Steve Yzerman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Steve Yzerman
Steve Yzerman
Informações pessoais
Modalidade Hóquei no gelo
Nascimento 9 de maio de 1965 (49 anos)
Cranbrook, Colúmbia Britânica
Nacionalidade Canadá canadense
Medalhas
Jogos Olímpicos de Inverno
Ouro Salt Lake City 2002 Equipe

Stephen Gregory Yzerman (9 de maio de 1965, Cranbrook, Colúmbia Britânica, Canadá) é um ex-jogador profissional de hóquei no gelo canadense e atual Gerente Geral do Tampa Bay Lightning. Yzerman jogou toda sua carreira na National Hockey League (NHL) pelo Detroit Red Wings e liderou o time em três títulos da Copa Stanley (1996-97, 1997-98 e 2001-02). Anteriormente, durante a temporada 1986-87, aos 21 anos de idade, Yzerman foi nomeado capitão dos Red Wings e continuou a sê-lo até sua aposentadoria, duas décadas depois. Ao se aposentar, Yzerman detinha o recorde da mais longa serventia como capitão na história de qualquer time do esporte profissional norte-americano e, em Detroit, é frequentemente chamado apenas de "O Capitão".

Yzerman conquistou inúmeros prêmios durante sua carreira, incluindo o Troféu Lester B. Person, em 1989, o Troféu Conn Smythe, para o jogador mais valioso da Copa Stanley de 1998, o Troféu Selke, como o melhor atacante defensivo, em 2000, e o Troféu Memorial Bill Masterton, por sua perseverança, em 2003. Ele disputou dez vezes o Jogo das Estrelas, foi da primeira linha no de 2000 e membro do time de novatos em 1984.

Em 3 de julho de 2006 Yzerman oficialmente aposentou-se, terminando a carreira como sexto maior pontuador da história da NHL e em 25 de setembro foi nomeado vice-presidente do Detroit Red Wings[1] , conquistando, em 2008, sua quarta Stanley Cup na carreira, dessa vez como dirigente da equipe. Yzerman permaneceu na direção do Red Wings até maio de 2010, quando assumiu o posto de Gerente Geral em Tampa, no estado da Flórida. Sua camisa de número 19 foi oficialmente aposentada pelo Red Wings em 2 de janeiro de 2007, durante um cerimônia pré-jogo na Joe Louis Arena, em Detroit.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Yzerman.jpg

Nascido na província canadense da Colúmbia Britância, Yzerman cresceu em Nepean, Ontário, então um subúrbio de Ottawa, agora um distrito dessa cidade. Estudou na Bell High School, em Ottawa, e jogou hóquei no gelo pelo Nepean Raiders, time da categoria Júnior A da cidade. Após uma temporada com os Raiders, foi escolhido pelo Peterborough Petes, da Liga de Hóquei de Ontário (OHL), e atuou como central para os Petes de 1981 a 1983.

O recrutamento da NHL de 1983 foi o primeiro para Mike e Marian Ilitch, que adquiriram o Detroit Red Wings no verão de 1982. Glorioso nos anos iniciais da NHL, os Red Wings sentiram uma série de frustrações desde o título anterior da Copa Stanley, em 1955. Para o recrutamento, o então gerente geral Jim Devellano, procurando injetar ânimo no time e entre os torcedores, queria escolher Pat LaFontaine, garoto-sensação que crescera nos arredores de Detroit e jogara pelo time júnior de hóquei da cidade. Porém, quando o New York Islanders, terceiro na ordem de seleção, recrutou LaFontaine, Devellano focou em Yzerman.

Com 1,80 metro de altura e apenas 72 quilos, a diretoria dos Red Wings planeava mandá-lo de volta ao Petes por mais um ano, até que estivesse preparado para entrar de fato na NHL. Mas, após uma única sessão de treinamento na pré-temporada de 1983, "via-se que ele era um tremendo jogador de hóquei", de acordo com Ken Holland, atual gerente geral dos Red Wings e goleiro do time secundário dos Wings naquele ano.[2] Em sua temporada de estreia Yzerman anotou 39 gols e 48 assistências, somando 87 pontos. Na votação para o Troféu Memorial Calder, prêmio dado ao melhor novato do ano, terminou em segundo, atrás do goleiro Tom Barrasso[3] Nessa temporada Yzerman também tornou-se o mais jovem jogador a atuar no Jogo das Estrelas, aos 18 anos.

