Soyuz T

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Soyuz T
Desenho da Soyuz-T.
Origem
País  União Soviética
Fabricante RKK Energia
Operação
Transportar três astronautas para a Mir e trazê-los de volta.
Tipo de missão
Versão específica para transporte espacial
Características físicas
Altura 7,48 m
Diâmetro 2,72 m
Volume 9 m3
Massa 6.850 kg

A Soyuz-T, sendo "T" de Transporte, em em russo транспортный (Transportny), constituiu a terceira geração das espaçonaves Soyuz. Permaneceu em serviço durante oito anos: de 1979 na missão Soyuz T-1 até 1986 na missão Soyuz T-15.

Ela era uma versão melhorada da espaçonave construída para integrar o projeto conjunto Apollo-Soyuz, entre União Soviética e Estados Unidos, que propiciou em 1975, o primeiro encontro no espaço entre astronautas e cosmonautas das duas nações.

A Soyuz T foi a primeira espaçonave que incorporou painéis solares à sua estrutura, permitindo missões mais longas no espaço, ela usava uma versão aprimorada do sistema de navegação Igla responsável pela condução da espaçonave durante as manobras de acoplamento, e um novo sistema de controle de atitude e propulsores alojados no módulo de controle.

Ela podia transportar três astronautas usando trajes pressurizados para maior segurança durante as fazes de decolagem e reentrada da missão.

Missões[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Soyuz T


Precedido por
Soyuz 7K-TM
Naves das Missões Soyuz
19791986
Sucedido por
Soyuz TM


Ícone de esboço Este artigo sobre exploração espacial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.