High School e Nagare Namikawa da Gorin High School, assim como uma versão completamente nova e melhorada do modo de simulação de personagem Nekketsu Seisyun Nikki, no qual permitiu à Capcom adicionar mais atividades e detalhes da trama do jogo. O "2" no título causou que alguns fãs Estadunidenses e Mídia a se enganarem com o jogo como seqüência, um desentendimento no qual ainda existe entre alguns de fãs de hoje.[4]

Trama[editar | editar código-fonte]

A estrutura de jogo single player de Rival Schools varia de acordo como os personagens são escolhidos. Se dois personagens da mesma escola forem selecionados (com poucas exceções), o modo single player partirá em uma progressão de história com lutas prédeterminadas e cada luta precede e termina com cenas em 2D explicando a história. Se dois personagens de escolas diferentes forem escolhidos, o modo single player ocorrerá similarmente a outros jogos de luta, com a escolha do jogador a dupla lutará contra outras duplas aletóriamente antes de enfrentar o chefe. No arcade, a seleção de personagem foi inicialmente limitada para escolher dois personagens da mesma escola e a seleção livre de personagens era acessível ao decorrer do tempo; as versões do PlayStation, no qual incluíam todos os personagens em oposição, tinham nenhuma restrição.

A história apresenta o jogador a uma cidade japonesa, onde diversas escolas são vítimas de ataques desconhecidos e raptos de estudantes e equipes. Os vários personagens do jogo vão atrás de descobrir quem é o responsável pelos ataques nas escolas deles, com cut scenes e lutas que ilustram as interações deles com outras escolas e entre eles mesmos. Eventualmente, a história revela que uma escola de elite da cidade,a Justice High, é a responsável pelos ataques. A dupla do jogador eventualmente enfrenta Raizo Imawano, o diretor da escola, e o primeiro chefe do jogo. Se os certos requerimentos são atingidos durante a luta contra Raizo, a história continua e o jogador enfrenta Hyo Imawano,sobrinho de Raizo e o verdadeiro mandante por detrás dos eventos do jogo.[5]

Personagens[editar | editar código-fonte]

Há um total de seis escolas no jogo que contam com estudantes, diretos e professores entre os personagens.[6]

Taiyo High School[editar | editar código-fonte]

  • Batsu Ichimonji - O personagem principal do jogo. Um estudante que foi transferido recentemente para a Taiyo High, ele está procurando pela mãe dele que foi raptada.
  • Hinata Wakaba - Aluna do primeiro ano da Taiyo. Ela imediatamente se junta a Batsu na investigação do desaparecimento da mãe dele .
  • Kyosuke Kagami - Aluno do primeiro ano e membro do comitê de ética da escola. Ele também se une a Batsu em sua na investigação dele.
  • Hayato Nekketsu - Aparece primeiro na versão do PlayStation. Um professor de educação física da Taiyo, ele busca as pessoas responsáveis pelos ataques em ordem de ajudar seus estudantes.
  • Ran Hibiki - Aparece somente em Nekketsu Seisyun Nikki 2, ela é jornalista do jornal estudantil da Taiyo procurando por notícias nos raptos e ataques.

Gorin High School[editar | editar código-fonte]

  • Shoma Sawamura - Um jogador de baseball da Gorin. Ele procura pelas pessoas responsáveis por machucarem seu irmão mais velho, Shuichi.
  • Natsu Ayuhara - Uma jogadora de voleibol da Gorin. como Shoma, ela procura pelas pessoas responsáveis por machucarem seus pupilos juniores.
  • Roberto Miura - Um jogador de futebol da Gorin. Ele ajuda Shoma e Natsu na busca de ambos, assim como serve de mediador da discussão dos dois.
  • Nagare Namikawa - Aparece somente em Nekketsu Seisyun Nikki 2, ele é aluno do terceiro ano e nadador da Gorin. Ele investiga os incidentes por conta própria, enquanto fica de olho em Shoma.

Gedo High School[editar | editar código-fonte]

  • Akira Kazama - Aluna do primeiro ano, entra disfarçada na Gedo, fingindo ser irmão mais velho do líder da gangue da escola. Mais tarde Akira revela ser a irmã mais nova dele.
  • Eiji "Edge" Yamada - Um estudante metido a ninja da Gedo e membro da gangue da escola. Ele é um estudante que se une à Akira em busca do chefe da gangue.
  • Gan Isurugi - Um estudante pesado na Gedo, lutador de sumô e membro do gangue da escola. Como o Edge, ele ajuda Akira em busca do irmão mais velho dela.
  • Daigo Kazama - Aparece primeiro na versão do jogo para PlayStation. O líder dos estudantes da gangue da Gedo, ele se preocupa com sua cidade natal e busca as pessoas responsáveis pelo ataque querendo vingança delas.

Pacific High School[editar | editar código-fonte]

  • Roy Bromwell - Um aluno de intercâmbio dos Estados Unidos. Ele está investigando os ataques e raptos a pedido de seu pai que é político renomado de seu país.
  • Tiffany Lords - Outra estudante estrangeira de intercâmbio, e animadora de torcida. Ela acompanha Roy em sua investigação, não somente para ajudar a resolver o caso mas também para impressioná-lo.
  • Boman Delgado - Um estudante estrangeiro de intercâmbio e sacerdote em treino. Ele se junta a Roy e Tiffany para ajudar a resolver o caso, embora lutar seja contra seus princípios de moral.

Justice High School[editar | editar código-fonte]

  • Hideo Shimazu - Um professor de língua japonesa. Ele está recrutando novos alunos para a High a mandado do direto da mesma.
  • Kyoko Minazuki - enfermeira da escola. Ela foi mandada a se unir com Hideo para recrutar estudantes para a escola.
  • Raizo Imawano - O diretor da Justice High. Parece ser o mandante dos raptos e ataques nas outras escolas. Mais tarde ele é revelado ser o pai de Batsu e tio de Kyosuke e Hyo. Aparece como sub-chefe, e é selecionável nas versões do Playstation ou no arcade por liberação com o tempo ou recorde.
  • Hyo Imawano - Um estudante da Justice High. Ele é o verdadeiro mandante por trás dos eventos do jogo. Ele aparece como chefe final, e é selecionável nas versões do Playstation ou no arcade por liberação com o tempo ou código.

Tamagawa Minami High School[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]