Em 1986 o técnico Jacques Demers nomeou Yzerman como capitão do time, fazendo dele o mais jovem capitão da história do time. Demers afirmou que "queria para o posto um cara com o símbolo dos Red Wings tatuado no peito".[4] Na temporada seguinte Yzerman liderou o time para o primeiro título de divisão em 23 anos.

Seu desempenho melhorava a cada ano. Em 1987-88 iniciou uma série de seis temporadas seguidas em que marcou mais de cem pontos, quatro das quais com mais de cinquenta gols marcados, também em sequência. Seu ápice em termos de estatísticas aconteceu na temporada de 1988-89, quando atingiu a marca de 155 pontos (65 gols e noventa assistêncas), um total que apenas Wayne Gretzky (168 pontos) e Mario Lemieux (199 pontos) ultrapassaram naquele ano. Mesmo em terceiro na lista de pontuadores da temporada, Yzerman recebeu o Troféu Lester B. Pearson, dado ao jogador mais valioso segundo a NHLPA, associação de jogadores da liga. Foi também finalista para o Troféu Hart, que premiava o mais valioso segundo jornalistas especialistas da NHL.

Quando Scotty Bowman assumiu o posto de técnico, em 1993, Yzerman penou pelo estilo austero do novo treinador. Bowman, que já tinha vencido a Copa Stanley sete vezes como técnico, acreditou que Yzerman não estava suficientemente focado na defesa. Yzerman, por outro lado, era a grande estrela do time e apontado como o grande responsável pelo fato de os Red Wings terem voltado a aparecer nos playoffs, após anos seguidos de temporadas que oscilavam entre ruins e muito ruins. A relação entre os dois tornou-se tão delicada que muito se especulou sobre uma possível transferência de Yzerman para o Ottawa Senators.

Porém, gradativamente os rumores foram esquecidos. Numa total reformulação de seu estilo de jogo, Yzerman foi-se tornando um marcador melhor e voltou a ser peça indispensável para o sistema de jogo do time regido por Bowman. Hoje Yzerman é considerado um dos melhores atacantes-defensivos da história da liga.

Na temporada de 1994-95 Yzerman liderou os Red Wings a sua primeira final de Copa Stanley desde 1966, mas os Wings foram varridos pelo New Jersey Devils. Em 1995-96, o Detroit terminou com um recorde de 62 vitórias na temporada regular (marca inatingida até hoje). Nas semifinais da Conferência Oeste, Yzerman marcou na segunda prorrogação de uma partida até então sem gols: com um forte chute da linha azul, bateu o goleiro do St. Louis Blues Jon Casey para definir o jogo 7 e a série, avançando o time às finais de conferência. Os Red Wings perderiam a chance de disputar a Copa Stanley após perder a série para o arquirrival Colorado Avalanche, campeão daquele ano.

Em 1997, após 42 anos desde o último título da Copa Stanley, os Red Wings sagraram-se campeões varrendo o Philadelphia Flyers. No ano seguinte o time repetiu o feito, varrendo o Washington Capitals. Durante as comemorações pela conquista, Yzerman passou a Copa Stanley a Vladimir Konstantinov, defensor que sofrera um acidente automobilístico seis dias após a conquista do título no ano anterior. Yzerman também recebeu o Troféu Conn Smythe, dado ao jogador mais valioso dos playoffs.

Em 26 de novembro de 1999 Yzerman tornou-se o 11.º jogador na história da NHL a marcar seiscentos gols. No ano seguinte ele integrou a primeira linha do Jogo das Estrelas e venceu o Troféu Frank J. Selke. Na temporada de 2001-02 Yzerman reagravou um contusão do joelho, o que o forçou a perder trinta partidas da temporada regular.[5] Mesmo assim, ele terminou a temporada na sexta posição entre os marcadores do time. Adiando a cirurgia que resolveria o prlblema, atuou nos playoffs forçando o joelho contundido e servindo de inspiração aos colegas pela sua perseverança. Yzerman anotou seis gols e dezessete assistências, liderando o time à terceira Copa Stanley em seis anos.

No verão Yzerman foi submetido à cirurgia no joelho, cuja lesão fora agravada devido ao adiamento e à atividade durante os playoffs. Ele perdeu os primeiros 66 jogos da temporada de 2002-03, mas anotou uma assistência no seu retorno, em 27 de fevereiro de 2003.

