Shishapangma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shishapangma
Shishapangma
Shishapangma está localizado em: Planalto tibetano
Shishapangma
Localização
Coordenadas 28° 21' N 85° 47' E
Altitude 8013 m (26289 pés)
Posição: 14
Proeminência 2897 m
Listas 8000s
Ultra
Localização Tibete ( China)
Cordilheira Langtang Himal
Primeira ascensão 1964 por uma equipe chinesa
Rota mais fácil Escalada em neve/gelo

O Shishapangma [1] (ou Shisha Pangma[2] , tibetano: ཤི་ཤ་སྦང་མ།Wylie: shi sha sbang ma; ZWPY: Xixabangma; em nepali: शिशापाङ्मा Shishāpāngmā; chinês: 希夏幫馬峰, pinyin: Xīxiàbāngmǎ Fēng), também chamado Gosainthān (em nepali: गोसाईथान Gōsāīthān; chinês: 高僧赞峰, pinyin: Gāosēngzàn Fēng) é a décima quarta montanha mais elevada do mundo e a mais baixa das montanhas com mais de oito mil metros de altitude. Apesar disso, o Shishapangma foi o último pico de mais de 8000 metros de altitude a ser escalado. O nome tibetano significa crista acima das planícies gramíneas. Os nomes alternativos para o Shishapangma incluem Gosainthan (lugar dos santos em sânscrito), Xixabangma (o tempo mau em chinês) e Xixabangma Feng.

Ascensões[editar | editar código-fonte]

O Shishapangma foi escalado primeiramente em 2 de maio de 1964, por Hsu Ching e sua expedição com mais dez chineses.

Em 11 de Dezembro de 2004, Jean-Christophe Lafaille, um alpinista francês, terminou a primeira ascensão solo de uma rota nova na face sul.

O cume foi alcançado pela primeira vez de inverno em 14 de janeiro de 2005, pelo italiano Simone Moro e o polonês Piotr Morawski.[3]

Até 2006 o cume desta montanha nunca tinha sido alcançado por nenhum português. Nesse ano o alpinista português João Garcia liderou uma expedição 100% portuguesa a esta montanha que integrou, para além de João Garcia, os alpinistas Bruno Carvalho, Hélder Santos, Rui Rosado, e Ana Santos. O jornalista Aurélio Faria acompanhou grande parte da expedição. O cume foi atingido no dia 31 de outubro, por João Garcia, Bruno Carvalho e Rui Rosado. Durante a descida, Bruno Carvalho faleceu, após uma queda, aos 31 anos de idade. Para Rui Rosado e Bruno Carvalho foi a primeira vez que ascenderam a uma montanha com mais de 8 mil metros. Esta expedição de João Garcia insere-se no âmbito do projeto À Conquista dos Picos do Mundo, onde João Garcia pretende escalar (sem recurso a oxigénio, e entre 2006 e 2010) oito das catorze montanhas com mais de oito mil metros de altitude, totalizando assim em 2010 os catorze cumes.

Referências

  1. Potterfield, Peter; Viesturs, Ed; Breashears, David (2009). Himalayan Quest: Ed Viesturs Summits All Fourteen 8,000-Meter Giants. National Geographic. p.137 ISBN 142620485X.
  2. Messner, Reinhold (1999). All 14 eight-thousanders. Mountaineers Books. p.105. ISBN 089886660X.
  3. Planetmountain.com: Shisha Pangma, primeira escalada de inverno, Moro e Morawski (14-1-2005).


Os catorze picos com mais de oito mil metros de altitude
Everest
1. Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Nepal.png Everest 8 844 m
2. Flag of the People's Republic of China.svgFlag of Pakistan.svg K2 8 611 m
3. Flag of India.svg Flag of Nepal.png Kanchenjunga 8 586 m
4. Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Nepal.png Lhotse 8 516 m
5. Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Nepal.png Makalu 8 462 m
6. Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Nepal.png Cho Oyu 8 201 m
7. Flag of Nepal.svg Dhaulagiri 8 167 m
8. Flag of Nepal.svg Manaslu 8 156 m
9. Flag of Pakistan.svg Nanga Parbat 8 125 m
10. Flag of Nepal.svg Annapurna 8 091 m
11. Flag of the People's Republic of China.svgFlag of Pakistan.svg Gasherbrum I 8 068 m
12. Flag of the People's Republic of China.svgFlag of Pakistan.svg Broad Peak 8 047 m
13. Flag of the People's Republic of China.svgFlag of Pakistan.svg Gasherbrum II 8 035 m
14. Flag of the People's Republic of China.svg Shishapangma 8 013 m
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia da República Popular da China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.