Segunda Guerra Mitridática

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Segunda Guerra Mitridática
15th century map of Turkey region.jpg
Palco da Segunda Guerra Mitridática
Data 83 a.C.81 a.C.
Local Ásia Menor, Acaia
Desfecho indefinido.
Combatentes
República Romana. Reino do Ponto.
Comandantes
Lúcio Licínio Murena Mitrídates VI do Ponto
   

A Segunda Guerra Mitridática (83 a.C. - 81 a.C.) foi uma das três guerras travadas entre o Reino do Ponto e a República Romana.

História[editar | editar código-fonte]

Na conclusão da Primeira Guerra Mitridática, o comandante das forças romanas, Lúcio Cornélio Sula, necessitando retornar à Itália, para enfrentar seu rival, Caio Mário, fez um acordo com o rei Mitrídates VI do Ponto, reconhecendo seu reino, desde que renunciasse às suas pretensões sobre a Ásia Menor, respeitando as fronteiras anteriores à guerra. Para o comando das duas legiões deixadas na Ásia, Sula designou o general romano Lúcio Licínio Murena.

Pretextando que Mitrídates estava se rearmando para reiniciar a luta, Mureno optou por uma política preventiva, invadindo o Reino do Ponto. O ataque deu início à Segunda Guerra Mitridática.

Após várias escaramuças inconclusivas, Mitrídates infligiu uma derrota a Murena, forçando sua retirada do Ponto. O romano estava reorganizando suas forças quando recebeu ordens de Sula para cessar a guerra, restaurando a paz com Mitrídates.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Gelzer, Matthias:. L. Licinius Lucullus cos.74, RE vol.XIII (1926), s. v. Licinius no.104, colls.376-414.
  • Van Ooteghem, J. Lucius Licinius Lucullus. Brussels, 1959.

Ver também[editar | editar código-fonte]