Em 31 de março de 2006 ele marcou seu gol número 691, passando Mario Lemieux e ocupando o oitavo lugar na lista de maiores goleadores da liga.[6] Seu último gol na NHL, o de número 692, foi marcado em 3 de abril de 2006, numa partida contra o Calgary Flames. Durante os playoffs, anotou quatro assistências na eliminação ainda na primeira fase, contra o Edmonton Oilers. Seria sua última série de playoffs.

Em 3 de julho de 2006 Yzerman anunciou oficialmente sua aposentadoria numa coletiva de imprensa em Detroit. Pouco depois a revista Sports Ilustrated publicou uma edição comemorativa dedicada ao Capitão, intitulada "Yzerman: A Salute to Stevie Y", a primeira aparição de Yzerman na capa dessa revista americana.

Ele detém o recorde da mais longa permanência no posto de capitão de um único time, após dezenove temporadas em vinte anos.[7] Além de ser o oitavo maior goleador e o sexto pontuador, Yzerman terminou sua carreira como o sétimo em assistências em temporada regular e o oitavo pontuador de todos os tempos nos playoffs. Ele está ranqueado em segundo em praticamente todas as categorias significativas para um atacante na história do Red Wings, atrás de Gordie Howe, exceto assistências: Yzerman, com 1 063 assistências, figura na primeira posição nesse quesito, à frente das 1 020 de Howe. Apenas Howe e Alex Delvecchio disputaram mais partidas como um Red Wing. Em 25 de setembro de 2006 o Red Wings nomeou Yzerman como vice-presidente do time.

Em 2 de janeiro de 2007 o Detroit Red Wings aposentou o número de sua camisa, o 19, numa cerimônia antes do jogo contra o Anaheim Ducks. Para simbolizar a grande marca de sua carreira, um "C" foi estampado no banner com seu número, para que "O Capitão" sempre seja lembrado dessa forma. A cerimônia oficial foi apresentada por Darren Pang, amigo de longa data de Yzerman (jogaram juntos no colégio), ex-goleiro da NHL e analista da ESPN, e contou também com ilustres membros da equipe, como Gordie Howe, Ted Lindsay, Alex Delvecchio (os três membros ainda vivos com número aposentado pelos Red Wings) e Scotty Bowman. Os jogadores na ativa vestiram uniformes passados de Yzerman, simbolizando os Red Wings, a Seleção Canadense (o Canadá conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Inverno em Salt Lake City, em 2002, tendo Yzerman no elenco de jogadores), o time da Conferência Campbell (Oeste) no Jogo das Estrelas e o Peterborough Petes. O ex-companheiro de equipe Vladimir Konstantinov compareceu à comemoração, caminhando pelo gelo pela primeira vez sem cadeira de rodas desde seu último jogo nas finais da Copa Stanley de 1997.

Em 30 de janeiro de 2007 a Federação Canadense de Hóquei nomeou Yzerman como gerente geral da seleção canadense para o Campeonato Mundial da IIHF de 2007, quando bateram a seleção finlandesa por 4 a 2 para vencer o torneio. Posteriormente, mais um título, desta vez nos Jogos Olímpicos de Inverno em Vancouver, onde a seleção canadense sagrou-se campeão em casa em uma final decidida na prorrogação contra a equipe estadunidense, em 28 de fevereiro de 2010.

O sucesso de Yzerman à frente da administração do time canadense o fez conquistar ainda mais respeito no mundo do hóquei e logo começaram os rumores de que havia times interessados em tê-lo como gerente geral. A boataria ganhou força na medida em que o próprio Yzerman já havia expressado interesse em dirigir uma equipe na NHL e pelo fato de o atual gerente geral do Red Wings, Ken Holland, estar mostrando um trabalho sólido e vitorioso há longos anos, sem perspectivas de rompimento. As dúvidas se dissiparam quando o Tampa Bay Lightning anunciou, em 25 de maio de 2010, a contratação de Steve Yzerman como o novo gerente geral do time[8] .

