Scott Bigelow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Scott Bigelow
Nome(s)
no ringue
Bam Bam Bigelow[1]
Bruce Bigelow[2]
Crusher Yurkof
Altura 1,91 m[1]
Peso 167kg[1]
Nascimento 1 de Setembro de 1961[1]
Asbury Park, Nova Jérsei
Morte 19 de Janeiro de 2007 (45 anos)[1]
Hudson, Flórida
Treinado por Larry Sharpe
Estreia 23 de Agosto de 1985[1]
Aposentadoria 25 de Outubro de 2006[1]

Scott Charles Bigelow[3] (1 de Setembro de 1961 - 19 de Janeiro de 2007), foi um lutador profissional norte-americano, mais conhecido pelo seu ring name Bam Bam Bigelow. A sua característica mais reconhecida era uma tatuagem que lhe preenchia a maior parte da cabeça calva. O seu nome artístico derivava de "Bamm-Bamm Rubble", o desenho animando de carácter forte e super-humano, nos Flintstones.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Bigelow foi treinado como um pro-lutador na "Monster Factory" de Larry Sharpe em Gloucestor Township, Nova Jersey. Estreou-se em Memphis, Tennessee em 1985, dublado em Crusher Yurkov pelo promotor Fritz Von Erich, representando a personagem de um vilão russo. Mudando-se da promoção de Menphis, Bigelow adoptou vários nomes artísticos antes de se fixar em Bam Bam Bigelow.

No final de 1987 assinou com a World Wrestling Federation. Durante o seu início de carreira vários promotores pelos competiram pelos seus serviços. O escolhido acabou por ser Oliver Humperdink. O seu primeiro encontor na WWF foi com Nikolai Volkoff. Bigelow lutou como parte da equipa de Hulk Hogan na primeira Survivor Series em 1987; Lutou um ano na WWF antes de siri para ser submetido a uma cirurgia a um maltratado joelho.

Bigelow reemergiu rapidamente com Jim Crockett Promotions no final de 1988, e foi imediatamente escolhido para enfrentar Barry Windham no NWA United States Heavyweight Championship. Depois dessa breve estadia, foi para o Japão trabalhar para o lendário New Japan Pro Wrestling de Antonio Inoki.

No final de 1992 Bigelow voltou ao WWF. Em meados de 1994, da facção Million Dollar Corporation de Ted DiBiase.

Devido a rumores de bastidores com a Kliq, Bigelow deixou a WWF em 1995 e fez algumas aparições na original, versão independente de Extreme Championship Wrestling no início de 1996, hostilizando com Taz.

No dia 16 de Novembro de 1998 Bigelow estreou-se no World Championship Wrestling. Em Julho de 2000, Bigelow sofreu queimaduras de segundo grau em 40% do seu corpo, enquanto resgatava três crianças de uma casa em chamas próximo da sua residência. Depois do incidente, Bigelow passou dois meses a recuperar-se num hospital.

Bigelow voltou ao WCW até que a companhia foi comprada pela WWF em Março de 2001. Então, esperou até que o seu contrato com a Time Warner expirasse em Junho de 2002. Como o seu salário acima da média estava garantido, desde que ele não trabalhasse para outro promotor, Bigelow esteve essencialmente a ser pago para não actuar. Bigelow anunciou a sua saíde nesse Novembro, mas não o fez por muito tempo. Voltou ao ring, fazendo várias aparições para o USA Pro Wrestling, antes de se retirar uma vez mais no dia 19 de Novembro de 2004. Actuou pela última vez no dia 25 de Outubro de 2006 para a American Combat Wrestling, fazendo equipa com Ralph Mosca como "The Syndicate" contra Homeless Fred e Twiztid.

Durante a maior parte da sua carreira Bigelow foi adicto da droga OxyContin. Nos seus anos mais profícuos ganhou entre 750.000 1.200.000 dólares.

Final da vida[editar | editar código-fonte]

Em 2000, Bigelow e a sua esposa, Dana Fisher, com quem teve vários filhos, divorciaram-se. Em 2005, Fisher processou Bigelow pelo não pagamento do apoio aos filhos.

Depois da sua retirada, Bigelow mudou-se para uma comunidade privada de recriação chamada "The Hideout", em Lake Ariel, Pennsylvania. Também abriu o restaurante Bam Bam Bigelow Localizado nas imediações da cidade de Hamlin , Condado de Wayne, Pennsylvania, junto à estrada estadual 590, mas viria a fechá-lo mais tarde.

Em Maio de 2004, Bigelow foi acusado de pôr em risco o bem estar de uma criança devido a uma condução incauta. Ele atribuiu o incidente a uma convulsão que havia sofrido, e a multa acabou por cair dois meses depois. Em Agosto de 2004, foi condenado por posse de Cannabis[4] .

No dia 2 de Outubro de 2005, Bigelow foi hospitalizado com o nariz partido e várias lecerações depois de um acidente com a sua Harley-Davidson em Spring Hill, Flórida. A namorada que o acompanhava, Janis Remiesiewicz, sofreu vários ferimentos e foi declarada em "condições críticas". Larry Coggins, o porta-vos da Patrulha, stated deveria ser alvo de uma investigação criminal se Remiesiewicz morresse. Remiesiewicz acabou por recuperar-se completamente, e ficou com Bigelow até à sua morte.

Morte[editar | editar código-fonte]

Na época da sua morte, Bigelow sofria de infecções persistentes e diabetes. Na manhã de 19 de Janeiro de 2007, Bigelow foi encontrado morto, aos 45 anos[5] [6] , em sua casa, por Remiesiewicz[7] , aproximadamente às 10 horas, em Hudson, Florida. O seu funeral em Nova Jersey foi pago por Vince McMahon, enquanto um segundo funeral na Flórida foi financiado per vários wrestlers locais.

Campeonatos e prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Mid-Southern Wrestling
  • NWA Northeast Championship (1 vez)
  • Universal Superstars of America
  • USA Championship (1 vez)
  • USA Xtreme Wrestling / USA Pro Wrestling
  • UXW/USA Pro Heavyweight Championship (2 vezes)
  • Ranked #68 dos 500 melhores lutadores singles do PWI Years em 2003
  • Ranked #36 das 100 melhores equipas do PWI Years em 2003 - com Big Van Vader
  • Rookie of the Year (1986)

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas OWOW
  2. Ring names/nicknames Bam Bam Bigalow Profile (em russian) Wrestlingzone.ru. Página visitada em 2007-07-15.
  3. Ring names/nicknames Bam Bam Bigalow Profile (em russian) Wrestlingzone.ru. Página visitada em 2007-07-15.
  4. Kruse, Michael (November 17 2005). Wrestling with Bam Bam Bigalow St. Petersburg Times Floridian Online. Página visitada em 2007-07-15.
  5. Ex-pro wrestler 'Bam Bam' Bigelow dies yahoo.com.
  6. O’Neil, Gary (January 19, 2007). Scott "Bam Bam" Bigelow passes away kocosports.com. Página visitada em 2007-07-15.
  7. Kruse, Michael (October 4 2005). Wrestler 'Bam Bam Bigelow' crashes bike on SR 50 St. Petersburg Times Floridian Online. Página visitada em 2007-07-15.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]