SOS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

SOS é um o sinal usado em situações de emergência. Quando enviado em código Morse, consiste em três pontos (correspondente à letra S), três traços (correspondentes à letra O) e novamente três pontos (• • • – – – • • •) — oralmente diz-se "dit dit dit dah dah dah dit dit dit".

Origem[editar | editar código-fonte]

Manipulador Morse

Antes da Radiotelegrafia (TSF) já se usavam nas transmissões telegráficas por cabos regras e convenções muito precisas relativa ao material e sinais. A letra Q muito pouco empregue na escrita, fazia parte desses sinais e assim o conjunto CQ servia para chamar a atenção do operado do outro lado da linha que ia chegar uma mensagem importante.

Com o advento da TSF a Marconi continuou a utilizar as convenções existentes quando começou os seus serviços em 1902, mas com o desenvolvimento da TSF o CQ já não era adequado para a navegação e a Marconi redigiu uma nota em 7 de Janeiro de 1904 onde dizia que "o sinal a usar pelos navios pedindo assistência será CQD, o qual não deve ser emitido senão por ordem do comandante do navio em perigo, ou por outros navios ou postos retransmitindo o sinal desse navio." O texto original faz parte dos importantes arquivos da Marconi.

Em Julho de 1908 o sinal CQD foi substituído por SOS segundo decisão da Convenção Radiotelegráfica Internacional porque, de novo, empregava uma sequência pouco usada [1] .

Lenda[editar | editar código-fonte]

No uso popular, SOS foi associado a frases como "Save Our Seamen" ("Salve nossos marinheiros"), "Save Our Ship" ("Salve nosso Navio"), "Survivors On Shore" ("Sobreviventes na costa") ou "Save Our Souls" ("Salve nossas almas"). Essas frases, no entanto, surgiram depois, como forma de ajudar a lembrar as letras corretamente (um retro-acrônimo). Sendo um código, as letras de SOS não têm um significado por si mesmas.

O primeiro navio a enviar um SOS por rádio foi o Arapahoe, que se encontrava perdido ao norte do continente americano em 1909.[2]

O fim do sentido original do SOS deu-se em janeiro de 1999, quando foi oficialmente aposentado o serviço de telegrafia Morse nas comunicações marítimas. A Autoridade de Segurança Marítima da Austrália foi a última organização internacional a deixar de reconhecer oficialmente o sistema. A Rádio Melbourne realizou a transmissão final em código Morse em seu Serviço Móvel Marítimo às 23h59 UTC do dia 31 de Janeiro de 1999.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. AN Cruzeiros - Outubro 2011
  2. Titanic First Ship to use SOS. Snopes.com (2004). Página visitada em 5 de Outubro de 2008.


Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.