Yzerman é uma das figuras mais importantes na história dos Red Wings e é considerado um herói mesmo fora do contexto do hóquei. Antes da cerimônia de aposentadoria do número 19, Yzerman foi agraciado com a chave da cidade de Detroit pelo prefeito Kwame Kilpatrick. Em 13 de janeiro o governador de Michigan visitou Detroit e a Joe Louis Arena, e proclamou aquele dia como o Dia de Steve Yzerman no estado de Michigan. Yzerman foi incluído no Hall da Fama dos Esportes de Ottawa em 11 de janeiro.[9] Ele foi também foi homenageado ao ser incluído no Hall da Fama dos Esportes de Michigan em 11 de fevereiro de 2008.[10]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Yzerman e sua esposa, Lisa Brenan (nascida a 17 de junho de 1965), casados desde junho de 1989, têm três filhas: Isabella Katherine (23 de fevereiro de 1994), Maria Charlotte (21 de abril de 1998) e Sophia Rose (14 de maio de 1999). Eles vivem em Bloomfield Hills, Michigan.

Não muito longe de onde Yzerman cresceu, um dos pavimentos de gelo do complexo esportivo Nepean Sportsplex passou a se chamar, em 1997, Steve Yzerman Arena. O rinque é a casa do Nepean Raiders, equipe de hóquei da CJHL (liga júnior do hockey canadense) pela qual Yzerman jogou na categoria Tier II Junior "A" na temporada de 1980-81. Os Raiders atualmente jogam na Divisão Yzerman.

As divisões da CJHL Yzerman e Robinson receberam esses nomes em homenagem aos dois mais proeminentes jogadores originados dessa liga.

Prêmios e Feitos[editar | editar código-fonte]

  • Escalado para o Jogo das Estrelas da NHL em 1984, 1988 , 1989, 1990, 1991, 1992, 1993, 1997, 1999, 2000
  • Central da primeira linha da Seleção da NHL em 2000
  • Lester B. Pearson Award - 1989
  • Troféu Conn Smythe - 1998
  • Troféu Frank J. Selke - 2000
  • Campeão da Copa Stanley - 1997, 1998, 2002
  • Troféu Bill Masterton Memorial - 2003
  • Troféu Lester B. Patrick - 2006
  • Sexto na história da NHL em pontos, oitavo em gols e sétimo em assistências
  • Primeiro na historia dos Red Wings em assistências, segundo em pontos e em gols e terceiro em partidas disputadas
  • Número 19 aposentado pela seleção canadense em 2005 e pelo Detroit Red Wings em 2007
  • Nomeado vice-presidente do Detroit Red Wings em 2007
  • Nomeado gerente geral da seleção canadense em 2008
  • Ficou ranqueado em sexto na matéria "The Top 60 Since 1967 - The Best Players of the Post Expansion Era" da revista The Hockey News
  • Incluído no Hall da Fama dos Esportes de Ottawa em 11 de janeiro de 2008[9]
  • Incluído no Hall da Fama dos Esportes de Michigan em 11 de fevereiro de 2008[10]
  • Incluído no Hall da Fama dos Esportes do Canadá em 2008[11]
  • Incluído no Hall da Fama do Hóquei em 2009[12]
  • Nomeado Gerente Geral e Vice-Presidente do Tampa Bay Lightning em maio de 2010

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

    Temporada Regular   Playoffs
Temporada Time Liga Jogos G A Pts PIM Jogos G A Pts PIM
1981-82 Peterborough Petes OHL 58 21 43 64 65 6 0 1 1 16
1982-83 Peterborough Petes OHL 56 42 49 91 65 4 1 4 5 0
1983-84 Detroit Red Wings NHL 80 39 48 87 33 4 3 3 6 0
1984-85 Detroit Red Wings NHL 80 30 59 89 58 3 2 1 3 2
1985-86 Detroit Red Wings NHL 51 14 28 42 16 -- -- -- -- --
1986-87 Detroit Red Wings NHL 80 31 59 90 43 16 5 13 18 8
1987-88 Detroit Red Wings NHL 64 50 52 102 44 3 1 3 4 6
1988-89 Detroit Red Wings NHL 80 65 90 155 61 6 5 5 10 2
1989-90 Detroit Red Wings NHL 79 62 65 127 79 -- -- -- -- --
1990-91 Detroit Red Wings NHL 80 51 57 108 34 7 3 3 6 4
1991-92 Detroit Red Wings NHL 79 45 58 103 64 11 3 5 8 12
1992-93 Detroit Red Wings NHL 84 58 79 137 44 7 4 3 7 4
1993-94 Detroit Red Wings NHL 58 24 58 82 36 3 1 3 4 0
1994-95 Detroit Red Wings NHL 47 12 26 38 40 15 4 8 12 0
1995-96 Detroit Red Wings NHL 80 36 59 95 64 18 8 12 20 4
1996-97 Detroit Red Wings NHL 81 22 63 85 78 20 7 6 13 4
1997-98 Detroit Red Wings NHL 75 24 45 69 46 22 6 18 24 22
1998-99 Detroit Red Wings NHL 80 29 45 74 42 10 9 4 13 0
1999-00 Detroit Red Wings NHL 78 35 44 79 34 8 0 4 4 0
2000-01 Detroit Red Wings NHL 54 18 34 52 18 1 0 0 0 0
2001-02 Detroit Red Wings NHL 52 13 35 48 18 23 6 17 23 10
2002-03 Detroit Red Wings NHL 16 2 6 8 8 4 0 1 1 2
2003-04 Detroit Red Wings NHL 75 18 33 51 46 11 3 2 5 0
2004-05 Não jogou — Locaute NHL -- -- -- -- -- -- -- -- -- --
2005-06 Detroit Red Wings NHL 61 14 20 34 18 4 0 4 4 4
OHL Totals 114 63 92 155 130 10 1 5 6 16
NHL Totals 1514 692 1063 1755 924 196 70 115 185 84

