Temporada 2009-10 da NHL

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A temporada 2009-10 da NHL, a 92.ª da história da liga, realizou-se entre 1 de outubro de 2009 e 12 de abril de 2010.

Temporada regular[editar | editar código-fonte]

Para esta temporada, o teto salarial para cada time foi aumentado em apenas 100 mil dólares, passando para 56,8 milhões de dólares.[1] Com isso, o piso salarial para cada time passou para 40,8 milhões de dólares. Muitos times próximos do teto salarial neste ano assinaram diversos contratos de apenas um ano, na expectativa de que o teto caia para a temporada de 2010-11.[2]

Esta temporada não teve um Jogo das Estrelas, devido à pausa para que vários jogadores participem das Olimpíadas de Inverno, entre 15 e 28 de fevereiro, em Vancouver. O fato de a Olimpíada ser realizada em Vancouver fez com que os Canucks enfrentassem a maior série de jogos fora de casa da história da NHL, catorze, entre 27 de janeiro de 13 de março.[3]

A temporada foi aberta com quatro jogos na Europa: Red Wings e Blues enfrentaram-se em dois jogos em Estocolmo, na Suécia, enquanto Blackhawks e Panthers também jogaram duas vezes, em Helsinque, na Finlândia. Foi o terceiro ano seguido em que a liga abriu a temporada com jogos na Europa, o segundo ano consecutivo com jogos na Suécia.[4] A liga também promoveu a terceira versão do Clássico de Inverno, jogo realizado em um estádio a céu aberto, em 1 de janeiro de 2010, no Fenway Park, estádio de beisebol do Boston Red Sox: os Bruins receberam os Flyers e venceram por 2 a 1 na prorrogação.

Ao longo da temporada foi estabelecido o recorde de partidas que foram para a prorrogação, que era de 282 (estabelecido em 2008-09), e o de partidas que foram para a prorrogação, que era de 164 (estabelecido em 2006-07).[5] Também foi estabelecido o recorde de disputas de pênaltis que foram à décima cobrança de cada lado ou mais, que agora é de sete.[5] Os Bruins ainda tornaram-se o primeiro time na história da NHL a marcar três gols em uma mesma desvantagem numérica, contra os Hurricanes, em 10 de abril, igualando o mesmo total do time ao longo do restante da temporada até ali.[6]

Classificação final[editar | editar código-fonte]

Times em verde classificaram-se aos playoffs. Times em amarelo conquistaram suas respectivas divisões. Time em laranja conquistou sua conferência. Time em vermelho conquistou o Troféu dos Presidentes, com a melhor campanha da liga. Números entre parênteses indicam a classificação na conferência. Líderes de divisão são automaticamente classificados como os três primeiros da conferência. Os oito primeiros em cada conferência classificam-se aos playoffs.

Conferência Leste[editar | editar código-fonte]

Divisão do Atlântico J V D DP GP GC PG
New Jersey Devils (2) 82 48 27 7 222 191 103
Pittsburgh Penguins (4) 82 47 28 7 257 237 101
Philadelphia Flyers (7) 82 41 35 6 236 225 88
New York Rangers (9) 82 38 33 11 222 218 87
New York Islanders (13) 82 34 37 11 222 264 79
Divisão Nordeste J V D DP GP GC PG
Buffalo Sabres (3) 82 45 27 10 235 207 100
Ottawa Senators (5) 82 44 36 6 225 238 94
Boston Bruins (6) 82 39 30 13 206 200 91
Montreal Canadiens (8) 82 39 33 10 217 223 88
Toronto Maple Leafs (15) 82 30 38 14 214 267 74
Divisão Sudeste J V D DP GP GC PG
Washington Capitals (1) 82 54 15 13 318 233 121
Atlanta Thrashers (10) 82 35 34 13 234 256 83
Carolina Hurricanes (11) 82 35 37 10 230 256 80
Tampa Bay Lightning (12) 82 34 36 12 217 260 80
Florida Panthers (14) 82 32 37 13 208 244 77

Conferência Oeste[editar | editar código-fonte]

Divisão Central J V D DP GP GC PG
Chicago Blackhawks (2) 82 52 22 108 295 244 112
Detroit Red Wings (5) 82 44 24 14 229 216 102
Nashville Predators (7) 82 47 29 6 225 225 100
St. Louis Blues (9) 82 40 32 10 225 223 90
Columbus Blue Jackets (14) 82 32 35 15 216 259 79
Divisão Noroeste J V D DP GP GC PG
Vancouver Canucks (3) 82 49 28 5 272 222 103
Colorado Avalanche (8) 82 43 30 9 244 233 95
Calgary Flames (10) 82 40 32 10 204 210 90
Minnesota Wild (13) 82 38 36 8 219 246 84
Edmonton Oilers (15) 82 27 47 8 214 284 62
Divisão do Pacífico J V D DP GP GC PG
San Jose Sharks (1) 82 51 20 11 264 215 113
Phoenix Coyotes (4) 82 50 25 7 225 202 107
Los Angeles Kings (6) 82 46 27 9 241 219 101
Anaheim Ducks (11) 82 39 32 11 238 251 89
Dallas Stars (12) 82 37 31 14 237 254 88