Atuação internacional[editar | editar código-fonte]

Competiu pelo Canadá em:

  • 1983 - Campeonado Mundial Júnior (medalha de bronze)
  • 1984 - Canada Cup (campeão)
  • 1996 - Copa do Mundo de Hóquei
  • 1998 - Olimpíadas de Inverno em Nagano, Japão
  • 2002 - Olimpíadas de Inverno em Salt Lake City, EUA (medalha de ouro)

Estatísticas internacionais[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe Evento   Jogos G A Pts PIM
1983 Canadá WJC 7 2 3 5 2
1984 Canadá CC 4 0 0 0 0
1985 Canadá WC 10 3 4 7 6
1989 Canadá WC 8 5 7 12 2
1990 Canadá WC 10 10 10 20 8
1996 Canadá WCH 6 2 1 3 0
1998 Canadá Olimp. 6 1 1 2 10
2002 Canadá Olimp. 6 2 4 6 2
Total 57 25 30 55 30

Yzerman era considerado um dos favoritos ao posto de capitão da seleção canadense para os Jogos Olímpicos de Inverno de 1998, ao lado de Wayne Gretzky e Ray Bourque. Ele havia liderado o Detroit Red Wings nos títulos da Copa Stanley de 1997 e 1998, além de ter mais tempo como capitão de um time que qualquer outro jogador da liga. Porém, o então gerente geral, Bobby Clarke, deu o posto a Eric Lindros.

No fim de 2005, após Yzerman declarar que não se dispunha a uma terceira aparição nas Olimpíadas, Wayne Gretzky anunciou que nenhum outro jogador jamais usaria o número 19 na seleção canadense.[13]

Referências

  1. Red Wings bring Yzerman into front office. Página visitada em 2006-09-25.
  2. Free Press staff, The Captain: 22 Seasons, 3 Cups, 1 Team, 2006, Detroit Free Press, pág. 15
  3. Shelley Lazarus, Hockeytown Hero: The Steve Yzerman Story., 2000, Proctor Publications, apêndice, páginas XIII e XV
  4. DetroitRedWings.com, Wings Of Legend: Steve Yzerman
  5. The Detroit Red Wings, The Detroit Red Wings 2005-06 Media Guide, 2005, The Detroit Red Wings, pág. 86
  6. "Yzerman passes Lemieux on goals list", CBC, 31 de março de 2006. Página visitada em 2006-08-06.
  7. Free Press staff, The Captain: 22 Seasons, 3 Cups, 1 Team, 2006, Detroit Free Press, pág. 11
  8. http://blogs.creativeloafing.com/dailyloaf/2010/05/26/tampa-bay-lightning-name-steve-yzerman-general-manager
  9. a b Yzerman at home in Hall. Ottawa Senators (9 de janeiro de 2008). Página visitada em 2008-01-11.
  10. a b 2008 MICHIGAN SPORTS HALL OF FAME: Steve Yzerman warmly inducted into Hall | Freep.com | Detroit Free Press
  11. Yzerman, Lewis among Canada's Sports Hall of Fame inductees. The Sports Network (13 de maio de 2008). Página visitada em 2008-05-13.
  12. http://www.legendsofhockey.net/html/ind09prolog.htm#1styears
  13. "Report: Yzerman's No. 19 untouchable", TSN, 14 de dezembro de 2005. Página visitada em 6 de agosto de 2006.