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Lista completa (em inglês)

J = jogos disputados; G = gols; A = assistências; Pts = pontos; +/– = mais/menos; PIM = minutos de penalidades

Jogador Time J G A Pts +/– PIM
Henrik Sedin Vancouver Canucks 82 29 83 112 +35 48
Sidney Crosby Pittsburgh Penguins 81 51 58 109 +15 71
Alexander Ovechkin Washington Capitals 72 50 59 109 +45 89
Nicklas Backstrom Washington Capitals 82 33 68 101 +37 50
Steven Stamkos Tampa Bay Lightning 82 51 44 95 -2 38
Martin St. Louis Tampa Bay Lightning 82 29 65 94 -8 12
Brad Richards Dallas Stars 80 24 67 91 -12 14
Joe Thornton San Jose Sharks 79 20 69 89 +17 54
Patrick Kane Chicago Blackhawks 82 30 58 88 +16 20
Marián Gaborik New York Rangers 76 42 44 86 +15 37

Playoffs da Copa Stanley[editar | editar código-fonte]

A liga colocou os playoffs de 2009-10 entre seus melhores de todos os tempos, graças aos índices de audiência, à venda de mercadorias e ao tráfego em seu site.[7]

Tabela[editar | editar código-fonte]

  Quartas-de-final de conferência Semifinais de conferência Finais de Conferência Finais da Copa Stanley
                                     
1  Washington Capitals 3  
8  Montreal Canadiens 4  
  4  Pittsburgh Penguins 3  
  8  Montreal Canadiens 4  
2  New Jersey Devils 1
7  Philadelphia Flyers 4  
  7  Philadelphia Flyers 4  
Conferência Leste
  8  Montreal Canadiens 1  
3  Buffalo Sabres 2  
6  Boston Bruins 4  
  6  Boston Bruins 3
  7  Philadelphia Flyers 4  
4  Pittsburgh Penguins 4
5  Ottawa Senators 2  
  L7  Philadelphia Flyers 2
  O2  Chicago Blackhawks 4
1  San Jose Sharks 4  
8  Colorado Avalanche 2  
  1  San Jose Sharks 4
  5  Detroit Red Wings 1  
2  Chicago Blackhawks 4
7  Nashville Predators 2  
  1  San Jose Sharks 0
Conferência Oeste
  2  Chicago Blackhawks 4  
3  Vancouver Canucks 4  
6  Los Angeles Kings 2  
  2  Chicago Blackhawks 4
  3  Vancouver Canucks 2  
4  Phoenix Coyotes 3
5  Detroit Red Wings 4  

Em cada fase, o time de classificação mais alta em cada conferência é pareado contra o de menor classificação remanescente e tem o mando de gelo, o que dá a ele um máximo de quatro jogos em casa, com o outro time podendo jogar em casa no máximo três vezes. Nas finais da Copa Stanley, o mando de gelo é determinado pelo número de pontos na temporada regular. Cada série melhor-de-sete segue o formato 2-2-1-1-1. Isso significa que o time melhor classificado jogará em casa os jogos 1 e 2, além dos jogos 5 e 7, se necessários; o adversário jogará em casa nos jogos 3 e 4, e no jogo 6, se necessário.

Referências

  1. "2009-10 salary cap set at $56.8 million", NHL.com, 26/6/2008, acessado em 19/9/2009
  2. "Why so many one-year contracts?", Dave Molinari, Pittsburgh Post-Gazette, 31/8/2009, acessado em 1/9/2009
  3. "Canucks take one for the Olympic team", Matthew Sekeres, The Globe and Mail, 15/7/2009, acessado em 19/8/2009
  4. "4 NHL teams to start '09-10 season in Europe", CBC Sports, 19/2/2009, acessado em 19/8/2009
  5. a b John Kreiser (9 de abril de 2010). Overtimes, shootouts reach record levels NHL.com. Página visitada em 9/4/2010.
  6. Jimmy Golen (10 de abril de 2010). Bruins’ 3 short-handers add up to playoff berth Yahoo! Sports. Página visitada em 10/4/2010.
  7. Ed Barkowitz (15 de junho de 2010). Bad news for Flyers: Stanley Cup losers rarely do well the next season Philly.com. Página visitada em 16/6/2010.